Ficha de Reclamação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ficha de Reclamação

Mensagem  Silver Lunae em Dom Mar 01, 2015 8:38 am

Ficha de reclamação de
Silver Lunae.
NomeSilver Lunae.
Idade18 Anos.
ProgenitorPai: Erebus.
Presentes de Reclamação: Chaos Slasher e Dermathoi.

MotivoO combo é ótimo, eu tenho um bom conhecimento sobre poderes ligados as trevas alem de experiencia com o combate corpo a corpo.
Progenitor mortalMãe : Mary Lunae.
Violinista e Compositora nascida na Irlanda.

Defeitos e qualidadesDefeitos: Preguiçoso, Sarcástico.
Qualidade: Bem Humorado, Corajoso e Companheiro.

Cidade natal e atualCidade Natal e Atual: Nova York, Estados Unidos.
HabilidadeLábia: Você é astuto, sua voz é harmoniosa e suave, você sabe usar dos artifícios certos para conquistar a simpatia de alguém, iludir com mentiras bem contadas e angariar favores.
HistóriaBem tudo começou na festa de 15 anos da minha namorada, pelo menos não me lembro de muito antes disso, a não ser algumas coisas estranhas acontecendo quando eu era criança, mas quem não tem esse tipo de historia.
Se preferir assim vou começar contando sobre a minha infância, eu conheci apenas minha mãe, meu pai e ela se conheceram durante um evento de artes e depois ela nunca mais o viu, ela é curadora em um museu da minha cidade, nasci e cresci em Nova York, ela trabalhava no museu do Brooklyn e nós não morávamos muito longe dali, como ela passava grande parte do tempo no trabalho após a escola eu ficava na casa do meu tio, ele era um mecânico e sua casa ficava apenas algumas quadras da minha.
Bem o que importa sobre eu ter passado tanto tempo lá era o parque, que ficava bem a frente de sua oficina, não era um parque muito grande, mas era lá todas as crianças do bairro se juntavam.
Também foi onde conheci o meu melhor amigo, Eddie bem, ele não era uma criança como as outras, havia nascido com um problema nas articulações da perna e andava de muletas, o dia que o conheci também foi a primeira vez que lidei com algo que acabou virando parte importante da minha vida os valentões, bem estava indo para o parque quando notei que muitas crianças estavam fazendo uma roda perto da areia, me aproximei para ver que o grupo de valentões do bairro estava surrando um garoto de muletas, ele estava no chão e estavam chutando a areia nele quando eu resolvi intervir.
Entrei no meio da roda e dei um soco no maior deles, eu poderia passar horas falando como dei uma surra em todos, mas seria mentira, ele nem moveu o rosto com o soco e eu apenas me juntei a Eddie no chão, eles só pararam quando uma viatura estava passando por perto, é incrível como uma multidão de crianças consegue fugir quando não quer ninguém ligando para seus pais.
Ajudei Eddie a se levantar e fomos até a casa do meu tio, não havíamos nos machucado muito, a maior parte do tempo eles estavam rindo e jogando areia, mas estávamos imundos, Eddie me passou seu telefone e foi para a casa dele, algumas semanas depois ele foi transferido para a minha escola.
Adolescência, a mente se expande o amor floresce, quando meninos se tornam homens, como eu odeio essa m*rda, enfim a escola continuava a mesma coisa, minha mãe e eu continuávamos próximos mesmo que ela trabalhasse o tempo todo, bem Eddie continuava meu melhor amigo e sempre estranhei como ele sumia as vezes durante as ferias de verão, eramos como irmãos de mães diferentes.
Eu fiz 15 anos no começo do ano, nasci no final de março, teimoso sou de Aries, bem estávamos próximos das ferias de verão quando ela entrou na escola, seu nome era Anne, ruiva com algumas sardas sobre o nariz e olhos azuis claros, foi amor a primeira vista, e por incrível que pareça ela gostou de min também, o único problema era que ela não gostava de Eddie e ele também não ia com a cara dela.
Para falar a verdade ele tinha medo dela e ela ficava realmente agressiva perto dele, bem estávamos próximos do aniversario dela, a festa seria um baile de 15 anos e eu mal podia esperar para entregar meu presente, havia comprado uma caixa de musica para ela, enfim pouco antes da festa ela me ligou, queria me encontrar no ginásio da escola após as aulas, aproveitei para levar o presente, estranhei ao sair de casa estava com a sensação de que alguém me observava.
Cheguei ao ginásio em poucos minutos, ela estava lá, com seu vestido de verão, eu sorri e abri minha mochila pegando o presente e dizendo:
- Oi, eu não conseguia mais, tive que trazer.
Entreguei a caixa para ela, ela olhou nos meus olhos e atirou a caixa no chão, rasgou a própria pele e se transformou em um monstro assustador com asas, dei um passo para trás sem saber o que estava acontecendo, coloquei a mochila nas costas e corri ouvindo ela gritar:
- Não adianta fugir!
Corri para o corredor seguindo direto para as escadas, querendo subir mas ela apareceu la também, quebrando a janela e bloqueando minha passagem, corri para o subsolo, não havia muita opção alem de ir para a sala da caldeira, abri a porta e segui para a direita, dando de cara com uma parede com diversos canos, perto do meu pé um balde de água suja embaixo de uma goteira e um pedaço de cano velho, ouvi um barulho e olhei para trás, la estava ela, agora consegui notar que em sua mão ela segurava um chicote, seu rosto parecia de um morcego e sua pele era escura, eu rapidamente peguei o balde de água e joguei a água nela, ela recuou um pouco e pareceu mais irritada.
Peguei um pedaço de cano velho no chão e apontei na direção dela, eu não sabia o que fazer mas não podia ficar parado, ela começou a vir na minha direção e eu fechei os olhos, ouvi uma pancada e em seguida o barulho de algo rasgando, abri os olhos para ver ela sendo empalada pelo cano velho e Eddie atrás segurando a muleta na mão, ele havia acertado ela e ela acabou vindo na minha direção sem ver o caminho, soltei o caro fazendo ela cair no chão, ela não estava morta mas se debatia com raiva, pulei por cima dela e corri pela porta com Eddie me acompanhando, ele não sabia correr mas me surpreendi quando ele segurou ambas as muletas e começou a dar pulos pequenos saltos me seguindo e eu disse:
- O que era aquilo?
Ele tirou um celular do bolso e discou enquanto falava:
- Era uma fúria, mas fica calmo acho que isso vai segurar ela por um tempo.
Terminou de discar e colocou o telefone no ouvido dizendo:
- Alo senhora? sim é sobre seu filho, acharam ele, vou levar ele ao acampamento.
Pera, o que? ele estava falando com a minha mãe? quem me achou? que acampamento, aquilo precisava ser explicado, ele desligou o telefone e corremos subindo as escadas, estávamos saindo do prédio da escola e eu vi o carro do meu tio, corremos entrando até ele, eu me sentei no banco de trás com Eddie e meu tio começou a acelerar, em pouco tempo estávamos na estrada, assim que saímos da cidade Eddie tirou a calça revelando que a parte de baixo do seu corpo parecia a de um bode, também tirou o seu boné mostrando pequenos chifres escondidos embaixo do cabelo crespo.
Aquilo tudo era muito estranho, em poucas horas, havia perdido minha namorada, descobri que meu amigo era um bode estranho e que monstros existiam e estavam a solta, suspirei e disse:
- O que está acontecendo?
Eddie olhou para min e disse:
- Já ouviu falar sobre a mitologia grega?
Ele me contou tudo que precisava saber, enquanto pegávamos estrada para provavelmente o único acampamento de verão que eu frequentaria a partir de agora.
avatar
Silver Lunae

Mensagens : 18
Pontos : 20
Data de inscrição : 28/02/2015
Idade : 21
Localização : Provavelmente com a Annie

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum