Treino com Espada/Escudo

Página 1 de 7 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ir em baixo

Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Hipnos em Sab Jun 16, 2012 6:21 pm


ESPADAS / ESCUDOS

Nessa área o campista poderá treinar suas habilidades com espadas e escudos. A arena é bastante ampla, contendo bonecos de palha e madeira, alem de alvos moveis e autômatos programados para um combate que exija habilidade e pericia do campista. Há numa estante, espadas de todos os tamanhos e modelos, além de escudos de vários materiais e categorias pra aperfeiçoar a defesa do meio-sangue.
Regras:
* O campista pode fazer até três treinos por dia em áreas diferentes, com ganho máximo de 80 EXP de recompensa.
* Posts com, no mínimo, 8 linhas.
* Os treinos de Espada e Escudo tem um NPC instrutor,Lacaile, para ser usado nos treinos, se desejarem. Sigam a ficha dele caso forem usá-lo.
* O semideus Joe McDean  também é instrutor de espadas e escudos. Para solicitar um treino com ele, mande MP para o mesmo, mas antes leia aqui: sistema de instrutores.



Última edição por Hipnos em Qua Set 11, 2013 9:33 pm, editado 2 vez(es)


★ Call me Hypnos, the Sleeper and Dreams's Keeper ★
Sleep is always a dream, don't you think?

credits @
avatar
Hipnos
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 858
Pontos : 1103
Data de inscrição : 23/01/2012
Localização : Rio Lethe

Ficha do personagem
HP:
999999/999999  (999999/999999)
MP:
999999/999999  (999999/999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://lrfl.deviantart.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Abel O. Drowsiness em Qua Jun 27, 2012 9:17 pm


Preguiça de levantar? Nem sei o que é isso. Creio que é muito mais complexo do que isso, melhor, é tudo genética. Levantei de minha cama bem devagar e me arrastei até o banheiro para tirar o peso do corpo, mas nem banho eu precisei, já que sempre acordo pronto pra sair (corado, penteado, com hálito fresco e roupa lisinha). Só tirei o pijama e coloquei uma roupa comum por cima do corpo descansado. Peguei minha espada negra-dourada, que conquistei numa missão e parti para um treino de espadas. Tenho que manter o ritmo, vai que sou convocado para alguma missão? Tenho que estar preparado.

Chegando ao destino proposto por mim, Programo um autômato para que treine comigo. Vou direto ao centro de um dos tatames e inicio o meu treinamento. Giro a espada algumas vezes e dou a partida. Desfiro alguns golpes no robô, mas não surte muito efeito. Creio que não estou colocando muito força nos golpes. Porem, quando fui golpear o autômato na diagonal, meu oponente abriu um escuto repentinamente e barrou o meu ataque. Fiquei surpreso, já que não havia pego nada para me defender. O gigante de lata deu-me uma trombada e acabei rolando pelo chão. Rapidamente me levantei, apesar de estar levemente com sono. Brandi a espada e parti para uma nova investida. Cheguei na agilidade, desviando do golpe do robô e, lhe dando uma ombrada. O homem de ferro não se moveu muito, mas deu uma desequilibrada. Dei um breve passo para trás e bati na cabeça do autômato com o cabo cruzado da espada. Ele cuspiu alguns parafusos, mas conseguiu erguer o pé para me lançar longe.... novamente.

Dessa vez havia sangue no chão. Acho que esqueci de colocar a simulação no modulo moderado, mas enfim, eu estou aqui para treinar, e quanto mais real, melhor. Bati a poeira do corpo, cuspi sangue no chão e estalei meu pescoço. Parti no de novo pra cima do robô, dessa vez girei meu corpo para a esquerda, e surpreendi o gigante com um corte de baixo pra cima nas costas. girei novamente, só que dessa vez com a espada na horizontal, arrancando a cabeça do robô. A vitória é minha. Vi um campista filho de Hefesto vindo arrumar o autômato enquanto saía da arena.

Atualizado
15 pontos de experiência.




Sleep and Death walk together



There is no sorrow that sleep doesn't win  ✫@
avatar
Abel O. Drowsiness
Filhos de Hipnos
Filhos de Hipnos

Mensagens : 354
Pontos : 345
Data de inscrição : 17/01/2012
Idade : 25
Localização : Vagando...

Ficha do personagem
HP:
270/270  (270/270)
MP:
270/270  (270/270)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Abel O. Drowsiness em Sex Jun 29, 2012 4:18 pm

Acordei disposto para mais um treino intenso na arena. Prefiro treinar logo cedo, assim fico com a tarde livre para fazer o que eu sei fazer de melhor... dormir pra sempre. Tudo bem, eu exagerei. Tirar uma soneca durante a tarde e sonhar com meu pai, é o que eu sei fazer de melhor. arrumei minhas coisas (cama e roupa pós treino) e levei comigo minha espada negra com brilho dourado para o treinamento. Estranhamente ela me dá uma moral que nem sei de onde vem, por isso gosto tanto dela, e, bem, ela possui um toque céltico que me deixa embasbacado.

Ao adentrar as portas da central de treinamento, vi as divisões de campistas em suas obrigações e devidos treinamentos - corrente, lança, arco... e por ai vai. Fui direto para o treinamento de espadas e escudos. Peguei um escudo da estante e procurei algum campista para me enfrentar. E olha, havia um disposto a batalhar comigo. Um cara não muito grande, com cabelos dourados como os meus e olhos azulados. nem perguntei o nome, mas deduzi que era filho de Apolo. Ele possuía uma espada dourada bem fina e um escudo branco tão brilhante quanto o Sol. Girei a negritude da minha lâmina e dei um passo. A qualquer instante nosso entrave começaria.

O garoto iluminado deu a partida e desceu com tudo sua espada sobre meu escudo. Ergui o braço da defesa e desferi um golpe reto, pensei que ia acertá-lo em cheio, mas o garoto defendeu-se. Aproveitei que ele estava com o braço que empunhava a espada no ar e, lhe dei uma jogada de corpo, na tentativa de desequilibrá-lo. Enfim, ele tem uma agilidade e senso de equilíbrio, muito interessante. O filho do Sol me surpreendeu com um corte, e por um momento pensei que ia ser decapitado. Defendi o golpe com a minha própria lâmina. O impacto me lembrou um eclipse, sério, foi a defesa e ataque mais incrível que eu já vi. Luzes para todos os lados, pena que durou pouco. Aproveitei o momento de fascínio e passei a perna no menino. O mesmo arregalou os olhos incrédulo do que eu havia feito. Levantei a perna e lhe dei um chute no meio do escudo. O garoto caiu.

Desferi mais alguns golpes, mas ele desistiu da batalha antes de ficar interessante. O treino foi bem válido pra mim. E creio que pra ele também. Guardei o escudo e segui para fora da arena, mais precisamente na pista de atletismo.

Atualizado
10 pontos de experiência.




Sleep and Death walk together



There is no sorrow that sleep doesn't win  ✫@
avatar
Abel O. Drowsiness
Filhos de Hipnos
Filhos de Hipnos

Mensagens : 354
Pontos : 345
Data de inscrição : 17/01/2012
Idade : 25
Localização : Vagando...

Ficha do personagem
HP:
270/270  (270/270)
MP:
270/270  (270/270)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Nathan S. P. Jackson em Ter Jul 03, 2012 3:55 pm

Depois da carta que receberá de meu "pai" assim por dizer, eu não sabia o que sentia raiva, frustração, ansiedade, eu realmente não me importava quem ele era mais eu me tornaria mais forte não por ele mais por mim, pelo acampamento e pela minha mãe que ainda não tinha noticias, depois que eu cheguei ao chalé de Poseidon eu havia ganhado certos presentes, um relógio digital e uma caneta estereográfica cinza, juntos havia um bilhete que parecia ser de Poseidon nele dizia "Use na hora certa". Eu andava pelo acampamento com uma camisa azul, uma calça jeans e um all star preto com lados brancos, não parava de pensar no bilhete o que queria dizer? Foi quando esbarrei num garoto o impacto foi tão forte que eu pensei que tinha esbarrado num Ciclope enorme, olhei para o garoto ele tinha o cabelo crespo, usava uma camisa vermelha que parecia estar em grego antigo "Filho de Ares fiquei fora do meu caminho", ele me fitou com ódio nós seus olhos então me puxou pela gola da minha camisa e disse:
-Vou acabar com você, me encontre na Arena daqui a 10 minutos- Ele me jogou no chão e eu senti uma certa raiva e remoço do garoto acabará de chegar ao acampamento e já arrumará uma confusão, então me levantei limpando meu traseiro e caminhei até a arena com pequenos passos tentando raciocinar de como não morrer. Chegando lá o garoto estava com um escudo prata brilhante no seu braço esquerdo, uma lança que tinha a coloração dourada em sua mão direita, ele me fitou e esperou eu agir, foi quando ouvi uma voz na cabeça me dizendo "Use a caneta e o relógio" tentei não confiar na voz mais eu não tinha escolha, puxei a caneta e cliquei der repente ela começou a crescer até virar um tridente de bronze que brilhava com a luz do sol eu estava bastante surpreso mais o garoto de Ares parecia estar mais, relutante cliquei no botão que ativa o cronometro do meu relógio e ele se expandiu circular até virar um escudo de bronze, Segurei eles com forças e me preparei para lutar o filho de Ares me olhou com ódio e avançou contra mim jogando sua lança em minha direção virei meu escudo na direção da lança e ela se chocou com tal a lança se rompeu e se estraçalhou dei um sorriso e tirei o escudo da minha cara foi quando levei um soco do filho de Ares, senti o sangue descer pela minha boca e a raiva tomou posse de mim, segurei com firmeza o tridente e fiz um corte com a ponta do meio na coxa do garoto o tridente era incrivelmente leve para o seu tamanho, o garoto gritou de dor e isso me deu a chance de ataca-lo novamente bati meu escudo contra sua cabeça o lançando no chão, ele ficou sem se mexer por algum tempo então percebi que havia desmaiado, minhas armas se desativaram automaticamente voltando para suas formas de caneta e relógio então meio tonto eu caminhei para fora da Arena.


Spoiler:
♦ Armas usadas:
Tridente celestial - Ao atingir o Tridente no inimigo, da uma rápida sensação que ele está sendo afogado. Tridente mágico volta para o bolso em formato de uma caneta.

Relógio Escudo - Este é um relógio que quando ativado vira um escudo de bronze celestial.

Spoiler:
♦Poderes usados:
Nível 1
Perícia com Tridentes: Os filhos de Poseidon possuem grande habilidade no manuseio de tridentes, podendo executar movimentos com grande perfeição e facilidade, quando estão portando tais armas.

♦Atualizado♦
10 pontos de experiência
avatar
Nathan S. P. Jackson
Filhos de Poseidon
Filhos de Poseidon

Mensagens : 158
Pontos : 158
Data de inscrição : 03/06/2012
Idade : 21
Localização : Chalé de Poseidon...

Ficha do personagem
HP:
190/190  (190/190)
MP:
190/190  (190/190)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Hao Asakura em Seg Jul 09, 2012 11:12 pm

Era uma madrugada quando acordei sobressaltado por um sonho, mais uma das coisas ruins de quando se é um semideus: sonhos normalmente não são terras cheias de pôneis malditos cantando e saltitando, mas sonhos com inimigos que armam planos diabólicos e terrivelmente chatos e bregas. Sem sono, me levantei e coloquei um jeans surrado e uma blusa preta com o nome do acampamento. Sai do chalé e fiquei dando voltas pelo campo, até que cheguei à arena. Umas vez lá, decidi treinar um pouco, pra me aquecer corri ao redor da arena e em seguida fiz algumas flexões, para em seguida pegar duas espadas no arsenal e ligar um autômato. Girei um pouco as espadas e ataquei a primeira vez, tendo todos os meus golpes aparados pelo autômato, ele usou o escudo para me desequilibrar, mas recuei um pouco, desviando de seu golpe. Ele usou a espada para estocar na altura do meu tórax, desviei para o lado direito e ataquei visando sua costela. ele tentou usar o escudo, mas desviei o ataque no último momento , atingindo sua mão com a espada. Ele ficou sem a espada e me bateu forte com o escudo, me jogando muito para trás e me deixando meio tonto. Ele usou o tempo para tentar recuperar a espada, mas ataquei rapidamente, fazendo com que ele desativasse, mostrando minha vitória. Assim, continuei a me exercitar, até que o sol nascesse.

Atualizado
10 pontos de experiência.

Hao Asakura
Filhos de Érebo
Filhos de Érebo

Mensagens : 139
Pontos : 133
Data de inscrição : 07/01/2012

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Kyle Winshester em Ter Jul 10, 2012 1:40 am

Sai correndo do chalé 11 até a arena,pois o treino já havia começado.
Chegando na entrada da arena avistei alguns campistas treinando,todos com bonecos,eu gostava de treinar com gente de verdade então chamei um garoto loiro que estava massacrando um boneco. Ele era alto e forte e bem mas velho que eu. Mas voltando ao assunto.
- Hey! Vamos duelar? - disse a ele.
- Finalmente alguém cria coragem - ele meio que respondeu.
Fomos até o centro da arena,alguns campistas pararam para olhar,outros nem notaram.
- Pronto? - ele perguntou.
- Eu nasci pronto! - respondi com um sorriso.
Ele correu até mim e tentou me cortar em arco, eu dei um salto pzra trás,mas ele continuou vindo com cortes em arco. Olhei para seu rosto e ele estava sorrindo eu desviava de seus ataques até tropeçar, e logo me dei conta que tinha uma lâmina perto do meu pescoço.
- Mas já? - ele falou - Desista ninguem pode superar um filho de Ares!
"Claro! Ele é um filho de Ares"Pensei.
Ele estava obcecado com a minha derrota,mas eu consegueria vence- lo.
Rapidamente dei um chute na dobra de seu joelho,ele caiu de lado e sua espada escapou de sua mão. Eu me afastei mas logo ele se levantou com sua espada em mãos.
fiquei de guarda e ele veio oa ataque novamente,fez um corte em arco mas consegui girar para o lado e coloquei meu pé em seu caminho, ele caiu de bruços no chão. Tentei acerta- lo com minha espada mas ele girou para o lado e se levantou.
Ele tentou estocar a espada em minha barriga,eu rebati seu golpe, ele fez novamente um arco mas o bloqueei. Nossas armas se encontraram, era gora ou nunca. Ele era forte e eu estava perdendo o ataque,então saí do encontro indo para trás e ele caiu de boca no chão.
- Aargh!- ele resmungou.
- Ei tudo bem?-falei tentando o ajudar a se levantar.
- Deixe- me!- ele falou se levantando, sua boca estava ensanguentada.
-Tuxo bem então- falei dando os ombros e dei uma piscada para os campistas que seguraram os risos, e logo sai da arena

Atualizado
5 pontos de experiência.


avatar
Kyle Winshester
Filhos de Hermes
Filhos de Hermes

Mensagens : 1270
Pontos : 1264
Data de inscrição : 07/01/2012
Idade : 22

Ficha do personagem
HP:
150/180  (150/180)
MP:
160/180  (160/180)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Abel O. Drowsiness em Qui Jul 19, 2012 9:54 pm

Fazia um bom tempo que não dava as caras na arena, ou melhor, no acampamento como um todo. Eu estava um pouco deprimido com algumas coisas, mas agora preciso descarregar essa minha angustia em algum combate, pois meu sono de dias a fio, não deu muito certo. Acho que meu pai não quer que essa lacuna seja esquecida, mas tudo bem, eu continuo o amando. Visto uma coisa rapidinha e vou direto para a arena. Levo comigo minha espada vencedora.

Chegando na arena, escolho um boneco aleatório e o despedaço em questão de segundos. Repito o procedimento em outros quatro bonecos. Cansado de facilidade, programo um Autômato, com a ajuda de um filho de Hefesto, para o nível mais difícil que há. Enfim, eu mal acabei de programar e o robô adquiriu uma velocidade incrível, me mandando pra longe. levantei-me rapidamente do chão, mas o homem de ferro já estava pronto para desferir um golpe de espada. Não deu tempo de de defender com louvor. Meus pulsos fraquejaram e ele conseguiu arrancar a espada de minhas mãos. Ela estava a poucos metros de mim, mas não posso vacilar, ou acabarei perdendo um braço ou quem sabe algo mais importante nas zonas baixas. O máximo que pude fazer foi rolar e desviar dos golpes rápidos e perigosos da criatura metálica.

Alcancei minha arma, e por impulso golpeei o ar de forma randômica. Acertei o lado do Autômato de raspão. Ele desferiu um corte transversal, mas agora, um tanto mais alerta, consegui bloquear seu golpe com minha espada negra. Nossas lâminas estavam travadas numa guerra de força, mas o robô tinha muito mais força que eu. Não que eu fosse fraco, culpo a programação avançada dele. Então, continuando, fiquei com sono e acabei vacilando na luta. O metálico conseguiu me jogar no chão e ferir o lado do meu rosto. Minha camiseta rasgou de cima a baixo, revelando meu pijama listrado. Se não fosse ele, o pijama, eu estaria em pedaços agora. Caminhei para trás, me arrastando no chão, sem perder o contato visual com o gigante de aço. Ele levantou a espada e cortou o ar. Fechei os olhos.

Senti como se já estivesse no céu. Quando abri os olhos, Quiron estava entre mim e o autômato, enquanto gritava ondem para que os filhos de Hefesto desligassem o robô. Fiquei aliviado. Não morri. O centauro olhou pra mim um tanto curioso.
- O estresse e a ansiedade são péssimos pra uma batalha. Se precisar conversar estarei na colina... - disse ele se levantando. Assenti e o segui para fora da Arena.

Atualizado
15 pontos de experiência.




Sleep and Death walk together



There is no sorrow that sleep doesn't win  ✫@
avatar
Abel O. Drowsiness
Filhos de Hipnos
Filhos de Hipnos

Mensagens : 354
Pontos : 345
Data de inscrição : 17/01/2012
Idade : 25
Localização : Vagando...

Ficha do personagem
HP:
270/270  (270/270)
MP:
270/270  (270/270)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Albafica Triantaphylos em Sab Jul 21, 2012 7:15 pm

♣ Armadura da Natureza ♣

Ainda estava na Arena, mesmo ferido do combate de foices. Enfim, eu fiquei com vontade de treinar com meu equipamento herdado. Logo, eu programei um robô para que me acompanhasse até o lado de fora da arena, para um treinamento aberto e tudo o mais. O local era cercado por arvores altas, e o gramado era feito de braquiária, o lugar ideal para explorar minhas vantagens. Sorri e acenei feliz para que o metálico começasse o combate proposto.

Estiquei minha mão e me equipei com um elmo verde, da cor da clorofila, estendi meu braço, ativando meu relógio num escudo de espinhos venenosos. Na outra mão, eu barrava o golpe do autômato com minha espada de folhas, que agora, ao ar livre, se torna indestrutível. Fiz rosas brancas explodirem suas pétalas, para formar uma chuva bela e branca, e comemoração ao inicio do treino. Sorri, e empurrei o gigante de ferro com o peso do meu corpo, somado ao escudo, que penetrava o braço do robô. Ok, ele não ficará envenenado, mas a sensação de vitória me seduzia. Lambi meus lábios e desejei vencer esse combate. Me desprendi do autômato e fiquei invisível. Meu elmo proporcionava-me esse privilégio.

O metálico, pareceu perdido, sem nenhum oponente a qual batalhar, isso me dava certa vantagem. Caminhei serelepe e invisível até detrás do robô e o cortei de baixo a cima. Ele entrou em curto e faiscou. Tirei o Elmo e reapareci. Logo ouvi e vi uns garotos de Hefesto vindo consertar o robô. Fiz uma rosa branca aparecer aos pés do robô, agradecendo a luta entretida que tive. Agora preciso descansar.

Atualizado
10 pontos de experiência.



Albafica

Nature's Child ❀ Olympic Games Winner ❀ The Healer


Thanks NM @ Wonderland Editions


avatar
Albafica Triantaphylos
Filhos de Deméter
Filhos de Deméter

Mensagens : 1884
Pontos : 1883
Data de inscrição : 07/01/2012
Idade : 24

Ficha do personagem
HP:
260/260  (260/260)
MP:
250/260  (250/260)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Abel O. Drowsiness em Ter Jul 24, 2012 12:12 am

Ok, hoje eu acordei muito bem, rapidamente coloquei uma roupa por cima do meu pijama, encaixei minha espada junto ao meu corpo, vesti minhas luvas sonolentas e parti para a arena. Infelizmente eu não tenho escudo algum, mas eu nem preciso de um, já que eu possuo uma esquiva perfeita, só que pelo contrário. Mas enfim, meu corpo mole e sonolento funciona como uma via de escape, além da minha armadura.

Chegando ao meu destino, esqueço dos Autômatos, já que não tive uma boa batalha com o ultimo que programei. Aliás, ates de me chamarem de fraco, eu pedi para que programassem no nível máximo, logo, podem e chamar de burro, mas FRACO? nunca, por favor. Olhei em volta, e chamei um campista que estava parado por ali para que treinasse comigo. Guardei as luvas no bolso, pois seria injusto usa-las. Tirei a espada da cintura e certamente minha moral subiu alguns porcentos, pois o garoto deu um passo atrás. Sorri, e avancei sobre ele. Na mesma hora, o menino defendeu. Girei meu corpo, ainda pensando no que ia fazer. Nisso, fui surpreendido com um ataque de espada. Consegui desviar seu golpe com a minha espada negra. Girei o braço, fazendo com o campista largasse a espada. Porem ele tinha garra e, me deu um encontrão com seu escudo. Cambaleei alguns centímetros dele. Sorri, a batalha está sendo um tanto empolgante, mas não posso me demorar, tenho mais coisas pra fazer.

Abaixei-me girando meu corpo, e virando a espada como uma chapa. O garoto não percebeu meu movimento, logo, meu tapa coma espada surtiu o efeito desejado. O garoto saiu pulando, com a panturrilha direita vermelha igual um tomate. Contive meu riso. Vesti a luva e com meticulosidade, encostei em sua testa, o fazendo dormir. Dessa forma ele não vai sentir tanta dor, e quando acordar ela já terá passado.

ψ ATUALIZADO ψ
10 XP.





Sleep and Death walk together



There is no sorrow that sleep doesn't win  ✫@
avatar
Abel O. Drowsiness
Filhos de Hipnos
Filhos de Hipnos

Mensagens : 354
Pontos : 345
Data de inscrição : 17/01/2012
Idade : 25
Localização : Vagando...

Ficha do personagem
HP:
270/270  (270/270)
MP:
270/270  (270/270)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Arianne S. Grigori em Ter Jul 24, 2012 7:06 pm

Tic tac, tic tac, tic tac... O barulho do relógio estava começando a me irritar, levantei da cama e fui olhar a janela que tinha vista para a floresta negra, até que não era uma má ideia ir dar uma volta pela floresta. Mas eu não podia faltar aos treinos novamente, soltei um suspiro e saí do chalé não podia, mas fugir dos treinos.

Fui para o treino de espadas e escudos e tinha a impressão de que ia levar bronca por faltar aos treinos... Adentrei a arena e fui ao encontro de Quíron, ele olhou pra mim e disse:
- Resolveu aparecer aos treinos, filha de Hécate? Bom, irá lutar com um filho de Apolo.
Ele apontou para um garoto que estava me olhando num canto da Arena, dei de ombros e fui pegar uma espada e um escudo, depois fui até o garoto e falei:

- Olá filho de Apolo, sou Arianne filha de Hécate.
Ele sorriu e falou:
- Pode me chamar de Cris e relaxa, vou pegar leve contigo.
Ok, isso me deixou um pouco estressada ele achava que eu não sabia me defender ou o que? É sempre assim, acham que sou uma menina fraca só pelo meu rosto, eu devo ter algum problema porque não é possível. Falei:

- Você que sabe! Agora vamos lutar.
Ajeitei a minha espada que estava na mão direita e o escudo que estava na mão esquerda, não perdi tempo ataquei tentando atingir o braço esquerdo do garoto, o braço que ele segurava a espada, vi um sorriso malicioso se formar em seu rosto.

Aquilo estava ficando meio estranho, não consegui atingir o garoto, ele era ágil e se protegeu com o escudo, me aproveitei disso e ataquei seu lado direito o que estava desprotegido, só deu para fazer um pequeno corte no braço direito do garoto.

Ele olhou para o corte, depois olhou pra mim, e tinha alguma coisa no olhar dele que dizia que eu estava completamente ferrada. Sorri para o garoto, mas ele não sorriu de volta só tentou atingir meu braço direito, e conseguiu ele fez um corte no meu ombro, ignorei a ardência do braço e voltei a atacar.

Não fui rápida o bastante e o garoto me fez derrubar meu escudo, agora sim eu estava completamente ferrada, ele sorriu maldoso, era melhor eu esquecer o negócio dele pegar leve comigo, sorri para o garoto e tentei fazer, mas um corte, só que dessa vez, mas fundo em seu braço esquerdo.

Na hora que tentei atacar o garoto virou e a espada bateu no escudo, nessa hora acho que o garoto não estava segurando o escudo muito bem, pois o escudo caiu. Sorri maliciosa para o garoto, agora era a luta era só com as espadas, pelo que eu sabia filhos de Apolo eram bons com arco e flecha e não espadas.

Eu como feiticeira era boa com espadas, até com uma adaga eu poderia lutar bem, o garoto olhou meio confuso para mim, ele devia estar me achando uma louca por ficar ali só parada olhando pra ele, em vez de atacar. Ele se aproveitou disso e me atacou fazendo, mas um corte em mim, só que dessa vez na perna, eu deveria ter atacado logo, mas não... Eu era uma idiota mesmo.

Contra ataquei e consegui fazer, mas um corte no garoto, aproveitei o momento que ele estava olhando para o corte, e bati com a minha espada na mão dele, fazendo ele largar a espada. Depois apontei minha espada para seu pescoço e falei:
- Pegar leve é? Não vi isso e mesmo assim ganhei.

Sorri e saí de perto do garoto, agora precisava de um banho, peguei o escudo que estava no chão e fui guardá-lo.


★Atualizado★
15XP


I'm a renegade, it's in my blood...

☠️ Arianne Stark Grigori ☠️ 16 years old ☠️ Daughter of Hécate ☠️

credits @
avatar
Arianne S. Grigori
Filhos de Hécate
Filhos de Hécate

Mensagens : 7
Pontos : 7
Data de inscrição : 21/07/2012
Idade : 22
Localização : Pra quê quer saber?

Ficha do personagem
HP:
110/110  (110/110)
MP:
110/110  (110/110)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Juliet M. Grigori em Sex Jul 27, 2012 4:45 pm

Acordei bem cedo. Pela primeira vez, visitaria a Arena, não para assistir, mas para treinar. Tomei um banho antes que os outros acordassem e ocupassem o banheiro e vesti uma roupa comum, um short jeans e a blusa do acampamento. Rapidamente cheguei até meu destino, vazio, para minha alegria. Caminhei até o arsenal, não demorando muito para escolher uma espada curta, que pareceu se encaixar bem em minha mão. Testei alguns movimentos, que fluíam com facilidade com a espada. Depois de ter certeza, segui até os bonecos, me sentindo meio idiota ao ensaiar uma estocada em um de palha, mas aos poucos fui me entregando ao treino, testando golpes mais complexos e sequências estratégicas, e transformando em lixo aquele e outros três bonecos. Imediatamente depois, avancei contra um de madeira. Aquele já exigia mais força nos golpes, e o esforço estava me agradando, de modo que, com um sorriso, aumentei a velocidade da sequência, terminando-a com um golpe mais forte do que os outro, decapitando o boneco. Fechei os olhos e respirei fundo. Me sentei, olhando envolta, para a destruição que eu mesma havia feito. Fechei os olhos novamente, relaxando os músculos. Mas me senti observada. Alerta, me levantei e olhei em volta novamente, encontrando algo que não estava lá antes. Um garoto pouco maior que eu, com uma espada parecidíssima com a minha e um escudo pequeno.
"Olá. Sou Jake, de Nêmesis. Você é...?"
Ergui uma sobrancelha. Garoto esquisito...
"Ãhn... Oi, sou Juliet. Hermes."
Ele olhou bem para mim, em seguida olhando envolta.
"Quem fez essa sujeira aqui? Obviamente não você, não é mesmo?" Ele riu, desdenhoso.
"O que quer dizer?" Perguntei, tentando manter a calma, esconder minha indignação e raiva daquele garoto.
"Quero dizer que..." Ele me olhou e riu novamente. "Até parece que você, fraca do jeito que com certeza é, faria esse estrago todo. Na minha opinião, você parece tão fraquinha como uma filha de Afrodite. Se não fosse a falta de beleza..."
Olhei incrédula para aquele ser. Quem ele estava pensando que era, afinal? Sorri falsamente e dei-lhe as costas, indo em direção ao arsenal guardar minha espada. Até que o folgado segurou meu braço. Virei lentamente e olhei para sua mão em meu braço e para seu rosto em seguida.
"Pode me soltar, por favor?" Perguntei, na maior educação (vulgo me segurando muito para não meter a mão na cara dele).
"Tá louca, garota? Realmente acha que pode me deixar falando sozinho?!" Ele gritou, com raiva.
Ergui as sobrancelhas e bati com o punho de minha espada em seu braço, com a maior força que pude. Ele soltou um grito sufocado e me soltou. Tirei meu braço e rapidamente saí dali, até que ouvi o assobio do ar. Sem tempo para pensar, me virei e por muito pouco consegui me defender do golpe que que acertaria minha cabeça. Outros golpes vieram logo em seguida, e não consegui me defender de todos. Senti a dor do corte em minha panturrilha e o sangue descer e empapar minha meia. E fiquei com raiva. Muita raiva.
Passei a investir com fúria para cima dele. A maior parte das estocadas foi defendida, mas tive o prazer de "pagar" pelo corte que ardia em minha perna, fazendo outro razoavelmente fundo no braço com que ele segurava a espada. Ele cerrou os lábios, provavelmente percebendo que eu não era apenas uma fracote. Ele começou a fazer sequências complexas, mas algo havia mudado. Eu queimava por dentro, sentia cada movimento e investia com golpes que não havia treinado nem tentado usar. Logo ambos estávamos com as roupas rasgadas e vários cortes e arranhões, mas tenho orgulho em informar que ele estava em pior estado. A espada parecia mais pesada após o corte em meu antebraço. Mesmo assim, concentrei tudo que restava de minha força e bati com o punho da minha espada, o mesmo que havia feito iniciar aquela maldita luta, no punho da dele, fazendo-o derrubar a espada. Sem esperar nenhum segundo, empurrei a espada com o pé para longe e apontei a minha diretamente para a garganta dele, que finalmente hesitou.
"Parece que a fraquinha aqui conseguiu vencer, não é mesmo?" Sorri desdenhosa. "Na verdade, não foi nada difícil." Claro, que menti nessa parte, mas ele não precisava saber.
"Pense muito bem antes de tentar me atacar pelas costas mais uma vez, filho da mãe." Sorri maldosamente e, só de brincadeira, fiz um J em sua blusa. Fingi analisar e olhei para ele, que parecia com muita, muita raiva. Sorri outra vez e derrubei-o. Com uma tira de sua blusa, amarrei suas mãos e seus pés nas costas.
"Tchau, tchau. E lembre-se: Juliet, Hermes!" Nesse momento, vi que era melhor parar de abusar da sorte e corri para longe de lá, parando só para deixar a espada próxima ao arsenal. Voltei para meu chalé, onde as pessoas, já acordadas, olharam surpresas para mim. Dei de ombros e fui tomar outro banho. Preciso ir treinar mais vezes...

Atualizado
10 pontos de experiência.


Juliet Morgan Grigori

Mais uma de Hermes | Pantera de um Alguém | CS2 do C<3

credits @
avatar
Juliet M. Grigori
Filhos de Hermes
Filhos de Hermes

Mensagens : 28
Pontos : 32
Data de inscrição : 18/07/2012
Idade : 22
Localização : Sei lá o-o

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Ardro H. Matt em Dom Jul 29, 2012 5:48 pm

Era meu segundo dia no acampamento, havia chegado na tarde do dia 28 em meio a comentários e a sussurros por agora serem adimitidos semi-deuses cujos pais não fossem do Olimpo.
O sátiro, que vinha me acompanhando até a Casa Grande, me instruíra quanto a tudo aquilo que eu conviveria junto a outros filhos de deuses e a mais missões e monstros. Me dissera também que eu devia buscar me destacar no Acampamento para que, algum dia, eu pudesse agradecer a Hipnos pois ele havia me ajudado para chegar onde cheguei. Tem muito do que se pensar quando se é filho único, fora dos chalés ,principalmente. Senti falta de minha mãe pouco depois do café-da-manhã e como se fosse uma ideia sensata eu fui a arena já que grande parte do tempo que eu convivia com ela era em parte por conta da esgrima. Acabei por seguir entrando à arena em meio à bonecos e armas eu preferi buscar me acostumar com minhas próprias armas. A princípio tudo estava calmo e sem muitos problemas até que ouvi um eco oco não muito longe, quando vi um boneco escuro parecido com um ciclope junto a um tritão, enfim, ele empunhava um tridente em uma mão e uma clava de madeira com correntes nas pontas.
No primeiro momento eu apenas fiz uma prece silenciosa para que Quíron soubesse que aquela besta estava dentro da arena e que não me mataria, não sabia como sobreviver sem a ajuda e as recomendações daquele sátiro simpático. Mais uma vez a vida de filho de deus me tornou ingênuo. Tentei invocar minha aura de medo para tentar pensar em algo ou pelo menos ganhar tempo, mas isso não surtio efeito, o monstro feio rodopiava a sua clava e eu ouvia o zumbido críspido das correntes sobre minha cabeça a quebrar diversas peças e estantes, tinha certeza de que o combate direto corpo a corpo não iria adiantar, busquei descobrir o tempo entre uma corrente e a outra até passarem novamente pela minha cabeça, era pouco ,mas daria tempo de passar para um salão aberto que possui diversas armas e armaduras, não sentia medo algum, principalmente depois de ser reclamado, apenas uma vontade insana de usar aqueles refléxos ao máximo possível. Alcancei onde queria, como já era acostumado me camuflei em meio à arena e tentei ler a mente do monstro ( como agradeci a meu pai por ter herdado tais poderes) apenas encontrei um latido ríspido de um cachorro enorme na mente daquele monstro, e usei minha última carta na manga, imitei o latido de uma cadela irfernal que havia destrancado o boneco monstruoso que estava adormecido, ele, um pouco desnorteado por ouvir o som e não conseguir me ver abaixou as armas e foi quando eu encontrei minha oportunidade, corri o mais rápido possível com minha espada curta e com umas granadas pretas-esverdeadas que tinham "Ελληνική Πυροσβεστική" inscritos, francamente não tinha ideia do que era aquilo, mas assim que o joguei nas costas do boneco ele berrou e eu realmente acreditei que ele fosse um longínquo decendente de Ares, seus olhos fervilhavam ,mas isso não foi o que mais atrapalhou o fogo grego espingou em minha espada que agora crepitava enquanto eu atingia o monstro com estocadas diretas e secundárias e ele defendia com seu trindente até que busquei um ataque aéreo por cima do ombro escamoso que sibilava com o fogo grego. Veio um corte profundo em forma de arco e o ciclope mutante uivou e voltou a desferir golpes em minha direção, mas ele se cançava enquanto eu apenas desviava dos ataques.Em um último ataque do monstro ele fincou seu tridente em uma prateleira de madeira e por mais que puxasse ele não conseguia retirá-lo da madeira. Nesse momento dois garotos chegaram à arena e distrairam o monstro enquando me mandavam ordens de que devia atacar em um símbolo tatuado no peitoril esquerdo dele. Eu, sem pensar duas vezes , subi com dificuldade no tridente e o acertei um pouco à esquerda de onde fica o coração humano. Ele se dissolvel em um pó negro mais parecido com uma poeira amarelada.
Eu caí com tudo no chão e3 fiquei lá com o coração à mil até que um garoto chamado Andrew e seu amigo me levaram à Quíron, enquanto eu ia sendo "escoltado" ouvia desde rizadas à parabéns para o feito, mas eu, logo depois de entrar no Acampamento, já estava trazendo problemas...Pelo visto, viver lá dentro não era tão fácil como eu imaginava quando estava lá fora.

Φ Atualizado Φ
15 pontos de experiência.

Ardro H. Matt
Filhos de Fobos
Filhos de Fobos

Mensagens : 8
Pontos : 8
Data de inscrição : 28/07/2012
Idade : 19
Localização : Acampamento Meio-Sangue / Floresta

Ficha do personagem
HP:
110/110  (110/110)
MP:
110/110  (110/110)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Kai Fukumoto em Qui Ago 02, 2012 3:48 am

Após o treino de machado logo pela manhã, decidi continuar com o meu treino de ataque. Quando voltei para o chalé, deixei meu canivete junto com minha blusa no chalé e peguei uma espada e um escudo que estavam por lá. Voltei para o campo de treinamento, onde já havia algumas pessoas. Programei outro robô, mas desta vez um pouquinho mais forte e parti para a luta.
O autômato veio correndo em minha direção com uma espada e ao me atacar, consegui me defender usando o escudo. Tentei acertá-lo com a minha espada, mas percebi que ela não era tão boa quanto o meu canivete/martelo. Ele me atacou de novo, mas dessa vez com sucesso; em meu braço havia um corte. Como eu estava próximo do robô, passei por debaixo de suas pernas e ao me levantar, ataquei suas pernas; não as destruí, mas consegui fazer ele mancar. O robô pegou sua espada e começou a desferir vários golpes, mas ou eu defendia com meu escudo ou defendia com minha espada. Percebi que o robô estava diminuindo os ataques e então, pulei em cima de suas pernas e dei a volta por cima parando em suas costas; peguei minha espada e encostei em seu pescoço.

- Você já era!! - sussurrei para o autômato com minha mente imaginando um inimigo.

Enfiei minha espada no meio do seu peito e logo o robô se desligou em meus braços. Novamente limpei a bagunça e decidi ir descansar de vês.


★Atualizado★
15XP
avatar
Kai Fukumoto
Filhos de Hefesto
Filhos de Hefesto

Mensagens : 63
Pontos : 63
Data de inscrição : 12/01/2012
Idade : 27

Ficha do personagem
HP:
150/150  (150/150)
MP:
150/150  (150/150)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Aaron R. Sanchez em Sab Ago 18, 2012 11:28 am


Treino de espada e escudo.

Estava cansado de ficar sem treinar e fui para a arena, fui falar com Quíron:
- Quíron, quero treinar com um filho de Apolo.
Quiron riu e apontou para um garoto que estava treinando com uma espada.
Falei com Quiron:
-Quiron isso não é igual daquela vez você me colocou para lutar com um filho de Hermes e disse para mim que era filho de Apolo.
Quiron riu e falou:
- Não desta vez é filho de Apolo mesmo.
Eu disse:
- Ta bom.
Fui até o garoto e disse:
- Vamos treinar?
O garoto sorriu e disse:
- Vou sim eu estou com bastante pressa então esta luta será rápida;
Fomos para arena.
Começamos a treinar o garoto tentou acertar minha perna mais eu me defendi mais ele era muito rápido e ágil acertou o meu braço esquerdo fazendo que o meu escudo caísse, pensei “será que Quiron mentiu para mim de novo?”. Fui correndo para cima dele e tentei acertar a perna esquerda dele, ele se defendeu tentei acertar a perna direita dele, ele anulou meu ataque com a sua espada, mas, eu aproveitei esta chance e ataquei o braço esquerdo dele fazendo com que o escudo dele caísse, ele veio para cima de mim com muita raiva, era muito ágil e me atacou com muitos golpes, tentei defender mais ele me acertou três golpes no braço esquerdo fui para cima dele, o enganei fingi que ia atacar o braço direito dele, mais ataquei a perna, enquanto ele olhava para o corte, passei uma banda nele joguei a espada ele para longe e coloquei a minha espada no pescoço dele, pensei que tinha ganhado aquela batalha, mais não ele rolou rápido e pegou sua espada outra vez veio para cima de mim com mais raiva ainda ele me deu muitos golpes no braço e não consegui mais mexer o meu braço, fui para cima dele com muita raiva e o ataquei muitas vezes incluindo um no braço direito fazendo que a espada dele caísse, ele correu e pegou a espada novamente, eu fui com muita raiva para cima dele e ele veio com muita raiva para cima de mim eu e ele paramos no meio do caminho ele veio tentar fazer mais cortes em meu braço eu me esquivei. Ele olhou pra mim e disse:
- Eu vou te fazer muitos ferimentos!
Eu olhei para ele e disse:
- Você não vai conseguir fazer muitos ferimentos.
Ele olhou e disse:
- Não estou nem ai.
Eu olhei e disse:
- Vou me esforçar muito para isso não acontecer.
Ele riu e disse:
- Você vai ter que dar o seu Máximo.
Eu olhei e disse:
- Vamos parar de conversar e vamos batalhar.
Ele veio para cima de mim e me atacou me defendi com a minha espada, o ataquei e ele se defendeu, eu fui para cima dele e tentei o atacar novamente mais ele se defendeu, ele me atacou com raiva e eu também ele atacou a minha perna e eu ataquei a perna dele nos dois caímos e os dois colocaram a espada um no pescoço do outro.
Eu disse:
- Empate com um filho de Hermes?.
Ele disse:
- esta bom vamos começar outra vez.
Demos três passos para trás e voltamos a batalhar, ele veio para cima de mim e atacou a minha perna, me defendi e ataquei a perna dele ele se defendeu e me atacou novamente na perna desta vez eu senti a lamina da espada dele passar na minha perna cai no chão ele chutou o meu peito e eu caio, ele jogou a minha espada para longe, colocou sua espada no meu pescoço.
E eu falei:
- Você venceu esta batalha mais se prepara que semana que vem eu vou vim melhor e vou te vencer.
Ele convencido, disse:
- Você vai ter que vim muito mais forte.
Eu olhei para ele e disse:
- eu vou vim muito melhor e você vai se arrepender de ter falado isso, eu vou te vencer se prepare, eu vou treinar dia e noite, sol e chuva para te vencer seu convencido.
Ele olhou para mim e disse:
- Sou convencido mesmo sou muito mais forte do que você.
Eu sorri e disse:
- Você se acha superior a alguém? Há... Há... Você é patético sabia.
Ele Afundou a espada mais um pouco.
E Quiron disse:
-Esta luta já acabou tire esta espada do pescoço dele.
O garoto olhou para Quiron, e disse:
- Sim Quiron, e tirou a espada do meu pescoço.
Não chegou a cortar meu pescoço mais o meu pescoço ficou doendo por alguns minutos.
Eu e ele para não dar as costas fomos andando um de frente para o outro.
Quando terminou o treino saí da arena e fui reclamar com Quiron.
Falei:
- Quiron segunda vez que você faz isso, fala que é um filho de Apolo mais é filho de Hermes, ele podia ter me matado.
Ele me olhou e disse:
- Eu vi ele não ia te matar não teria coragem. Você tem que treinar com um oponente mais forte do que você para você ficar mais forte também.
Olhei para Quiron e disse:
- Ata, então é por isso que você me faz lutar com filhos de Hermes.
Ele olhou para mim e disse:
- Sim eu faço isso para o seu próprio bem.
Eu sorriu e disse:
- Porque você não me fala que é filho de Hermes?
Ele disse:
-Porque seu eu te falar você não vai querer treinar.
Eu disse:
-Vou voltar mais forte e vou vencê-lo;
Quiron disse:
- Assim que se fala garoto.
Eu disse:
- vamos conversar?
Ele disse:
- Que dia você vai voltar aqui?
Eu disse:
- Eu acho que semana que vem porque eu tenho que treinar muito para vencer este filho de Hermes.
Ele disse:
- Vá para casa e tome um banho e depois trate destes machucados.
Eu disse:
- Tudo bem Quiron não se preocupe.
Fui para casa tomei o meu banho e depois tive que ir no hospital levar alguns pontos na perna e nos braços.


Atualizado
10 pontos de experiência.

Aaron R. Sanchez
Filhos de Ares
Filhos de Ares

Mensagens : 31
Pontos : 31
Data de inscrição : 23/07/2012
Idade : 22
Localização : Bem atrás de você . Buuh!

Ficha do personagem
HP:
120/120  (120/120)
MP:
120/120  (120/120)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Aaron R. Sanchez em Ter Ago 21, 2012 10:52 am



Treino de espada e escudo

Era meu primeiro dia no acampamento,eu não tinha nada de importante para
fazer,estava conhecendo o lugar ainda,então vi de longe alguns rapazes
treinando com espadas e escudos,eu sabia que não era meu ponto forte,por
essa mesma razão decidi treinar um pouco.Estava um pouco ansioso quando
cheguei na arena,muitos me olharam,mas depois continuaram com seus
treinos,logo eu relaxei um pouco mais.Peguei minha armadura
flexível,minha espada e meu escudo,tentei girar minha espada entre os
dedos,saiu meio cuspido e escarrado,bem mal feito,mas deu certo,estava
indo em direção aos bonecos,quando vi alguns semideuses chateando um
garoto menor.Resolvi ir lá para tentar conversar,tudo bem não foi para
conversar,foi para ter um pouco de emoção e praticar melhor contra
oponentes de verdade.Um dos caras me encarou nos olhos e disse:
-
Ai,ta fazendo o que aqui?Quer apanhar junto com ele?

Eu sorri
bastante quando me disso isso,pois nossa altura era bem semelhante,isso
tornaria meu treino bem interessante,no fundo fiquei ansioso por ele ter
sido tão agressivo pois sempre fui tido como um encrenqueiro,as vezes
como sádico,mas nunca me importei.Após a olhar profundamente nos olhos
do rapaz que me falou,empunhei minha espada e meu escudo,e sorri com um
ar de maldade,ele após observar minha atitude,disse-me empunhando sua
espada e escudo:
-Então além de mudo é burro o suficiente para me
enfrentar,ok vamos nes...

Antes que ele terminasse sua frase eu
corri em sua direção por um impulso tão repentino que nem mesmo eu pude
esperar,durante minha ação de ataque,esbravejei..
-Que se inicie meu
treino!
Assim que terminei minha frase,tentei golpeá-lo no peito,e
ele defendeu,e contra-atacou tentando me atingir na cabeça,agachei-me e
com meu escudo ataquei na altura do corpo,e usou seu escudo em uma
manobra de giro,quando seu escudo se chocou contra o meu perdi o
equilíbrio e caí para frente.Sem muita demora me levantei,e vi que ele
vinha rápido em minha direção,então parei e firmei minhas pernas no chão
e esperei que ele chegasse mais perto, quanto estava a uns 2 metros de
mim ele ergueu sua espada para me acertar e deixou sem braço esquerdo o
que segurava o escudo,muito aberto,então eu empunhei minha espada como
se ela fosse uma lança, apoiada em cima do meu escudo,que protegia meu
peito,quando ele estava perto de chocar contra mim,eu girei rapidamente
para a meu lado direito,ele passou no vazio,e logo aproveitei,para
derrubá-lo deixando meu pé esquerdo à sua frente.Rapidamente golpe-ei
seus dedos para que soltasse a espada de madeira,a dor foi o suficiente
para ele gemer um pouco de dor,ele tentou me acertar com o escudo,então
me esquivei,ele rapidamente se levantou,eu o ataquei denovo com minha
espada,ele se esquivava muito bem,então arremessei meu escudo contra ele
sabendo que defenderia,e assim que o fiz corri em sua direção,ele se
defendeu do escudo,quando ele se deu por conta,eu o atingi na cabeça com
minha espada,com força o suficiente para quebrar minha espada, e
fazê-lo desmaiar,com um lindo corte na cabeça.Seus amigos olharam para
mim e deixaram o garoto sair dali,eu sorri com muita satisfação,não por
ajudar alguém que precisava, dei-lhes as costas,e ia saindo da
arena,quando o garoto veio atrás de mim e me disse:
-Obrigado por me
ajudar,fui muito gentil.

Rapidamente,me virei e disse:
-Não me
agradeça,não fiz isso por bondade,apenas para poder brigar de verdade
com alguém,você apenas me deu uma oportunidade,não pense que por isso
seremos amigos.

O acertei com um soco,e voltei para as cabanas.

Atualizado
10 pontos de experiência.

Aaron R. Sanchez
Filhos de Ares
Filhos de Ares

Mensagens : 31
Pontos : 31
Data de inscrição : 23/07/2012
Idade : 22
Localização : Bem atrás de você . Buuh!

Ficha do personagem
HP:
120/120  (120/120)
MP:
120/120  (120/120)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Claire Redfield em Sab Set 15, 2012 8:05 pm

Levantei um pouco tarde, por volta de 8:30 da manhã. Tomei um banho gelado, sim gelado, não frio ou morno. Isso ajudava a despertar-me um pouco. Peguei uma calça jeans,bata cinza,colete de couro vermelho e botas,me vestindo rapidamente. Saí do chalé de Phobos e encaminhei-me até a arena. Pelo caminho vi várias ninfas do bosque cuidando das árvores e plantas da Floresta,algumas me fitavam com olhos de corça e outras saiam correndo.

Vi somente alguns campistas fazendo seus castigos dados pelo sr. D, como cuidar do Estábulo e limpar os equipamentos e armas utilizadas nos treinos. Estava armada com a minha Espada leonina,uma bela arma dada por meu pai e meu escudo Fóbico que tinha que refletia os medos das pessoas .Entre na arena e logo vi uns bonecos de treino, parados, esperando que alguém batesse neles. Fui em direção a eles, e comecei a treinar. Entre estocadas e cortes laterais, percebi que estava cansando rápido naquele Sol.

Parei e olhei em volta, os campistas começavam a sair, ficando apenas uns poucos, que pareciam novatos como eu. Vi que em uma parte da arena fazia sombra, e decidi ir até lá. Pra minha sorte, ali havia também bonecos de treino. Logo comecei uma feroz dança mortal, desferindo golpes nos bonecos, de uma forma impetuosa. Fiquei 15 minutos atacando o boneco sem parar e parei para respirar. Ficar na sombra era bom,mais não me deixava forte, nem reabastecia minhas energias e rapidamente percebi que meu físico continuava bom, meus braços não doíam, por causa dos inúmeros golpes desferidos contra os bonecos. Olhei em volta novamente e decidi fazer uma corrida em volta da arena para fechar aquele treino.Deixei minhas armas no chão perto do boneco que tinha dilacerado e comecei a corrida sem muita pressa,acelerando o passo só no final.
Depois da corrida,estava com a visão desfocada,as imagens não pareciam mais que borrões,talvez por causa do sol a minha volta estava cansada.Ouvia uma voz me dizer:"Seu irmão esta vivo,não se preocupe",peguei minhas armas e levei-as para o meu chalé novamente e fui tomar um banho refrescante. Depois fui ao Refeitório repor as energias.

Atualizado
15 pontos de experiência.

Embora um bom uso de palavras, cuidado com o espaçamento errado, falta de detalhes no treino e erros de desatenção. Revise seu treino, melhore.


avatar
Claire Redfield
Filhos de Fobos
Filhos de Fobos

Mensagens : 3
Pontos : 3
Data de inscrição : 01/09/2012

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Dakota L. Lumiére em Qua Set 19, 2012 8:38 am

Ainda era madrugada, e eu estava começando a me arrumar para meu primeiro dia de treino, fora do chalé a neblina tomava conta da linda paisagem, só que ao olhar para fora, não via muita coisa, só a sombra das árvores que estavam mais perto do chalé. Realmente eu estava muito tensa com o que ia acontecer no dia, mais me deixei levar com meu euforismo, pois eu adorava espadas e escudos, era uma das minhas melhores especialidades primarias, tirando o arco e flecha que é realmente minha pericia.

Acabei de me arrumar, fui passando por quase todos os outros chalés, passando pelo de Apollo, Dionísio , Athena, até chegar na casa grande, ja era meio caminho andado, em minhas mãos meu escudo e do outro lado minha espada.

Chegando na arena de treino, eu ainda não sabia com quem iria lutar. Foi que vi vários esqueletos correndo em minha direção, não eram muitos porém eram poderosos e assim que eles se chocaram com os escudos, nós diretamente diferimos ataques com as espadas, e eu fazia duas jogadas, tanto com a espada, quanto investindo com meus escudos, nenhum esqueleto iria me derrotar. Me sentia uma filha de Ares no campo, nunca tive emoção maior em minha vida , até que um esqueleto se esquivou de meu escudo e me diferiu um ataque, eu pulei para o lado me esquivando de tal golpe, me colocando novamente de pé voltei para a batalha sem nenhum arranhão aparente.

Comecei a desbravar todo o meu poder e fui dando o melhor de mim, ataquei um esqueleto que a cabeça se partiu e ele caiu como um saco de ossos, em outro investi com meu escudo e o mesmo se desmontou. O terceiro foi o que mais demorei a destruir, parti para cima dele com tudo, ele era muito bom na luta mas eu tentaria destrui-lo de todo jeito. Me esquivei novamente de um outro golpe e pulando para trás do esqueleto enfei a espada em sua coluna e o vi virar pó. Eu e os outros semi-deuses obtemos exito em nossos golpes e conseguimos acabar com todos os esqueletos do treinamento.

★Atualizado★
5XP





Mayla Jean Chevalier

Tryin' to figure out what is and isn't true

Quintupla de Hipnos

avatar
Dakota L. Lumiére

Mensagens : 42
Pontos : 40
Data de inscrição : 11/09/2012
Idade : 20

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Mary B. Rolfsten em Qua Set 19, 2012 6:52 pm

O dia estava nebuloso,recém tinha chegado ao acampamento,decidi treinar para matar saudades da esgrima. Eu não tinha espada portanto peguei uma emprestada.
Ao chegar no campo de treinamento,alguns olhares curiosos me cercam,provavelmente por eu ser filha de Afrodite e estar treinando,ignoro-os e escolho um ser para enfrentar.A minha escolha não foi a melhor,eu tentei escolher um ser fraco mas... Eu não sabia nada de mitologia. Eu tinha de escolher uma galinha para lutar? A galinha que aparentemente tinha o nome de .... Alkonost,isto. Ela era uma galinha colorida com cabeça de mulher,ela avançou furiosa contra mim,como seu eu tivesse roubado seus ovos,decido me concentrar e a enfrentá-la. Desviei do ataque dela e tentei atingi-la com a espada,mas ela era rápida,fugiu e deu outra investida,desta vez eu não estava tão esperta e ela me atacou na perna,eu rugi de raiva e tentei novamente desferir um golpe nela errei novamente. Aquela galinha realmente me irritava,mas eu já tinha vencido de esqueletos montados em cavalos esqueletos,eu podia vencer uma galinha. Quando a galinha se aproximou eu já tinha um plano, só que em vez da galinha seguir meu plano ela planou e me deu um chute na barriga,eu com reflexo consegui apenas arranhar um pouco as penas dela. A galinha triunfante se virou contra mim,ergueu suas asas e avançou, eu pulei para trás e desferi um golpe no peito da galinha. A galinha com raiva atacou,mas com pouca força,aproveitei a chance e finquei a espada em seu crânio(eu adorava esmagar crânios).
Depois disto fui de volta para o meu chalé tirando penas do cabelo


Atualizado
5 pontos de experiência.
avatar
Mary B. Rolfsten

Mensagens : 29
Pontos : 29
Data de inscrição : 23/08/2012
Idade : 23
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha do personagem
HP:
120/120  (120/120)
MP:
120/120  (120/120)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Dakota L. Lumiére em Qui Set 20, 2012 2:48 pm

Me levantei cedo, faziam alguns dias que eu estava no acampamento, havia explorado meu chalé, arrumado meus pertences em meu quarto,feito alguns amigos, indo a um baile e só. Decidi por explorar um pouco mais o território e acabei por chegar à arena de treinos, mais especificamente, na arena destinada a treino de escudo e espada.

A arena era um lugar a céu aberto, parecia com as arenas antigas que via pela tv. Depois de muito esperar finalmente eu havia descoberto o meu inimigo, ele era um dragão selvagem que media mais ou menos trÊs metros de altura, era difícil saber ao certo seu tamanho, mas isso não era nada, além de seu tamanho avassalador ele era carnívoro e conseguia cuspir fogo a grandes distancias.

O monstro voando alto apenas olhou para mim, eu fechei meus olhos pensando o que estaria fazendo ali e procurei um motivo para ter saido para explorar o acampamento, mais agora não tinha retorno se me rendesse iria servir de alimento e diga-se de passagem eu preferia comer do quer ser comida.

Vendo que o dragão não prestava atenção em mim resolvi atacar, apontei a ponta da espada para o rosto do monstro e provoquei

- Se quiser se alimentar hoje dragãozinho vai ter me matar primeiro.

Era hora de planejar um ataque rápido antes que o monstro me atacasse, tentaria baixar a guarda de meu inimigo por alguns segundos séria tempo suficiente para que eu o ferisse seriamente, em um movimento certeiro eu segurei minha espada e tentei desferir um forte golpe na asa esquerda do dragão mas não obtive muito sucesso, tentei deferir outro golpe em seu peito, não deixaria que ele acabasse comigo, não séria fácil.

Estava tão compenetrada em acertar o dragão que não vi a hora que ele esquivou me derrubando ao chão, sabia que não seria fácil derrota-lo, já me colocava de pé quando ele cuspiu uma labareda de fogo gigantesca, só tive tempo de pular pro lado, estava determinada em acabar com aquele grandalhão.

Precisava pensar em um plano, não seria agindo de qualquer jeito que iria vence-lo, me escondi atrás de uma pedra teria que agir rapidamente ou seria cozida viva. Vendo que o dragão voava baixo resolvi me arriscar pulando em cima dele e pegando minha espada novamente tentei enfia-la no dorso do dragão.

Via-se sangue só que não sabia distinguir se era meu ou da criatura.Desta vez eu não iria ficar apenas me defendendo, como dizia um velho ancião “O melhor ataque é a defesa, ou a melhor defesa é o ataque”, algo assim.

Olhei novamente para o dragão e avancei em sua direção, era eu, ele e nossas habilidades, tudo ou nada. Só que antes de eu tentar acerta-lo novamente, ele caiu com um baque surdo no chão, finalmente eu havia conseguido derruba-lo. Me aproximei o encarei e sai dali correndo, não iria mais atacar.

Atualizado
5 pontos de experiência.

Novamente, espaços exagerados entre parágrafos. Da próxima, revise seu post, melhore-o, desenvolva seus pontos fracos, organize-o.




Mayla Jean Chevalier

Tryin' to figure out what is and isn't true

Quintupla de Hipnos

avatar
Dakota L. Lumiére

Mensagens : 42
Pontos : 40
Data de inscrição : 11/09/2012
Idade : 20

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Convidado em Qua Set 26, 2012 11:19 pm

Yeah I'm Good
♥♥♥
Eu estava cansado de sofrer preconceito no acampamento, então resolvi fazer o que sei fazer de melhor, kill. Preparei-me no meu chalé com uma camisa gola "V" negra da Lacost, e uma calça jeans justa ao meu corpo, rasgada da coxa até os joelhos. Vesti minha Jaqueta de couro terracota da Armani e, well somente isso, pois minha mãe não havia me presenteado com nada que eu pudesse lembrar. But anyway, mandei uns beijinhos voadores para meus irmãos e saí de lá com destino à arena do acampamento. Então, levei comigo três fotos do rosto de três campistas que aparentemente me desejam, mas tem medo de afirmar isso em voz alta.

Meu Nike rosa sabia exatamente o rumo certo a qual seguir para que eu chegasse são e salvo até meu trino. Não queria levar ovadas repentinas, já que meu cabelo estava bem penteado e brilhante nessa manhã. Bom, depois de alguns minutos pensando na vida e lançando sorrisos brancos para meninos e meninas, chego ao meu destino final. Uma arena enorme, digo, o local parecia uma réplica do coliseu. Limpei a areia do meu calçado e ao invés de admirar o local, fui direto ao arsenal escolher minha arma. E olha, havia umas bem ruins, but coo eu sou treinado na arte da esgrima e meu corpo é bem, digamos maleável. sou um ótimo espadachim. Peguei uma espada longa não muito grossa, leve e compacta com um punhal que me desse uma boa pegada. O escudo era pequeno, já meu braço é leve e consigo quase que prever os movimentos inimigos, ainda mais se ele for um brutamontes ou um noobie total.

De qualquer forma eu não iria bater em ninguém hoje, apenas vim treinar para descarregar minha ira. Então, dispensei o escudo e colei os três rostos nos três bonecos de treino que escolhi para meu massacre. Nico, Thiago e Nathan. Para o primeiro alvo, fiz o seguinte: Me coloquei em posição de combate, cumprimentei o alvo (sabe, eu ainda sou muito elegante, mas não deveria), exclamei algo em francês girando a lâmina como se fosse feita de papel pela lateral do meu corpo. Eu ainda estava longe do alvo, então eu dei três saltos pequenos e joviais, sentindo o peso da espada, seguido de uma pirueta com a espada semi estendida, e logo em seguida um salto mais alto do que um ser humano comum. meus olhos toraram-se apáticos, meus cabelos em câmera lenta me deixavam com rosto heroico e sedutor, molhei meus lábios e estiquei meu braço, decepando a cabeça do boneco de treino.
- Hades out of combat! - exclamei limpando o suor de minha testa.

The next one eu fiz diferente. Eu também sei uns truques de ginastica rítmica e sei muito bem como me esticar pelo corpo de alguém. Fiquei na mesma distancia do alvo anterior, porem ao invés de dançar no tatame e desferir um golpe épico voador, dei uma estrela sem mão, seguida de um duplo twist carpado. Saltei alto e num corte transversal de cima a baixo, cortei a cabeça do boneco em dois seguimentos. Meu sorriso vencedor estampou-se em meu rosto. Mandei um beijo sexy para meus telespectadores e sorri de forma esplendida. Apesar de estar depressivo e arrasado por dentro, meu rosto iluminado e orgulhoso continua firme e forte. além de ser bom em esportes, sou um excelente ator.
- Apolo goes to the ground! - disse lambendo os lábios e dedilhando sobre o tronco do boneco decapitado.

Just one more e meu rage moment iria se extinguir. Dessa vez eu não iria saltar e nem rodopiar, pois também quero mostrar pra plateia que posso ser muito bom no corpo a corpo. Dei um passo atrás, empunhei a espada e toquei o peito do boneco de treino. joguei meu braço armado para trás e contei até três em minha cabeça. Assim que a contagem chegou a zero, a lâmina da espada atravessou o peito maciço do exemplo de oponente. Eu pude ouvir um "nossa" vindo dos campistas que me olhavam. But eu ainda não havia acabado o show. Sorri maliciosamente para o rosto de Nathan que estava impresso na onde seria a cabeça do boneco e forcei meu braço de baixo para cima, partindo a madeira como se fosse manteiga. Posso parecer frágil, mas por baixo desse banho de loja e futilidade, sou um meio-sangue como qualquer outro. Tenho garra, vontade, posso matar e deixar viver com a mesma facilidade de um filho de Ares. E claro apático e sem compaixão nenhuma quando quero vencer uma batalha.
- Kisses to you Poseidon - digo largando a espada no chão e saindo da arena.


Atualizado
15 pontos de experiência.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Rick Evans em Ter Out 30, 2012 5:33 pm

Eu havia acabado de acordar, deveria ser por volta de umas 16:00 horas. Como filho de Hipnos, uma das coisas que eu mais fazia e gostava era dormir, mesmo sendo chamado de inútil por muitos campistas. Assim que me levanto, lavo o rosto e me sento um pouco do lado de fora do chalé pensando na vida de meio-sangue. Havia um tempo em que eu não treinava, e por isso decide treinar um pouco para não perder a prática. Volto para o chalé de meu pai para pegar minha espada, meu escudo e minha adaga. Pego minha lira também e vou tocando-a no caminho até a arena.

Assim que chego, adentro-a. Lá dentro, vejo que tinhas alguns bonecos e autômatos para treinar. Opto por um dos autômatos que seria um desafio maior. Desembainho a espada e ergo o escudo a altura do peito e tento chamar a atenção de um dos autômatos que alguém deixara ativado. O autômato tinha a forma de minotauro, uma grande criatura metade humana e metade touro, porém totalmente de bronze. O monstro de bronze me encarava, pronto para me atacar. Caso ele atacasse, eu sabia que me defender com um escudo seria um fracasso. A criatura era enorme e se me acertasse, mesmo eu me defendendo, causaria um grande estrago. Espero ele correr em minha direção, e assim que ele o faz, pulo para o lado direito e tento acertá-lo em sua perna direita usando minha espada. O ataque o atingiu, mas não da forma que eu gostaria, deixando-o com um pequeno corte. O monstro metálico vira-se para mim, e mesmo sendo um autômato, pude ver em seu rosto que não gostou nem um pouco do corte na perna. Ele torna a avançar em minha direção, tento mais uma vez pular para o lado, mas fui lento demais o minotauro acaba me acertando e me jogando a 4 metros de onde eu estava. Sento-me no chão, ofegante e com a visão turva. Olho em volta a procura do minotauro, e este estava se preparando para outro ataque. Eu precisava levantar rápido, mas a dor era tamanha que só de tentar eu me sentia enjoado. O mostro parte para outro ataque. Faço um esforço e rolo para o lado escapando por pouco de ser pisoteado por ele. Tento ficar em pé novamente, e desta vez consigo. Vou até a parede mais próxima de onde eu estava, sem tirar os olhos do minotauro por um só segundo. E assim que estou lá, ele parte para o ataque mais uma vez. Eu não sabia se teria agilidade o suficiente para esquivar dele mais uma vez, mas era necessário tentar. Quando ele estava a 15 metros, comecei a correr na direção dele. Quando estávamos próximos, joguei-me no chão para passar entre suas pernas, e por uns 3 centímetros não sou pisado. O monstro sem conseguir parar, bate a toda a velocidade na parede, como eu esperava que acontecesse. A criatura de bronze fica tonta, e aproveito-me deste momento para cortar-lhe a perna, impossibilitando-o de correr. Ele tenta me socar com seu punho direito, porém graças ao escudo consigo diminuir a força do golpe, mas por tentar defendê-lo minhas costelas doíam na altura da parte do escudo que segurou o golpe. O minotauro tenta se erguer novamente, porém cravo-lhe a espada no ombro, ao lado da cabeça e retiro-a logo em seguida. Ele perde o equilíbrio e volta ao chão. Aproveitando-me deste momento, com um golpe rápido usando a espada, arranco a cabeça do monstro.

Viro-me de costas para sair da arena, mas algo segura meu pé com muita força. Assim que volto a encarar o monstro, vejo suas imensas mãos em minha perna. Tento cortá-la, mas ele me puxara fazendo com que eu caísse perto dele e minha espada fosse para longe. Puxo a adaga sem muitas esperanças de conseguir algo com ela, mas vejo uma pequena abertura com fios saindo das costas dele. Tento cravar a adaga ali, mas ele me atinge com um soco jogando-me a alguns metros de distância. Ele tenta se erguer, mas graças a perna que eu tirara arrancara dele ele não consegue. Aproximo-me lentamente, tentando não gritar de dor por causa de minhas costelas, que começavam a doer cada vez mais. Assim que estou perto o bastante, enfio a adaga na pequena caixa com os fios. Um pequeno curto ocorre na carcaça do que um hora foi um minotauro de bronze, e o mesmo explode e me joga no outro canto da arena e acabo por desmaiar.

Assim que acordo, vejo que estou na enfermaria, com algumas costelas quebradas e com uma faixa na cabeça. Meu corpo doía bastante, mas tento dormir um pouco sabendo que passaria algumas semanas ali na enfermaria.

Atualizado
15 pontos de experiência.

Rick Evans
Filhos de Hipnos
Filhos de Hipnos

Mensagens : 50
Pontos : 48
Data de inscrição : 23/02/2012
Idade : 20

Ficha do personagem
HP:
130/130  (130/130)
MP:
130/130  (130/130)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Rick Evans em Qua Out 31, 2012 3:34 pm

Eu estava andando pelo acampamento, sem muito entusiasmo para nada que não fosse deitar na cama e dormir, mas eu tinha outros planos. Vou até o chalé de meu pai para pegar minha espada, escudo e a adaga, e me encaminho na direção da arena.

Ao chegar lá, vejo que um garoto tivera a mesma ideia e lutava contra uns bonecos de palha. Logo, ele percebe minha presença. Assim que ele me vê, para com o treino e vem até mim.

- Olá. Gostaria de treinar um pouco? Lutar contra alguém é melhor do que lutar contra bonecos de palha.

Dou de ombros e faço que sim com a cabeça, afinal treinar contra bonecos é realmente sem graça. Nós nos dirigimos até o centro da arena, e pergunto a ele se está pronto. O garoto murmurara um sim, e iríamos começar o duelo. Puxo a espada com minha mão direita, enquanto com a esquerda ergo o escudo à altura do meu peito. Meu oponente empunhava uma espada de bronze, mas não usava nenhum escudo, o que eu chamei meio estranho, pois ele estava praticamente desprotegido. Respiro fundo e espero ele fazer o primeiro movimento. O campista corre em minha direção e tenta me acertar na barriga com a ponta da espada. Pulo para o lado, fazendo um rápido movimento com o escudo em minha frente para que eu consiga defender o golpe caso não pulasse distante o suficiente. Aproveito o momento no qual ele não poderia se defender e tento desferir um golpe horizontal com minha espada, mas ele consegue sair do ataque pulando para trás e colocando a espada de forma em que poderia tanto atacar quanto defender. Ele parte para outra investida, desferindo vários ataques na horizontal, e eu tento bloquear todos com o escudo, até que em um momento de distração, ele acerta um chute no escudo, e a força do ataque me faz cair no chão. Ele caminha lentamente em minha direção, esperando para terminar logo a luta. Tentando ser discreto, puxo a adaga e jogo-a na direção do rosto dele. Ele se desvia, mas um pouco atrasado, deixando um bom corte em seu rosto, que começa a sangrar um pouco. A expressão dele muda de surpresa para raiva em poucos milésimos de segundo. Ele tenta cravar a espada em mim, mas rolo para o lado e faço um corte em seu tornozelo. O campista faz um cara de raiva misturada com dor, e cambaleia um pouco, mas se mantém de pé. Afasto-me o mais depressa possível, e vejo o garoto vir para mais um ataque, mas dessa vez mais devagar, meio que mancando. Ele tenta me acertar com um golpe vertical, descendo a lâmina com velocidade máxima. Tento desviá-la com minha espada, mas ela acaba fazendo um belo corte profundo em meu braço, que explode de dor. Coloco a outra mão em cima dele para estancar o sangue, mas precisava acabar logo com a luta. Bato com o escudo no garoto, que acaba por perder o equilíbrio, e em seguida acerto fortemente sua cabeça com o cabo de minha espada. O campista cai no chão, e diz.

- Bem, acho que você ganhou essa.

Sorrio e lhe respondo.

- É o que parece. Vamos sair daqui para ver esses ferimentos. Talvez em um outro dia tornemos a lutar.

O garoto diz que sim, guardo a espada e estendo a mão para ajudá-lo a se levantar. Assim que ele se levanta, vamos conversando até a enfermaria para cuidar dos cortes que ambos receberam.


★Atualizado★
15XP


Rick Evans
Filhos de Hipnos
Filhos de Hipnos

Mensagens : 50
Pontos : 48
Data de inscrição : 23/02/2012
Idade : 20

Ficha do personagem
HP:
130/130  (130/130)
MP:
130/130  (130/130)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Abel O. Drowsiness em Qui Nov 01, 2012 4:31 am

Fazia algum tempinho que não usava a arena. Assim que coloquei meus pés no local, senti como se reencontrasse um velho amigo de infância. O cheiro de suor dos combatentes, o sangue sego em alguns equipamentos e até mesmo o som de dor e queda no tablado me eram familiar. Eu não sou um exemplo de guerreiro, prefiro ficar dormindo no meu quarto a sair por ai em combates aleatórios, mas enfim, não posso perder minhas poucas habilidades e experiencias que tenho em combate.

Eu estava portando minha espada, item que consegui numa missão, por exemplo, a única que fiz em toda minha vida. dei de ombros à lembrança, girando minha espada até onde ficava os autômatos. Bocejei longamente enquanto programava um desses robôs para lutar comigo. Não muito fraco, mas também não num nível impossível de vencer. Bati meus pés no chão, cortei o ar e declarei a batalha iniciada. Soltei um suspiro profundo, arrastando meus pés para a posição de luta. Tirei um fio de cabelo da frente de meus olhos e mirei o autômato firmemente, esperando seu movimento inicial.

Esperei um minuto e pouquinho, e nada ocorreu, então resolvi me precipitar, correndo até a pilha de ferro viva, com minha espada pendendo pela minha esquerda. O ciborgue socou o ar bem na minha frente, deslizei pelo seu braço, por milímetros eu não fui golpeado. Senti a tensão no ar. Uma gota de suor escorreu pelo conta de minha fronte. Quando fui levantar minha espada para um corte transversal vindo de baixo, eu tive que desviar num piscar de olhos. A mão do robô tornou-se uma espada e tentou golpear meu lado direito que estava exposto. Dei um suspiro aliviado, quando escapei. O Autômato tentou outro golpe, por sorte consegui prender nossas lâminas. Dava para ver pequenas faíscas, como pequenos fogos de artifício. A disputa durou alguns segundos, tempo suficiente para que meus músculos começassem a fraquejar. Empurrei o autômato com a força que me sobrara e escapei do entrave.

Sorri enquanto alongava meu braço. Meu oponente não deu trégua e, quando notei, ele já estava a poucos metros de mim, pronto para me dividir em dois, três ou mais pedaços. Mantive minha mente calma, e desviei do primeiro golpe, abaixando o mais rápido que pude. Senti a lâmina inimiga cortando alguns fios de meu cabelo. Aproveitei a deixa e tentei fincar minha espada no ponto vulnerável do robô. Meus olhos fitaram o metálico de baixo a cima e num empurrão finquei minha espada dentro do gigante de aço. Se ele fosse humano, a espada estaria num aposição transversal, ultrapassando o intestino, estômago, algo próximo aos pulmões, saindo pela escápula.

O robô caiu, e só ai fui notar, que a espada dele havia feito um corte em meu ombro esquerdo, bem próximo a clavícula. Reprimi a dor, dando um bocejo demorado. Saí cambaleando da Arena, mas com um sorriso vencedor e bobo no rosto.

Atualizado
70 pontos de experiência.




Sleep and Death walk together



There is no sorrow that sleep doesn't win  ✫@
avatar
Abel O. Drowsiness
Filhos de Hipnos
Filhos de Hipnos

Mensagens : 354
Pontos : 345
Data de inscrição : 17/01/2012
Idade : 25
Localização : Vagando...

Ficha do personagem
HP:
270/270  (270/270)
MP:
270/270  (270/270)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Convidad em Qui Nov 01, 2012 9:28 pm

Cheguei à arena, pretendendo fazer meu primeiro treino. Eu não sabia muito bem como lutar, porém tive uma breve aula de como manejar espadas, o que me fez conseguir empunha-las completamente bem. Eu peguei duas espadas, pois nunca me identifiquei bem com escudos, e tenho um poder de ataque melhor com elas.

Eu fui eu direção de um autômato para começar – mesmo que fosse recomendável ir aos bonecos parados – e então logo tive de desviar de um ataque me agachando, achei isso divertido... Eu duelei com o autômato durante uns dez minutos só pulando, agachando e desviando de seus golpes com as espadas. E então, comecei a atacar.

Eu segurei o braço que iria me atacar com a espada da mão direita e ataquei-o com um golpe de cima para baixo atingindo-o no nervo entre o pescoço e o ombro direito. A espada perfurou-o um pouco, mas não causou dano.

Eu pulei para trás desviando de seu próximo ataque e então dei um pulo para frente, fazendo um movimento estilo espadachim, com a mão esquerda para trás e a direita reta, apontando a lâmina para o peito do adversário, atravessando sua defesa e perfurando-o. o autômato não resistiu...

Eu então sai dali, indo para minha nova morada: O Chalé 13, para filhos de Hades, onde descansei para o próximo dia de Acampamento Meio-Sangue.

Atualizado
50 pontos de experiência.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Abel O. Drowsiness em Sex Nov 02, 2012 9:51 am

Depois de treinar avidamente com meu mascote e companheiro de vida, Sleepy, descido voltar à arena e treinar por mais um período de tempo. Levo comigo Tenebris, minha espada negra com brilho dourado e vivido, com o punhal em forma de cruz. Uma magnífica arma, em termos de estética e mortal em termos de combate. Bom, enfim, sem mais delongas. Depois de me preparar psiquicamente para um embate de espadas, tento escolher entre os adversários presentes um que me proporcionasse algum treinamento intenso, mas descido não fazer acepção de pessoas, ou seja, vou treinar com alguns bonequinhos.

Assim que eu cortei a cabeça de um fora e trucidei um outro, apareceu-me um garoto pedindo que eu o ajudasse com seu treino. Eu, muito educado e gentil, disse sim com um sorriso transbordante. Bocejei e fui ajudá-lo em seu treinamento. Ele tinha cabelos negros e olhos da cor de rubis, ou seja, avermelhados. Muito estranho uma cor de olho assim, mas enfim, não sou colorista e nem geneticista para compreender esse tipo de coisa. Ele tinha os braços finos, pernas até que grossas e portava uma espada longa e estreita com brilho férreo. Seu sorriso era branco e seus olhos expressavam confiança e ansiedade pelo treino. Sorri de volta e comecei a investida.

Minha espada foi de encontro a lâmina dele. "Slash" nossas espadas deslizaram uma na outra e houve uma pequena luta de força no final. Nos afastamos por alguns metros e voltamos a nos digladiar. Tentei um corte cruzado com minha espada, mas o garoto era ágil e desviou do meu golpe. Ele correu até minhas costas, e eu tentei outro golpe. O garoto magricela desviou-se abaixando e como se fosse um carrinho, continuou a avançar através da minha espada até chegar bem próximo a mim. Tentei uma cotovelada, mas ele já estava rodando pelas minhas costas, literalmente. Sabe aquela brincadeira de pular a cerca? Então, foi bem isso. Fiquei pasmo com a situação. O menino era veloz, esperto e ainda tinha elasticidade para fugir do que quer que fosse.

Olhei-o com curiosidade nos olhos, e corri para o atacar. Assim que cheguei perto do menino, interrompi o golpe bruscamente e observei-o fugir pela minha lateral esquerda. Foi ai que estiquei a perna o mais rápido que pude, fazendo-o tropeçar. Ele deu um trambique rápido, mas voltou a ficar de pé, desferindo um golpe cego no ar, contra a minha pessoa física. Defendi o golpe com a parte plana da minha espada e num giro de força bruta, desarmei o garoto. Ele pode ser rápido, mas não tem força o suficiente e nem o instinto de luta necessário para um combate.

O menino agradeceu o treino e pediu um repeteco assim que for possível. Eu assenti, lhe cumprimentei e saí da arena. Aliás seu nome era Pachinko, Faber Pachinko, filho de Hecate. Por isso dos olhos coloridos e misticos.

Atualizado
70 pontos de experiência.




Sleep and Death walk together



There is no sorrow that sleep doesn't win  ✫@
avatar
Abel O. Drowsiness
Filhos de Hipnos
Filhos de Hipnos

Mensagens : 354
Pontos : 345
Data de inscrição : 17/01/2012
Idade : 25
Localização : Vagando...

Ficha do personagem
HP:
270/270  (270/270)
MP:
270/270  (270/270)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino com Espada/Escudo

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 7 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum