Treino de Agilidade/Reflexos

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ir em baixo

Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Hipnos em Sab Jun 16, 2012 7:18 pm


AGILIDADE / REFLEXOS

Nessa área o campista poderá treinar suas habilidades com as pernas, no quesito agilidade, velocidade, esquiva e reflexos. Existe uma grande pista de corrida, separada por: 100 metros rasos, com barreiras e com alvos móveis, que surgem aleatoriamente na pista de acordo com a necessidade do trinamento. Existe também uma pista que muda de terreno, isso possibilita que o campista saiba correr em diferentes tipos de solo (úmido, quente, arenso, rochoso...). Se o meio-sangue achar tudo muito fácil, será solto cães infernais na pista, para que o mesmo, fuja pela sua vida, alem de deixar tudo mais interessante.

Regras:
* O campista pode fazer até três treinos por dia em áreas diferentes, com ganho máximo de 80 EXP de recompensa.
* Posts com, no mínimo, 8 linhas.
* Os treinos de Agilidade tem um NPC instrutor, Ian, para ser usado nos treinos, se desejarem. Sigam a ficha dele caso forem usá-lo.



Última edição por Hipnos em Qua Set 11, 2013 9:35 pm, editado 2 vez(es)


★ Call me Hypnos, the Sleeper and Dreams's Keeper ★
Sleep is always a dream, don't you think?

credits @
avatar
Hipnos
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 858
Pontos : 1103
Data de inscrição : 23/01/2012
Localização : Rio Lethe

Ficha do personagem
HP:
999999/999999  (999999/999999)
MP:
999999/999999  (999999/999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://lrfl.deviantart.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Andrew K. Maverick em Sex Jun 29, 2012 10:26 am

Acabando de sair do treino com minha nova corrente, segui para a pista de obstáculos criada pelos campistas de hefesto, sobre ordens do acampamento. Lembro disso por ter assistido a construção, pouco antes de me ausentar do local. Estava completa, assim como outras novidades na arena que eu não havia tido tempo de experimentar ainda. Alonguei um pouco para o treino e me preparei psicologicamente. O caminho tinha vários obstáculos, mas eu sabia que eles não eram os únicos. Haviam tantos mecanismos ali que me deixava confuso só de imaginá-los.
Sem mais delongas, comecei a correr. Eu possuía uma agilidade e velocidade naturais de um ceifador. Não era como um filho de Hermes, mas era o suficiente para me locomover com facilidade em qualquer ambiente ou obstáculo, pelo menos teoricamente.
Os obstáculos comuns não eram desafio algum. Eu os pulava com confiança, imaginando quando viriam os mais complicados. Quase tropecei quando vi, do nada, uma estaca de madeira do meu tamanho, girando com uma bola de aço, cheia de espinhos, segura por uma corrente. Ao mesmo tempo em que pulava o obstáculo terreno, que parecia começar a subir, jogava minha cabeça para trás, fugindo da bola de aço em um tipo de mortal para trás. Pousei entre dois obstáculos. Senti o chão embaixo de mim abaixar alguns milímetros e o som de algum tipo de gatilho embaixo. Era um sensor de pressão. Com um impulso, rolei para o lado algumas vezes, conforme colunas de chamas irrompiam do solo, ativadas pelos sensores. No fim da última esquiva, me projetei para frente com um impulso dos pés e passei pelo próximo obstáculo. Estava perto do fim, mas havia queimado parte da calça. Uma parede de ferro se levantou ao meu lado, repleta de furos. Dali, tinha certeza, sairia algo que me acertaria, a não ser que eu agisse antes. Peguei velocidade e corri verticalmente na parede, enquanto ela subia, ficando no seu topo. De lá, foi fácil chegar ao fim do percurso, pousando em segurança no solo. Todas as armadilhas se desativaram e eu, cansado, me retirei do local.


Atualizado
10 pontos de experiência.


Andrew Klaus Maverick
Beware of Darkness

Son of Hades - Lieutenent of Thanatos' Reapers

By: Lunna
avatar
Andrew K. Maverick
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 59
Pontos : 47
Data de inscrição : 20/02/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
HP:
195/240  (195/240)
MP:
190/240  (190/240)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Abel O. Drowsiness em Sex Jun 29, 2012 4:43 pm

Não sou a favor de correr e me exercitar fisicamente, mas olha, o serviço dos filhos de Hefesto ficou muito interessante e me deu uma vontade enorme de testar os equipamentos. Antes de correr, alonguei os músculos de minhas pernas e me espreguicei. Eu quase desisti do treino, pois me bateu um sono incontrolável depois de espreguiçar-me, mas continuei firme e forte. Amarrei bem firme meus cadarços e me posicionei na linha de largada.

A princípio só havia obstáculos comuns, então mudei da pista comum, para a que tinha o solo arenoso. Acho que isso vai me ajudar a melhorar minha estabilidade e segurança em meus movimentos. Comecei a correr, senti a areia derrapar, mas continuei a correr, ou saltar, não sei bem o que era. O primeiro entrave foi fácil pular, só tive um pouco de dificuldade para aterrissar, pois solos arenosos não são fixos ao chão e por isso a dificuldade. Não caí, mas dei uma leve escorregada. Por mais que eu corresse, parecia que nunca acelerava, por conta disso não consegui pular algumas barreiras que apareciam de surpresa e nem aquelas que eram seguidas de três obstáculos. Essa foi a primeira volta.

Nessa segunda volta, espero me sair melhor. Pulei o primeiro, consegui aderência e consegui saltar uma série de dois obstáculos seguidos. Oooooooooops! escorreguei bem na hora que uma barreira surpresa apareceu. levantei de meu tombo e continuei a correr na pista até meu limite. Dei no total, umas 3 voltas. Enfim, minhas pernas estão cansadas. Catei uma toalha que estava jogada por ali e limpei meu rosto suado e cheio de areia.

★Atualizado★
10XP




Sleep and Death walk together



There is no sorrow that sleep doesn't win  ✫@
avatar
Abel O. Drowsiness
Filhos de Hipnos
Filhos de Hipnos

Mensagens : 354
Pontos : 345
Data de inscrição : 17/01/2012
Idade : 25
Localização : Vagando...

Ficha do personagem
HP:
270/270  (270/270)
MP:
270/270  (270/270)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Abel O. Drowsiness em Ter Jul 24, 2012 12:31 am

Aproveitando que ainda estou no pique, decido correr na pista feita pelas crias de Hefesto. Preciso mostrar pro mundo que os filhos de Hipnos não são molengas e cheios de falta de energia e disposição. Tipo, eu lutei contra um deus e contra um ciclope antigo, tipo eu sou quase o máximo que poeria existir. Tudo bem, eu exagerei agora, mas eu posso me achar... pelo menos um pouquinho, não acha?

Amarro bem meus tênis e me preparo para correr. decido que vou tentar escapar de alguns cães infernais. começo a correr, e quando alcanço uma boa distancia, peço para que um dos monitores do local, solte dois cães infernais para me perseguir. A princípio fiquei arredio, mas agora não tem mais volta. limpei o suor, segurei o medo e corri pela minha vida, pulando uma barreira de pedra e deslizando pelo terreno liso. Um dos cães era bem mais veloz que o segundo. Dava pra sentir sua respiração bem atrás de mim, juntamente com seus rosnados guturais. Arrepiei-me todo. entrei por um túnel, e quando notei, ele ia se estreitando. Os cães estavam bem atrás de mim, e quando digo "bem atrás", quero dizer mordendo meus tênis. senti um medo surreal, mas a pista estava em seu fim. Suei frio e me espremi para sair do buraco. Deixei meu tênis para trás, mas saí com vida.

Faltava uns 50 metros para me livras dos cães espumantes. Vi meu tênis cruzar a linha de chegada, e agora estou salvo. Os cães continuavam avançando. Tive um mini ataque cardíaco. Mas sobrevivi quando vi uma parede invisível barrar a investida dos canídeos infernais. Levantei-me, e fui para o vestiário.

ψ ATUALIZADO ψ
10 XP.




Sleep and Death walk together



There is no sorrow that sleep doesn't win  ✫@
avatar
Abel O. Drowsiness
Filhos de Hipnos
Filhos de Hipnos

Mensagens : 354
Pontos : 345
Data de inscrição : 17/01/2012
Idade : 25
Localização : Vagando...

Ficha do personagem
HP:
270/270  (270/270)
MP:
270/270  (270/270)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Gabrielle Fountain em Ter Jul 31, 2012 1:17 am

Era a primeira vez que pisava no campo de treinamento, ou Arena, como ali chamavam. O lugar onde eu estava era cercado por uma pista de corrida com certas barreiras muito bem posicionadas e fui orientada por um fulo campista que ali era o lugar onde se treinava a agilidade, requesito que eu estava necessitando desde que fui resgatada pelo Ceifador de Thanatos, que agora era meu companheiro de batalha. Ainda estava confusa com tudo que se passava ao meu redor, mas de certa forma não estava surpresa, pois uma parte de mim já deveria saber que eu não era uma garota comum que não conseguia ler placas sem fazer um esforço e culpava a falta de estudos as palavras embaralhadas que surgiam. A única coisa que estava certa era que minha mãe me ofereceu, pelo que eu entendi, ao seu irmão como se eu fosse um presente, um objeto, algo manipulável e estável, sentia pena de quem seria agora meu mestre quando percebesse que sou algo bem difícil de controlar e não estava nem um pouco confortável sendo passada de mão em mão como um simples dólar depois de ter tanto tempo sozinha sem a ajuda de nenhum dos dois.

Parei com aqueles pensamentos inúteis que só vinham a me prejudicar e pensei bem no que iria fazer ali naquele campo de treinamento. Minhas roupas não eram apropriadas para uma corrida, mas eu devia estar preparada para qualquer situação, não é mesmo? Então pensei qual era o objetivo daquele simples quadrado cheio de areia a uns 5 passos a direita da minha localização, que chegava a parecer um local onde crianças brincavam em playgrounds. Quando pisei em cima daquele montinho percebi que estava em um tipo de plataforma, e ela subiu repentinamente para evitar que eu saísse, o treinamento havia começado. Aquele tanto de areia começou a se movimentar de uma forma que forçasse a minha caminhada, e foi ficando mais rápida e mais rápida até eu começar a correr. Antes que eu pudesse ao menos me acostumar com a forma que meu tênis velho pisasse em cima daquele tipo de terreno, começou a surgir sobre a areia um certo tipo de gramado e minha corrida se tornou bem mais fácil, até que uma certa camada de água tornar o campinho em um pântano lamacento e cobrir minhas pernas até o tornozelo, nunca podendo parar de correr em alta velocidade. O cansaço era extremo, mas era impossível parar. O terreno lamacento foi endurecendo até se transforma em uma espécie de concreto rígido, que foi logo quebrando-se em partes lembrando a superfície de uma montanha. Depois daquilo, correr agora era algo que eu fazia sem pensar, era algo que eu fazia por instinto para não descobrir o que acontecia quando a pessoa escorregava e caia na Arena novamente, pois a plataforma se localizava tão longe do chão que o estrago final devia ser feio.

Depois de estar sentindo o vento em meu rosto e não me preocupando mais com o cansaço de minhas pernas, a plataforma foi diminuindo sua velocidade até que parou por completo e foi descendo até o chão. Eu não me sentia mal, não estava com nenhuma sensação diferente da que eu sentia antes de começar o exercício, nem ao menos suada eu estava... Era impressionante.



★Atualizado★
15XP
avatar
Gabrielle Fountain
Filhos de Quione
Filhos de Quione

Mensagens : 42
Pontos : 38
Data de inscrição : 21/06/2012

Ficha do personagem
HP:
170/170  (170/170)
MP:
170/170  (170/170)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Kai Fukumoto em Qui Ago 02, 2012 4:15 am

Depois de um descanso, me levantei e preparei uma mochila para ir treinar minha agilidade e meu reflexo. Chegando ao local de treinamento, coloquei uma roupa apropriada e fui me alongar. Após o alongamento, fui para a pista de 100 metros rasos.
Comecei correndo e os primeiros 10 metros foram tranquilos, porém, a partir do décimo quinto metro, alguns obstáculos começaram a aparecer. Os obstáculos pareciam bobinhos.. eu apenas os pulava. Mas então, quando cheguei aos 50 metros, uma parede se levantou em minha frente. Bati minha cara, dei umas cambaleadas e me recuperei. Dei a volta no muro levantado anteriormente e continuei a correr.
Em vários movimentos de pular obstáculo e desviar de muros, pedras eram atiradas pelo percurso. Conseguia desviar de algumas, mas aquelas que apareciam quando um muro se levantava eu acabava levando. Faltavam apenas 20 metros para o final da corrida.. corri com toda minha vontade e com precisão, comecei a desviar dos projéteis que estavam sendo atirados. Faltando apenas alguns metros da linha de chegada, uma parede se levantou em minha frente e novamente bati a cara. Mesmo tendo caído naquele ponto, fiquei satisfeito com a minha corrida.


★Atualizado★
10XP
avatar
Kai Fukumoto
Filhos de Hefesto
Filhos de Hefesto

Mensagens : 63
Pontos : 63
Data de inscrição : 12/01/2012
Idade : 27

Ficha do personagem
HP:
150/150  (150/150)
MP:
150/150  (150/150)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Ardro H. Matt em Sex Ago 03, 2012 1:47 pm

Queria muito acreditar (mesmo depois daqueles poucos dias no acampamento) que os filhos de Hefesto e de Apollo seriam mais cautelosos nos treinos em comparação ao último “incidente” que depararei na tal Arena. Mas mais uma vez eu tenho de me lembrar de que no mundo de hoje, não se pode ser ingênuo. Realmente acreditei que o treino de agilidade e reflexos fosse de um nível mais moderado, pois, segundo Quíron, o ciclope mutante não devia ter sido solto, entretanto desisti desta esperança quando vi o primeiro grupo de garotos que vinham da ala do treinamento de reflexos. Não pensei em nada além de ir embora, mesmo depois de dez minutos inspecionando os garotos, ainda não conseguia dizer se eram refugiados do Alasca queimados ou se vinham de algum deserto e haviam se congelado.
Mas já que outros heróis próximos levavam tanto na brincadeira eu acabei por ir, descobri por lá que os desafios do treino mudavam de tempos em tempos e eu seria o primeiro a descobrir o tamanho da “criatividade” que eles tiveram desta vez... Se houvesse como voltar atrás no momento em que vi a pista, com certeza, eu não ficaria ali nem mais um segundo... Ao fundo ainda se era possível ver um palco onde mais algum lutador garotão do acampamento esperava o próximo que conseguisse ultrapassar os obstáculos.
Hesitei ao estudar como seria minha corrida... Arpões, flechas, espadas, braços mecânicos, além do estado físico, o campo apenas tinha um pouco de grama, o resto era lama, creio que nem os filhos de Poseidon poderiam desfrutar do terreno, que, aliás, cansava muito correr ali, tanto quanto uma maratona com dunas, ladeiras, areia, parecia um treinamento militar, mas o acampamento se importava um pouco menos se alguém se machucasse ISSO, era perceptível.
Comecei o percurso atento e tentando prever o que viria, ia desviando , nocauteando até que um martelo veio à direita e eu subi em cima dele, literalmente, após isto, mesmo assim flechas ainda vinham e eu imaginava o quanto os outro campistas deviam rir... Em meio a tudo aquilo eu escorreguei e caí em cima de bonecas-robô górgonas que soavam gritos ( eu não havia me assustado com o grito, mas a consequência deste), dezenas de máquinas zumbiam atentas e miravam algo em mim, não deu tempo para pensar apenas segui o ritmo que fluía naturalmente em meu sangue. Decapitei o máximo de bonecas robô que via, pois sabia que precisariam de espaço para o próximo estágio, as máquinas lançavam dardos ligados a cordas estranhas que me cercavam, mas não miravam em mim e se estancavam no solo ou em estacas de madeira, aquele estágio devia ser um meridiano entre a entrada e a saída, mas tinha um ar especial, misterioso, pelas cordas ondas negras saiam e se amontoavam entre eu e o próximo estágio e um guerreiro negro se materializou, usava um escudo com um sol em alto relevo com detalhes verdes, em seu colete possuía escrito “esperança” em grego antigo, (seria um arqui-inimigo de meu pai?) Desferia diversos ataques no inimigo, mas ele apenas desaparecia e reaparecia em outro lugar, duas vezes conseguiu desferir golpes nas minhas costas. Eu sentia a dor, mas não sangrava, como se fosse um espada fantasmagórica, essa luta invencível prosseguira por mais 15 a 20 minutos até que em uma explosão de adrenalina senti meus olhos arderem em meio a tanta fúria (outra vez meu pai) minha visão realçou-se vezes mais, conseguia captar os futuros movimentos dele e eu pude desferir um último golpe, derradeiro, após notar para onde ele iria. Segui a desmanchar tudo que vinha à frente o, lv. 2 vinha ai e continuei a prosseguir aquele treino monstruoso, desviava-me das flechas agora com minha própria espada enquanto ia projetando minhas futuras ações e possíveis erros, mas algo me perturbava, o estilo da passarela ia alargando-se ao contrário do que eu imaginava, enfim os braços mecânicos chegaram e eu já estava exausto mesmo não aguentando mais eu captava alguns movimentos ainda mais estranhos pelas laterais: garotos filhos de Apollo soltavam seus arcos e iam desembrulhar baldes roxeados para jogar aqui em baixo... Segundos depois desse líquido se fundir com a lama que havia no campo, uma camada viscosa se formou apenas liberando uma estaca de madeira que funcionava como uma ponte finíssima, para piorar as coisas, saíam de valas, cobras metálicas, tentei duas ou três vezes atingi-las, mas nenhuma dessas tentativas surtiram efeito, a espada apenas ricocheteava no metal, até que as elas vieram atacar, uma, duas, estava com muito peso e muito cansado, joguei minha espada no campo que demonstrou estar bem quente por conseguir pulverizar o bronze. Segui por desviar das estocadas e seguir passando pela madeira, até que enfim havia acabado, cheguei do outro lado da passarela, com outros 2 campistas me esperando, os outros que haviam conseguido ultrapassar o treinamento, um filho de Hades e uma filha de Atenas. Como eles, fiquei indignado, não ganhei um coroa de louros, mas uma aula de quais foram meus erros, fiquei mais de uma hora desesperado lá dentro e ainda precisava disso?
Mas a única coisa de boa que eu encontrei lá valeu mais do que qualquer prêmio, eu havia conquistado novos poderes, mas ainda necessitava aprender onde e quando usá-los.


ATUALIZADO.
10 Exp

Seu post foi bastante criativo e você descreveu bem a situação, porém tente descrever melhor os golpes que deu, diga a região em exato e o movimento que fez com seu corpo para executá-lo. Tente usar codes no seu post, eles além de melhorem a estética não deixando tudo misturado, tornam-o menos massante, alinham o texto e dão cores.

Ardro H. Matt
Filhos de Fobos
Filhos de Fobos

Mensagens : 8
Pontos : 8
Data de inscrição : 28/07/2012
Idade : 19
Localização : Acampamento Meio-Sangue / Floresta

Ficha do personagem
HP:
110/110  (110/110)
MP:
110/110  (110/110)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Dakota L. Lumiére em Qui Set 20, 2012 5:33 pm

Após deixar o jantar eu sai da casa grande e segui alguns semi-deuses de volta para arena de treino, o treino agora seria diferente, seria esquiva. A essa hora a chuva já havia parado, deixando apenas um tempo nublado, um sol escondido e várias poças d'água. Ainda pulando as pocinhas, cheguei ao campo de agilidade. Vi que não havia ninguém e vi também que a movimentação toda se encontrava na floresta, fui até lá e vi um casal conversando me aproximei e perguntei.

-Com licença...Mas o que está havendo aqui?

- Treino. Corrida na floresta. -Respondeu a garota.

-Na floresta?

- Bom, não é tão simples quanto parece. Você apenas precisa fazer o percurso no menor tempo possivel. Você faz a volta e vai parar daquele lado de lá... - Ela apontou para algum lugar ao longe. -Espero que tenha trazido sapatos de corrida.

- E acho que esses tênis servem - Respondi, fazendo um aquecimento rápido.

Os dois riram. E o garoto disse.

- Vamos então. E começamos a correr.

Corri o mais rapido que eu pude nos primeiros metros. Até que eu não estava assim tão enferrujada. Contudo, o caminho pela floresta era complicado. Havia muitas raizes enroscadas, com vários espinhos. Árvores nos lugares mais imprevisiveis, que te obrigavam a desviar, abaixar, pular, cortar caminho. Logo no começo, havia uma parte em que havia muitos espinhos. Parecia mais um campo minado. Era preciso desviar dos mesmos pulando entre eles; coisa que não era tão fácil. Ao menos não para mim que não era nenhuma ginasta olimpica. Uns dois ou três encostaram na minha perna, deixando pequenos cortes. Tudo bem, na proxima eu me saio melhor nesta parte. Deve ser por isso que as pessoas preferem ir por cima... Depois veio uma parte em que as raizes eram enormes, deixando belas aberturas por onde deveriamos ou passar por baixo, ou escalar. Realizei algumas sequencias de escalada (ok, se eu fosse mais alta seria mais fácil) e em outras eu passei facilmente por entre as raizes. Era um treino bem simples, mas cansativo. E parece que eles faziam aquilo repetidas vezes.

FOi o que eu fiz. Quando finalmente terminei o percurso,os dois que estavam no começo do mesmo olharam no relogio e fizeram um sinal de "mais ou menos" com a mão. Significava que eu não fora pessima, mas poderia fazer melhor. Fiz o percurso mais umas duas vezes. Na terceira vez ja desviava dos espinhos de olhos fechados e minha velocidade dobrara.

- Acho que esta bom por hoje. – Sai e voltei para a casa grande.

Atualizado
10 pontos de experiência.

Não deixe tantas linhas em branco, seu treino fica disperso e pouco organizado. Repetindo o mesmo erro do treino acima, abuse de códigos, de forma a ajustar e organizar seu treino. Não dê informações vagas sobres suas ações, sempre desenvolva os movimentos e resultados, com coerência.




Mayla Jean Chevalier

Tryin' to figure out what is and isn't true

Quintupla de Hipnos

avatar
Dakota L. Lumiére

Mensagens : 42
Pontos : 40
Data de inscrição : 11/09/2012
Idade : 21

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Mary B. Rolfsten em Sex Set 21, 2012 11:57 am

O dia estava ótimo para um treino de agilidade e reflexos. Então reuni minhas coisas e fui para a arena,lá tinha um grande pista de corrida com barreiras e alvos móveis e uma pista que muda de terreno,eu estava usando uma roupa confortável para um treino de corrida. Me preparo e começo a correr,no campo mais difícil, no início da corrida foi relativamente fácil, mas depois começou a dificultar realmente. O terreno mudo para arenoso,o que dificultava um pouco a corrida,e para piorar cães infernais corriam atrás de mim, tentava olhar para o chão e para frente,obstáculos surgiam do nada conseguia desviar da maioria. O terreno mudou para rochoso,logo tropecei numa pedra,quase caí em uma rocha rodeada de espinhos,mas jogo o peso do corpo para o lado,e rapidamente me levanto e continuo correndo,um dos cães infernais quase morde minha perna mas, consigo dar-lhe um chute na cara e continuo correndo. Ao chegar no fim da caminhada eu estava exausta,não conseguia nem levantar uma espada,quanto mais treinar,então fui ao meu chalé descansar.

Atualizado
5 pontos de experiência.

Não narre por alto o que acontece, num treino deve ser usado descrições completas de suas ações, não apenas consequências e finalizações.


Mary

B.


Rolfsten

O amor chegará um dia para você Convidado

avatar
Mary B. Rolfsten

Mensagens : 29
Pontos : 29
Data de inscrição : 23/08/2012
Idade : 23
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha do personagem
HP:
120/120  (120/120)
MP:
120/120  (120/120)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Jason Cavendish em Dom Out 21, 2012 10:18 am

Me dirigi até uma pista de corrida, na qual muda de terreno, além de ter alguns obstáculos. Eu preciso ficar mas ágil para melhorar minha mobilidade.
Como não sabia qual eram os obstáculos, eu coloquei minha luva negra e pendurei com uma corda minha adaga de bronze.
Eu comecei a corrida na grama sem muitas dificuldades até que raízes começaram a crescer e a prender meus pés. Eu tropecei e ficaria preso se não estivesse com minha adaga, cortei as raízes e continuei minha corrida.

O terreno mudou de repente e eu dei graças aos deuses,poo que eu estava me coçando todo por culpa da grama. Agora corria num terreno com grandes e pequenas pedras, tendo que desviar daquelas que apareciam em meu caminho. Era fácil até que um flecha passou zunindo meus ouvidos, eu olhei e percebi a dificuldade, tinham bestas espalhadas que deviam atirar por sensor de movimento, provavelmente fora um experiente irmão meu quem construiu, eu ativei minha dualpact e atirei uma bola de fogo em uma das bestas a transformando em churrasco. Eu continuei desviando e flechas e fazendo tochas, mas uma delas me acertou o braço. Eu parei atrás de uma pedra e quebre a flecha, deixando apenas aponta dela na minha pele, ador era grande mas suportável, eu rolei para atirar mas o solo mudou para areia.

Agora a dificuldade era, que além de ter que correr na areia, vinha uma tempestade de areia atrás de mim. Eu acelerava ao meu máximo, para não ter que enfrentar maior dificuldade. Eu já estava cansado quando o terreno voltou a ser chão de terra,estava de volta ao início, percebi que terminou o treino, estava cansado e exausto, então fui para o chalé de meu pai descansar.

★Atualizado★
10XP

Foi um treino divertido; Porem aconteceu muita coisa, que poderia ser bem melhor desenvolvida, melhor descrita, narrada e por ai vai. MAs está de parabéns, está melhorando.
avatar
Jason Cavendish
Filhos de Hefesto
Filhos de Hefesto

Mensagens : 21
Pontos : 23
Data de inscrição : 16/10/2012

Ficha do personagem
HP:
110/110  (110/110)
MP:
110/110  (110/110)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Abel O. Drowsiness em Qui Nov 01, 2012 8:51 am

Depois que dei uma descansada do treino de manhã, preparei-me psicologicamente para correr na pista mortal criada pelos cretinos filhos de Hefesto. Confesso que era divertido, e mandava meu sono embora, mas era muito arriscado e os obstáculos vinham de repente na pista de corrida. Da ultima vez que me lembro, tive que correr de uns cães infernais, loucos e espumantes, mas saí com vida, isso que é importante.

Enfim, chegando até onde eu iria correr, observei que a pista era lisa, como uma quadra de futebol de salão, ou uma pista de boliche. Fiquei curioso pra saber o que iria aparacer de surpresa pelo caminho, mas logo tentei esvaziar esses pensamentos, quando menos eu souber, melhor. Minha adrenalina começou a subir e meu coração a disparar. Um menino moreno, filho do fogo deu o sinal e meus pés começaram a caminhar. 10 metros depois, assumi que nada tão especial iria ocorrer então parei de olhar para os lados, e me concentrei em correr, olhando para frente. Exatamente um minuto depois, uma parede de concreto surge do nada em minha frente, desvio e logo na outra raia, surge outra parede. Esse lance de paredes estava fácil de desviar, sem que eu perdesse o ritmo de corrida.

Meu desafio de verdade, foi quando essas paredes começaram a atirar agulhas de pedra. A primeira parede foi fácil, percebi o que eram logo de cara, e mudei de pista, porém, alguns metros depois, surgiu duas paredes, uma do lado da outra, me deixando somente espaço livre na raia que se localizava na extrema esquerda da pista. várias agulhas passaram por mim, sem surtir efeito algum, porem, na minha ansiedade da corrida, deixei de prestar atenção, e parte das agulhas cravaram-se em meu corpo, e algumas até atravessaram minha panturrilha. Por sorte, as agulhas eram finas como fios de cabelo, mas ardiam como se me cortassem com estilete. Depois desses obstáculos, só faltava o desafio final, a curva que dava na linha de chegada.

A curva era equipada com bestas prontas para atirar, caso eu tropeçasse nas linhas suspensas. Parecia uma grande teia de aranha, ou algo como laser naqueles filmes de a gente secreto. Desacelerei minha corrida, passando devagar pelas linhas brancas. Não posso fazer muitos movimentos bruscos se eu quiser sair vivo dessa brincadeira. De repente meu pé escorregou, e acabei puxando uma das linhas por alguns metros. Ouvi um Click e uma flecha foi disparada. Não resisti de angustia, e saí aos tropeços da armadilha. Senti uma ou três flechas passarem zunindo por mim. Por sorte, somente um dos projéteis raspou na minha pele, mas nada grave.

Cheguei "ileso" na linha de chagada, praguejando o menino que projetou essa porcaria de pista. Limpei eu suor, tirei cuidadosamente as agulhas do corpo e caminhei manco até a enfermaria.

Atualizado
65 pontos de experiência.




Sleep and Death walk together



There is no sorrow that sleep doesn't win  ✫@
avatar
Abel O. Drowsiness
Filhos de Hipnos
Filhos de Hipnos

Mensagens : 354
Pontos : 345
Data de inscrição : 17/01/2012
Idade : 25
Localização : Vagando...

Ficha do personagem
HP:
270/270  (270/270)
MP:
270/270  (270/270)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Megan Sutcliffe em Ter Nov 06, 2012 6:49 pm


Se existia algo no acampamento com que eu realmente tinha habilidade, esse algo era a corrida. Logo que avistei aquela grande pista de atletismo dando sopa em ao acampamento, não hesitei em me aproximar, e fazer dela minha primeira experiência em minha nova casa.

Era uma enorme pista, porém, não era um pista como qualquer outra, ela parecia pronta para fazer de tudo para me impedir a chegar ao outro lado. Eu sabia disso por conta do estado dos outros campistas que estavam, com dificuldades, completando o circuito.

Logo comecei. Os primeiros dez metros pareciam fáceis, a pista era lisa, mesmo assim, meus tênis nem sequer ameaçavam escorregar. A partir dos quinze metros, a coisa começava a complicar, eu estava com mais folêgo do que nunca, mas a pista parecia não gostar muito dessa ideia, eu começava a sentir o chão ficar mais escorregadio, tinha que saltar, e correr com destreza para não cair no chão, e nos primeiros vinte e cinco metros, isso acabou acontecendo, mas me reergui rapidamente, e prossegui meu caminho.

Quanto mais eu corria, a pista vinha com mais artimanhas para um meu lado. Paredes e obstáculos se erguiam do chão, e confesso que estava ficando bem difícil saltá-los. Além das pequenas pedras e flechas de madeira que eram atiradas contra mim. Mas acreditei que isso não iria me deter. Continuei correndo. Até que:

Aaiiii! — berrei com força.

Uma forte dor me atingiu fortemente na costela. Senti vontade de me jogar no chão e me arrastar até o final, mas permaneci correndo, apesar de ter diminuído o ritmo. Olhei para a região onde sentia a dor, e logo encontrei o problema: uma estaca de maneira, não, algo menor do que isso, uma fina e pontuda fagulha, que pelo cheiro, vinha de uma cerejeira, me atingira com força na região. Mas não houve sangramento, estava apenas presa na parte superficial de minha pele, mas ainda assim, sentia a região latejar dolorosamente.

E era disso para pior. Cansada, eu avistava o fim da volta, e estava um tanto empolgada quanto a isso, mas, logo fui surpreendida: um longo monolito de concreto surgia do chão da pista bem embaixo de mim, tropecei quando o mesmo ainda estava começando a surgir, e escorreguei uns dois metros adiante, levei uns sete segundos, para me levantar com dificuldade, mas o fiz: o fim da volta estava bem próximo, trotei até o mesmo, e foi inevitável acabar escorregando novamente, mas, um escorregão camarada, que me adiantara três metros até a chegada. Vitória! Havia acabado. Mas apesar de tudo, valerá apena afinal. Levantei-me mancando, e me fui até minha mochila, para restaurar minhas forças com um pouco de ambrosia ou néctar.


★Atualizado★
50XP







Megan Sutcliffe, filha de Hermes
beatlemaniaca, 8 anos


Megs:
avatar
Megan Sutcliffe

Mensagens : 4
Pontos : 4
Data de inscrição : 07/10/2012

Ficha do personagem
HP:
110/110  (110/110)
MP:
110/110  (110/110)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Maya Goldsmith em Qui Nov 15, 2012 4:18 pm

Daughter of Athena !
Treino de Agilidade e Reflexos

Treinar agilidade e reflexos não era difícil depois de anos fazendo artes marcias, mas de todo modo os obstáculos que ali eram realmente uma novidade para mim. Eu já estava ali observando outros semideuses a uns cinco minutos antes de tomar coragem de ir treinar eu mesma. Eu não sabia por qual pista começar, então pedi uma sugestão sobre isso para um filho de Hefestos que estava por ali para auxiliar com os mecanismos da pista.
Hm, como você é nova por aqui, sugiro os 100 metros rasos.
Agradeço pela sugestão, mesmo. É só ir lá, né? ─ Ele assentiu e eu me dirigi a pista indicada por ele para iniciar o treino.
Me posicionei na pista e quando me senti segura iniciei a corrida. Nos cinco primeiros metros, não havia nada de mais na pista, estava tudo bem até demais. Então as barreiras começaram a surgir de repente em minha frente. Primeiro era um pendulo de madeira. Haviam três maneiras de passar pelo que eu via: pulando por cima, me jogando no chão ou esperando ele estar se preparando para voltar. O bom de ter uma mente ágil era analisar a situação de modo mais ágil que as outras pessoas. Utilizei a corrida para pegar impulso e pulei por cima, dando uma cambalhota no ar e caindo no chão abaixada. O impacto da queda me fizera me ajoelhar e precisei de alguns instantes para me recuperar antes de continuar com a corrida.
Me ergui de volta e continuei com a corrida. Um muro surgiu em minha frente, me obrigando a parar. Quase bati de cara com ele por não estar esperando um muro aparecer do nada na minha frente. Os segundos que ele se manteve em pé foram utilizados para mim me recuperar. Quando abaixou, retomei a corrida com um pouco mais de cautela desta vez. Quase havia sido nocauteada por um muro e não iria cometer o mesmo erro novamente.
Por diversas vezes, precisei desviar de pedras que vinham em minha direção e quase fora acertada por centenas delas. O chão começara a ficar escorregadio também, o que não auxiliava muito na corrida. Devo ter caído de quatro a oito vezes pelo percurso e varias partes do meu corpo estavam doloridas agora. A velocidade reduzida que eu era obrigada a correr só me atrapalhava a concluir aquele percurso de uma vez por todas. Me joguei no chão e dei uma cambalhota para escapar de um novo pendulo. Ergui-me com o corpo reclamando e percorri os vinte metros que faltavam com dificuldade, ainda tendo que saltar por cima de algumas barricadas.
Ao terminar, fui para o meu chalé me recuperar.

×××


Legendas

Minhas falasAções e NarraçãoPensamento Outros Personagens #1Outros Personagens #2Outros Personagens #3CitaçãoFlashBlack


★Atualizado★
45XP


Última edição por Maya Goldsmith em Sab Nov 17, 2012 3:44 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Maya Goldsmith
Filhos de Atena
Filhos de Atena

Mensagens : 65
Pontos : 65
Data de inscrição : 15/11/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
HP:
140/140  (140/140)
MP:
140/140  (140/140)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  James F. Köller em Qui Nov 15, 2012 5:16 pm

Era um dia estranho para mim, pois havia descobrido quem era meu pai,claro isso me deixava bastante feliz, até saber que eu era um meio-sangue, eu não me queixei de nada, por causa que realmente eu era muito habilidoso e esportivo como meu pai, Héracles.
Então pensei em fazer algo diferente já que eu era uma pessoa, bem diferente das normais. Eu vi um amontoado de semideuses em volta de uma pista então observando a cena perguntei ao campista mais proximo:
-Bem, o que é que vocês fazem nessas pistas
Ele olhou para mim e respondeu:
-Bem, aqui treinamos nossos reflexos e nossa agilidade
Então me aproximei um pouco mais da pista, mas logo fui empurrado com vários campistas gritando para mim:
-Ei! você é o proximo
Logo entendi que eu era o proximo a correr numa pista de 100 metros rasos cheia de obstáculos. Então iniciei a corrida, que parecia bem fácil, por enquanto,pois começaram a apareçer vários problemas com um boneco movel que por sorte se quebrou em pedaços ao levar um empurrão meu. Também estava enfrentando várias placas que me faziam ter de saltar sobre elas.
Quando cheguei ao final estava ileso devido as habilidades olimpicas que treinei desde pequeno, e também por ser o filho de Héracles. Minha sorte acabou,pois algums campistas penssaram que tinha feito uma prova muito fácil então soltaram algums cães infernais almentando meu trabalho, seria uma segunda volta só que também haviam me levado até outra pista onde o solo estava sempre mudando.
Então enrei na nova pista com os cães prontos e começei uma nova corrida, estava correndo rápido mais os buracos que tinhan no solo rochoso atrabalhavam muito meu percursso. eu havia me cansado de ser perseguido então saltei sobre os cães infernais que passaram de mim e continuei o percusso comum como o primeiro

Legenda fala minha-fala de outro campista-fala de vários campistas


❦ Avaliado: 20XP. Tem alguns erros de ortografia, por isso, tente usar o word e antes de postar, revise seu treino. Use e abuse da criatividade, faça um desafio maior a si mesmo. ❦
★Atualizado★
avatar
James F. Köller
Filhos de Héracles
Filhos de Héracles

Mensagens : 3
Pontos : 3
Data de inscrição : 01/11/2012
Idade : 24

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Convidad em Qui Nov 22, 2012 9:00 pm

Era quase noite, eu adentro em uma pista de treinamento de agilidade. Eu pouco treinara, por isso deveria correr atrás agora. A pista continha obstáculos (de corrida) enfileirados, ao lado, mais dez cones e depois dois sinalizadores dispostos um na frente do outro, a distância entre um e outro era a mesma que a do primeiro ao décimo cone ou obstáculo. Eu me coloquei atrás do primeiro obstáculo, que batia em meus joelhos e me preparei para treinar.

Eu me afastei dois passos, e depois voltei com velocidade, peguei impulso e saltei sobre ele. Ao dobrar os joelhos na queda eu reduzi o impacto, e sequer pisei com todo o pé no chão e já estiquei os joelhos e pulei o obstáculo seguinte, e assim sucessivamente, até finalizar os dez destes.

Sai do décimo com os pés doendo, mas segui na pista, peguei um pique e dei meia volta, me dirigindo aos cones, porém, ao invés de pular sobre eles, eu dei passos para a esquerda (andando de lado) antes de atropelar o primeiro, depois, passos para a direita para passar entre o primeiro e o segundo. Fui para a esquerda, para passar entre o segundo e o terceiro e segui neste zigue-zague lateral até completar os dez cones.

Eu estava ofegante, mas ao terminar este, não desisti, dei meia volta e me dirigi aos sinalizadores. Ali eu corri do primeiro até o segundo, correndo de frente, até o segundo cone, depois de chegar lá, dei uma parada brusca, e voltei de costas. Voltei a correr para a frente, depois voltei de costas e seguindo até completar dez idas e dez voltas.

Quando acabei, cai no chão. Meu abdome doía demais, eu fechei os olhos, cansado. As paradas bruscas da última parte do treino havia me dado de presente tremendas dores nos músculos das coxas também. Eu fiquei alguns minutos ali, depois fui tomar um banho e descansar.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Convidad em Qui Nov 22, 2012 9:02 pm

Era quase noite, eu adentro em uma pista de treinamento de agilidade. Eu pouco treinara, por isso deveria correr atrás agora. A pista continha obstáculos (de corrida) enfileirados, ao lado, mais dez cones e depois dois sinalizadores dispostos um na frente do outro, a distância entre um e outro era a mesma que a do primeiro ao décimo cone ou obstáculo. Eu me coloquei atrás do primeiro obstáculo, que batia em meus joelhos e me preparei para treinar.

Eu me afastei dois passos, e depois voltei com velocidade, peguei impulso e saltei sobre ele. Ao dobrar os joelhos na queda eu reduzi o impacto, e sequer pisei com todo o pé no chão e já estiquei os joelhos e pulei o obstáculo seguinte, e assim sucessivamente, até finalizar os dez destes.

Sai do décimo com os pés doendo, mas segui na pista, peguei um pique e dei meia volta, me dirigindo aos cones, porém, ao invés de pular sobre eles, eu dei passos para a esquerda (andando de lado) antes de atropelar o primeiro, depois, passos para a direita para passar entre o primeiro e o segundo. Fui para a esquerda, para passar entre o segundo e o terceiro e segui neste zigue-zague lateral até completar os dez cones.

Eu estava ofegante, mas ao terminar este, não desisti, dei meia volta e me dirigi aos sinalizadores. Ali eu corri do primeiro até o segundo, correndo de frente, até o segundo cone, depois de chegar lá, dei uma parada brusca, e voltei de costas. Voltei a correr para a frente, depois voltei de costas e seguindo até completar dez idas e dez voltas.

Quando acabei, cai no chão. Meu abdome doía demais, eu fechei os olhos, cansado. As paradas bruscas da última parte do treino havia me dado de presente tremendas dores nos músculos das coxas também. Eu fiquei alguns minutos ali, depois fui tomar um banho e descansar.

[center]Avaliado seu treino: Melhorou um tiquinho, mas de acordo comigo, não está tão bom, mas você se esforçou.
10 de exp


★Atualizado★

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Apple O. Cletto em Dom Nov 25, 2012 5:56 pm

† Treino Agilidade e Reflexos


Havia treinado meu cavalo alado, Phroteus. Antes de voltar para o chalé, ou fazer qualquer outra coisa, fui para arena. Eu precisava treinar meu corpo agora. Revi minhas opções de treino enquanto caminhava para a arena. Passei por uma macieira, peguei uma maça e comi enquanto caminhava. Nunca havia tentado participar da corrida de obstáculos. Joguei o resto da maça no lixo e limpei as mãos na calça.

Alonguei minhas pernas, braços, costas e observei a pista enquanto fazia isso. Lembrou-me uma quadra de atletismo em volta de um campo de futebol americano. Coloquei as mãos na nuca e caminhei até um sátiro que estava por perto. Pedi que ele cronometrasse meu tempo. Ele disse que aceitaria. Sorri grato e me voltei para a linha de partida. Eu queria continuar lendo Romeu e Julieta e escutar uma musica calma. Mas ser meio sangue tem suas responsabilidades. Agachei-me na posição de largada igual aos velocistas e respirei fundo algumas vezes de olhos fechados. Era um ótimo modo de me controlar e concentrar. Escutei um barulho de engrenagens rodando abri os olhos. A pista estava ativada. Engoli em seco. Agora não tinha mais volta. Escutei um apito soando e disparei correndo.

Escutei um barulho vindo das árvores e em questão de segundos a adrenalina quente como fogo se misturou a minha circulação sanguínea. Não iria me atrever a olhar para trás. Apenas fixei-me em possíveis rodas te fuga e desvio. Uma pedra passou zunindo pelo meu braço. Atrevi-me a olhar par traz e vi um ser de metal de mais ou menos um metro e meio jogando peças de todos os tipos em mim, desde pedras até galhos, areia e água. Quando voltei meu rosto para frente juro que quase morri de ataque cardíaco. Uma pequena mureta de um metro feita de pedra negra brotava do chão a menos de meio metro de mim. Usei a força que possuía nas pernas para pular o obstáculo. Consegui porem não levantei a perna o suficiente e acabei tropeçando em meio ao salto e, consequentemente cai de joelhos no chão. Por causa disso uma pedra me acertou no ombro, e devo comentar: Doeu.

Levantei e voltei a correr, um punhado de areia me acertou nas costas, mas dessa vez só me desequilibrei durante a corrida. Outra muretinha nasceu do chão. Tranquei o maxilar. Não iria cair novamente. Pulei e recuei os pés no meio do salto. Cai no chão e rolei por cima do ombro, levantei e continuei correndo. Isso aconteceu por mais umas quatro vezes. Então as coisas ficaram piores...

As muretinhas continuaram saltado do chão, o autômato continuou jogando coisas em mim (e muitas vezes acertando), mas as coisas começaram a ficar irritantes quando as paredes passaram a atirar pequenas e finas flechas. Esse fato me assustou de tal forma que não consegui desviar da flecha que veio em direção ao meu braço direito. Apertei meu braço, ele começou há sangrar um pouco. Fiz a ultima curva e quase tive esperanças de terminar aquilo logo, repito, quase.

Mais a frente havia uma espécie de brilho na pista. Praguejei baixinho. Nessas horas os meus pulmões já estavam pegando fogo, assim como os músculos das minhas pernas. Não havia outra possível rota a não ser correr pela superfície brilhante. Assim que pisei naquela parte, meu pé escorregou e eu deslizei por alguns metros. Eu tinha duas noticias: a boa era que o autômato havia parado de jogar coisas e mim, a ruim, digo péssima, era que escutei um “crack” e uma saraivada de flechas vindas de bestas presas nas armas vieram na minha direção. As pontas em vez de afiadas eram feitas de borracha. Que deixavam sérios hematomas a cada toque que tinham com minha pele. Escorreguei e humilhantemente precisei engatinhar para fugir das flechas.

Depois do que me pareceram horas, consegui sair daquela degrada de pista escorregadia. Cruzei a linha de chegada. O sátiro veio saltitando e me disse que meu tempo havia sido cinco minutos cravados. Agradeci e deitei no chão. Ele me entregou uma garrafa com água. A joguei no rosto e tomei o resto. Depois de alguns minutos me levantei e caminhei até a enfermaria.


Φ Atualizado Φ
65XP




Apple Oberon Cletto
Filho de Selene - Líder de Chalé - Mentalista de Psiquê
I'm Nothing Without You, Mellody!
@thanks
avatar
Apple O. Cletto
Filhos de Selene
Filhos de Selene

Mensagens : 200
Pontos : 196
Data de inscrição : 06/02/2012

Ficha do personagem
HP:
110/110  (110/110)
MP:
110/110  (110/110)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Mellody M. Grigori em Sex Dez 07, 2012 9:22 pm


Run! Run! Run!
He says.


Corrida. Ah sim. Está aí um tipo de esporte para o qual eu nunca vi muito sentido e diversão, digo, você fica correndo... E correndo... E correndo... E aí? Nada. Não tem objetivo, não tem como ganhar de uma forma prazerosa, é tudo um teste de velocidade, mas sim... Eu resolvi praticar corrida naquela manhã. Digamos que eu havia ficado um tanto que incomodada pelo fato de que minha última caminhada pela praia tenha me cansado tanto, e também por não ter conseguido me esquivar da bola de vôlei que veio acidentalmente em minha direção enquanto cruzava a quadra, eu precisava loucamente melhorar minhas habilidades de corrida, como também precisava melhorar meus reflexos.
Coloquei meus tênis e subi a colina em direção a arena, onde assim que que cruzei o portão, já pude ver alguns semideuses se alongando e preparando-se para o treino, engoli em seco enquanto fazia o mesmo, a pista me parecia muito extensa e um tanto que desafiadora, eu conseguia ver trechos com tipo de solo diferente... Seria difícil manter um ritmo legal com tantas mudanças. Girei os olhos pelos campistas tentando achar alguns rostos conhecidos, mas desde que havia parado de treinar, muitas das pessoas que eu conhecia haviam simplesmente desaparecido. Talvez em missões, talvez tivessem desistido, mas foi então que os pensamentos se esvaíram de minha mente, ao ver o filho de Zeus que eu conhecia de um bom tempo, do treino de combate a monstros. Havíamos feito uma boa equipe da última vez. Não pude deixar de abrir o sorriso.
-Poxa vida! Quem é vivo sempre aparece.
-Olhe só... É a campista de Hades. -Respondeu o garoto em um tom não muito simpático, que já sabia que era o seu normal. -Resolveu aparecer?
Eu não me lembrava do seu nome, mas nem tive tempo para perguntar. Um homem alto que estava tomando conta da área chamou nossa atenção, e com um gesto anunciou que deveríamos começar a correr. Olhei para o garoto de Zeus um tanto que perdida, só pude ver o loiro me abrir um sorriso sarcástico, e ao dar de ombros, disparou em direção a pista. Resolvi o seguir, por que não? Coloquei todas as forças em minhas pernas, tentando ter tanta determinação quanto eu tinha em um jogo de basquete. Havia uma grande diferença entre corrida e o seu esporte favorito, mas eu estava me esforçando. O chão de areia rasa não era difícil de conseguir velocidade, meus pés batiam-se contra ele e eu conseguia me movimentar com facilidade, estava até acompanhando o garoto de Zeus. Abri um sorriso ao ultrapassa-lo, coisa que ele pareceu não gostar muito, e quando percebi já estávamos em uma competição interna.
As coisas não ficaram muito boas para mim quando o solo mudou. O choque da areia para as pedras foi muito grande, e meio que perdi o equilíbrio quando joguei meu corpo para frente como estava fazendo anteriormente. Pude ouvir uma risadinha divertida vir do garoto que agora estava a minha frente. Praguejei, não ia ficar assim. Eu já sentia minha respiração um pouco mais alta e meu coração batia forte, forcei meu corpo para o lado para fazer a primeira curva no solo rochoso, conseguindo aos poucos velocidade. Meus olhos estavam focados no próximo solo, que me parecia uma lama estranha, e pelo que eu sabia sobre lugares úmidos, seria mais complicado de se locomover neles, portanto já fui jogando o meu peso mais para baixo para conseguir dar passos maiores, aquela seria minha estratégia... E foi então que duas mãos me puxaram para o lado com força.
Olhei espantada para o campista de Zeus, quando vi um obstaculo enorme aparecer bem onde eu estava. Arregalei os olhos. Ele havia me salvado de dar um beijo lindo naquela pilha de madeira? Balancei a cabeça para ele em agradecimento enquanto tentava não engasgar com o híbrido de emoções e cansaço que me passavam naquele momento. Eu poderia estar sem alguns dentes da frente naquele momento.
-É agora que começam os obstáculos. Tente ficar mais no meio, a grande maioria vai para as laterais.
Deu-me a dica o filho de Zeus, enquanto continuava a apostar uma pequena corrida comigo. Assenti ainda um pouco surpresa enquanto engolia em seco. Ok Mell, aquela foi a primeira vez, mas foque nos próximos obstáculos. Meus pés tocaram o chão lamacento. Senti meu peso ser prendido na gosma em que pisava e forçava bem as coxas para conseguir me locomover. Meu peito estava começando a arder pelo cansaço, minha respiração já era alta. Meus olhos estavam atentos e eu estava um tanto que ociosa. Os obstáculos poderiam ver de qualquer lugar, para pessoas hiperativas como nós, suspense era simplesmente a pior coisa em todo o universo. Antes que meus olhos pudessem sequer transmitir a informação para o meu cérebro, uma estatueta colocou-se a minha frente, surgindo simplesmente do nada. Por mais puro reflexo consegui desviar, batendo a lateral do corpo por pouco contra a pedra. Arfei. Mais uma vez, sob meus pés, ergueu-se uma pilha de madeiras, que consegui saltar por cima batendo a ponta dos pés. Por um momento pensei que fosse cair, mas antes que pudesse beijar o chão, recuperei o equilíbrio, consequentemente perdendo velocidade, eu sentia o suor escorrendo por meu corpo, eu estava começando a ficar com sede.
O chão mudou mais uma vez e agora corríamos por cimento. Quase tropecei ao passar, coisa que foi boa, pois assim que me curvei, um enorme... Não sei bem o que foi aquilo, talvez um saco de areia... Passou por cima da minha cabeça erguido por uma corda. Arregalei os olhos. Ok, essas atividades do acampamento estavam ficando bem sérias! Meus olhos focaram-se no garoto que corria a minha frente e logo pude achar o local que fez os meus olhos brilharem. A chegada. Senti a animação crescer e usando todas as forças do meu ser exausto, aumentei a velocidade. Meus pés batiam firmes contra o chão, dando uma pequena ardência, e eu sentia meu peito queimar pelo sangue ácido que passava em minhas veias. Minhas pernas estavam começando a doer por causa do esforço no chão úmido demais. Com mais um salto, consegui pular perfeitamente uma pilha de madeira que apareceu, e me abaixando, desviei de mais um objeto que passou preso por uma corda. Estava logo ali! Dez metros! Cinco metros! Meus olhos pararam no garoto de Zeus, eu estava o alcançando. Três metros! Dois metros! Tentei ao máximo acelerar, mas estava em meu limite. Cruzei o ponto de partida pouco depois do semideus. Praguejei. Tentei fazer ao máximo meus pés pararem, mas com a força que me restava, só consegui entrar em repouso a alguns metros da chegada. O garoto de Zeus me olhava de forma divertida, eu tinha os tênis sujos por causa da lama, apoiei-me em meus joelhos, respirando com dificuldade. Oh céus, eu ia cair. Estava realmente fora de forma. Pelo menos o loiro estava conseguindo se manter em pé sem apoios, tinha a respiração elevada, mas acho que era normal. Sorriu.
-Me lembrava de você mais... Atlética.
O fuzilei com os olhos. Um incentivo desses era realmente o que eu precisava. Tossi ao tentar falar. Meus deuses! Acho que havia pegado um pouco pesado demais.
-Me.. De... Alguns...Dias... -Consegui pronunciar entre arfadas. -Que... Eu... Te... Faço... Comer poeira...
Tossi mais uma vez. O loiro me olhou em tom irônico.
-Isso vou pagar para ver. Até uma próxima então.
-Até.
Consegui pronunciar sem engasgar. Fechei os olhos com força enquanto tentava controlar meu próprio batimento cardíaco. Ok, acho que estava bom de treinos pela manhã. Com dificuldade, me coloquei reta mais uma vez e em passos cansados andei em direção ao acampamento. Acho que um bom banho cairia mais do que bem no momento...


Thanks, Baby Doll @ ETVDF


★Atualizado★
70XP


Mellody {Morgan} Grigori



Thanks Katherine@PE
avatar
Mellody M. Grigori
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 326
Pontos : 328
Data de inscrição : 18/08/2012
Idade : 22
Localização : Em Algum Lugar pelo Mundo xD

Ficha do personagem
HP:
170/170  (170/170)
MP:
170/170  (170/170)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Convidado em Seg Dez 10, 2012 7:40 am


Run Devil Run

Não quer dizer que, eu sendo humano, comum, que eu não possa treinar alguma coisa. Nunca fui às aulas de Educação Física, mas o meu pai sempre dizia que eu corri muito bem. Ele sabia disso pois a gente brincava de pega-pega no quintal de casa, mas ele só "mediu" essa qualidade, nesse único jogo de criança. Pois bem: Amarrei meus tênis com força, vesti uma calça, ao invés de shorts, pois parece-me que esses filhos de Hefesto foram traiçoeiros quando criaram essas pistas de corrida. Revirei os olhos, dei de ombros e alonguei-me, logo mais seria o meu fim nessa pista maluca de treinamento.

Ouvi o som de disparo. Meu coração acelerou, meus pés se moveram calmos e meu corpo reagiu no susto. Meus cabelos cor de folha seca iam e vinham no meu rosto. Nada aconteceu até os primeiros 100 metros rasos. Ok, a textura da pista havia mudado da lisa, para a semi-cheia-de-pedregulho, mas nada que eu não pudesse dar conta. O Sol estava apino e isso incomodava meus olhos claros. Já que em alta iluminação, eu não consigo ver direito. Meu percurso tinha aproximadamente um 1km, e eu já havia corrido 10% do total. Dei um alonga inspirada e mantive o ritmo do meu caminhar, até que de repente, ouvi um latido selvagem atrás de mim.

Só me dei conta do que era, quando saltei o primeiro obstáculo de pedra. O bicho estava longe, mas já podia se ver o animal se aproximando rapidamente de mim. O fato era que eu ainda teria que correr um bom pedaço de terreno louco, alguns obstáculos aleatórios, surpresas escondidas e ainda tentar escapar com vida desse cão-infernal. No mesmo instante acelerei minhas pernas, fazendo com que meus pés empurrassem grande parte do solo, para que eu pudesse saltar grandes blocos de terreno. Pulei mais dois obstáculos de pedra, desviei de uma poça de piche e rolei por baixo de uma, como chama isso, viga? É algo parecido com isso. Demorei-me para levantar depois da minha cambalhota. Escutei o latido mais uma vez, e dessa vez, ele estava mais alto.

A pista agora estava se desfazendo a baixo de mim. Era como se fosse areia. Meus pés afundavam e pareciam não sair do lugar. o esforço para me locomover, fazia minhas panturrilhas doerem e minhas coxas latejarem, mas não vou me dar por vencido. Eu não posso. Eu preciso provar pra esse bando de semideuses que um humano também pode se tornar um herói. Eu tenho que completar essa corrida, mesmo que custe minha vida. Meus cabelos pingavam e a sensação de morte ecoava no meu peito. Os latidos estavam mais agudos e nessa pista de areia, o canídeo teria vantagens sobre um bípede estranho como eu. Minha única saída era sair daqui e partir para o próximo módulo, antes que eu virasse ração in natura.

Assim que consegui sair do montante de areia, olhei para trás, para ver meu perseguidor. Um cão grande, muito grande. Estilo Mastiff depois da cirurgia de redução de estômago. Seus olhos vermelhos brilhavam na luz solar, e bem, ele parecia uma mancha negra cruzando a pista. Como uma sombra errante ou algo parecido. Engoli seco e apressei em terminar o restante da corrida. Faltava tão pouco pra chegar e, faltava tão pouco pro cão arrancar um bife de mim. Bati no meu rosto que já estava vermelho. Obriguei minhas pernas a se mexerem e minhas narinas a puxarem o ar pra dentro da minha caixa torácica. Continuei a correr, como se minha vida dependesse disso. Quando dei por mim, eu havia escorregado numa poça de piche. Eu havia esquecido dessas coisas. Demorei-me para levantar e quando consegui, eu estava escorregando e mal conseguia ficar de pé, ou me movimentar sem escorregar e cair novamente no solo.

Eu estava me desesperando e, parecia que os meio-sangue que me assistiam, estavam rindo de mim. Eu com certeza era a piada do campus. Respirei fundo. Acalmei minha mente e tentei pensar numa solução. O obvio era, me levantar e tentar correr os 50 metros faltantes do percurso. Ouvi um latido estridente, uma respiração quente e, bom, esse era o meu fim. Entretanto tive uma fusão de ideias. No mesmo instante alguém me jogou um tomate, umas folhas de alface. Revirei os olhos no meu desespero.Mas enfim, a questão era a seguinte: Não vou correr, eu vou dar um peixinho nesse piche e escorregar até a linha de chegada. Lá, eu espero, que a simulação acabe.

Pois bem, chutei o peito do cão com tudo que me restou de força nas coxas. o cão escorregou pelo piche e eu deslizei como um pinguim no liquido negro. Eu sobrevivi, mas o cão arrancou meu tênis fora. Não foi uma corrida digna, eu confesso, mas foi tudo o que um humano tolo podia fazer. Levantei meio bambo. O animal foi recolhido e eu dei adeus àquele circo. Preciso de um banho.


thanks Lari @ CG!




ótimo treino, detalhado bem, meus sinceros parabéns, me orgulhou muito mesmo não sendo nada meu.
70 exp

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Ellen H. Dellatorre em Qua Dez 12, 2012 6:27 pm

Meu treino menos predileto







Bem, eu sou lerda. É essa a verdade. Sem enrolar nem enfeitar. Eu precisava melhorar meus reflexos se quisesse sobreviver como meio-sangue, pelo menos foi isso que me disseram, então eu fui treinar agilidade e reflexos, vestida especialmente para isso.

Eu achei a área de treino com um pouco de dificuldade. Era dia, mais ou menos nove da manhã, e o céu estava sem nuvens. Não gostei. Meus óculos caros não eram tão escuros quanto eu gostava. Eu comecei a me alongar e olhei ao meu redor, os olhos semicerrados.

Era um lugar amplo com pistas no qual alguns campistas já estavam treinando. Uma das pistas tinha barreiras e alvos que surgiam do nada, o que com certeza seria um problema para mim. Outra pista ainda mudava de solo.

E ainda tinham alguns meio-sangues que corriam de monstros como cães infernais. Bem, isso não era para mim. Quando ia dar a volta, senti a mão de alguém no meu ombro direito. Olhei para cima e sorri amarelo.

Era meu diretor de atividades, Quíron. Ele sempre me assustava por ser um centauro, mas eu já estava começando a me acostumar. Nem gritei dessa vez.

- Ellen, é bom ver que está se esforçando. - ele me sorriu.

- Ahn, sobre isso... - eu falei.

Mas ele não me deixou terminar.

- Venha, a próxima rodada de corrida na pista número um já vai começar. - então me empurrou.

Ele me deixou na linha de largada, do lado de campistas que se aqueciam, da pista que tinha obstáculos do mal e saiu. "Bem, quando ele estiver longe, eu fujo" pensei. Porém, uma corneta soou, os campistas começaram a correr, me deixando sozinha na linha de largada.

Bem, eu provavelmente teria desistido, mas Quíron virou para mim bem na hora em que eu ponderava sobre isso. Eu não podia decepcioná-lo. Suspirei e então comecei a correr.

Eu simplesmente não fui feita para correr. Meus pés não pareciam firmes mesmo na pista lisa e eu ofegava cada vez mais. E, como se não bastasse eu estar nada firme e ofegante, um obstáculo surgiu do nada, uma barra na altura da metade da minha panturrilha.

Eu tentei pular, mas acabei caindo de bruços. Minha sorte foi que eu virei o rosto. Bem, pelo menos em quedas eu tinha prática. Levantei bufando. Minhas pernas provavelmente deviam estar muito raladas, mas eu não tinha tempo para pensar.

Com dor, cansada e ofegante, continuei a correr. Eu comecei de leve, então decidi realmente me concentrar. Outro obstáculo surgiu, dessa vez uma barra da altura da minha coxa. Eu pulei com todo meu empenho, mesmo assim me esborrachei na descida.

Trinquei os dentes, certa de que agora minha perna devia estar bem mais ralada e provavelmente com pequenos sangramentos. Respirei fundo, levantei e então continuei. Eu sabia que não ia aguentar muito tempo, mas não ia desistir.

Aumentei a força nas minhas pernas como pude, rezando a todos os deuses que eu conheciao nome para que não caísse e me esborrachasse gravemente. Do nada, outro obstáculo apareceu, dessa vez da altura do meu joelho.

Eu dei uma parada rápida e então um pulo, dobrando os joelhos ao aterrissar. Bem, não doeu tanto, mas eu ainda assim oscilei. Respirei fundo mais uma vez e então voltei a correr. Me senti a pessoa mais realizada do mundo quando vi a linha de chegada...

E então caí novamente, dessa vez arranhando o outro lado da cara e quebrando meu óculos de mais de mil dólares. Gemi, certa que dessa vez não levantaria tão cedo, até que vi onde estava deitada. A LINHA! Eu caí bem em cima da linha de chegada! Bem, não era o maior feito do mundo, mas pelo menos eu completara a pista.

- Corridas... É... - falei entre um ofego e outro - Meu... Treino... Menos... Predileto.

- Imaginei que fosse. - disse Quíron.

Eu levantei o olhar e suspirei.

- Desculpe por te decepcionar, Quíron. - disse tristemente.

- Você tentou, mesmo com todo o cansaço e todos os tombos. Continuou tentando. É tudo o que eu lhe peço. - ele me sorriu - Vamos lavar esses ferimentos.

Eu respirei fundo e me levantei de pouco a pouco. Me apoiando em Quíron, fui lavar meus ferimentos. Mas é sério, cara, corrida só daqui a um bom tempo!



CLOTHES: AQUI TAGGED: Quíron NOTES: 9-10AM



Made By: Lollipop @ Sugaravatars



★Atualizado★
55XP



Ellen H. Dellatorre






tks, Cind @ sa

Ellen H. Dellatorre
Filhos de Nix
Filhos de Nix

Mensagens : 33
Pontos : 33
Data de inscrição : 28/11/2012
Idade : 20
Localização : Em qualquer lugar com boa comida e de preferência pouca luz.

Ficha do personagem
HP:
110/110  (110/110)
MP:
110/110  (110/110)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://amo-ser-imperfeita.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Khristie T. Schmidt em Seg Dez 17, 2012 11:21 am



Maybe you're my love

Quero encontrar você agora, que é tão gentil



Depois de ter tido um treino com chicotes beirando o desastre completo, havia chegado a conclusão que eu precisava melhorar minha habilidade corporal como um todo. Eu havia me dado conta de que meus movimentos eram lentos, que me faltava um pouco de coordenação e que, acima de tudo, os meus reflexos eram deploráveis para uma semideusa. Eu ainda sentia alguns pontos de meu corpo doendo de leve devido ao treinamento do dia anterior. Eu estava com uma camisa de manga comprida branca que eu havia dobrado a manga até os cotovelos, um short jeans e tênis de coloração laranja. Novamente, meu cabelo estava preso em um coque firme para não me atrapalhar no treino. Meu destino atual? Arena, sessão de Reflexos e Agilidade.
Quando cheguei ao meu destino, me surpreendi um pouco com a quantidade de campistas ali presentes. Podia não ser algo comparado a parte para espada e escudo, mas era bem mais cheio do que a área destinada aos Chicotes e Correntes. Respirei fundo e afastei um pouco o panico causado pela minha indisposição a socialização. Passei a mão nos fios soltos de minha franja e coloquei-os atrás da orelha. Me aproximei de uma garota que parecia ser a responsável pelos treinos dali com suavidade. Não queria assusta-la e, bem, alguém nas mesmas condições que eu não era bem dizer uma pessoa que deixava pessoas tranquilas quando se aproximava destas. O olhar da garota se fixou em mim por alguns instantes e depois ela abaixou o olhar para minhas mãos.
Boa tarde. Hm, gostaria da pista dos cem metros. ─ Minha voz soou séria demais para a situação. Talvez eu tivesse deixado a garota um pouco assustada, pois ela apenas confirmou com a cabeça e foi mexer em um painel para ativar a pista para treinos.
Enquanto ela mexia no tal painel, eu fui até o começo da pista e fiquei ali parada esperando sinal para começar. Me perguntava silenciosamente se ela sabia o que estava a fazer naquele momento. E finalmente ela deu o sinal para que eu começasse. Me inclinei para frente, flexionei os joelhos e prendi um pouco de ar nos pulmões e então iniciei a corrida. Inicialmente parecia fácil, só precisava não tropeçar em mim mesma enquanto corria.
E então começou os problemas para a minha pessoa. O chão da pista estava começando a ficar escorregadio e estava realmente difícil manter o equilíbrio ali. Cai umas duas vezes por causa disso e já esperava as marcas roxas que surgiram onde eu bati. Nas duas vezes, me levantei com dificuldade e continuei com um pouco mais de atenção para não cair novamente no chão. Uma gota de suor correu minha testa devo a concentração e também o cansaço. Podia sentir meu corpo ficando quente de algum modo. Começaram os obstáculos físicos ao mesmo tempo que o chão ficou menos escorregadio. Realmente era problemático desviar de cones, pedras, galhos e outras coisas enquanto se corria em um chão levemente escorregadio. Por muitas vezes eu tinha que reduzir a velocidade e rezar para não perder o equilíbrio enquanto o fazia.
E então começaram os obstáculos "aéreos" junto com os a nível térreo. Coisas começavam a subir penduradas na altura de minha cabeça junto com pêndulos para tentar me jogar para fora da pista. Os pêndulos eram fáceis de se evitar, pois eu podia usar o chão para escorrer por baixo deles quando eles não estavam passando muito rentes a esse. Os demais itens que surgiam a altura da minha cabeça eu poderia me abaixar ou esquivar, quando eu conseguia ver eles surgindo é claro.
Apesar de todo o cuidado que eu havia tido durante o treino, havia conseguido mais marcas roxas do que outras coisas. A vida de um semideus não é nem um pouco fácil...

Poderes e Habilidades:
Elegância. Os filhos de Érebo possuem uma extrema elegância, sendo dificílimo abalá-los emocionalmente ou fazê-los perder sua postura, cabeça sempre erguida, coluna ereta e olhos intimidadores geram o respeito alheio.



Coded by: IG & SA


(Feedback do Post, pontos de 0 à 20)
*Escrita correta: 17
*Criatividade do texto: 15
*Nível de Combate: 18
*Nível de Agilidade: 15
Total de Exp: 65
avatar
Khristie T. Schmidt
Filhos de Érebo
Filhos de Érebo

Mensagens : 70
Pontos : 70
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
HP:
120/120  (120/120)
MP:
120/120  (120/120)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Khristie T. Schmidt em Qua Dez 19, 2012 8:05 am



Maybe you're my love

Quero encontrar você agora, que é tão gentil



Desta vez eu estava mais preparada para o treino de Agilidade que antes. Havia providenciado com minha mãe sapatos mais adequados para corrida só por precaução mesmo. Trajava uma camiseta branca, shorts jeans e mantinha meu cabelo sempre preso. Toquei minha face com a ponta dos dedos e sorri. Nunca havia me sentindo tão bem comigo mesma quanto me sentia agora. Eu mesma podia decidir a que horas iria fazer minhas atividades, como eu ia fazer e quais, sem ninguém me cobrando nada ou exigindo coisas de mim. Eu havia alcançado algum tipo de liberdade de escolha ali naquele lugar que somente algumas pessoas sabiam de sua existência habitavam em uma quase harmonia.
Eu caminhava com as mãos nos bolsos da calça rumo a Arena para fazer meu treino matinal. A brisa fresca corria pelo Acampamento trazendo vários cheiros as narinas daqueles que caminhavam por ali. Folhas, comida, fuligem, terra, flores... Todos os aromas misturados e que pareciam tão acolhedores para aqueles que ali residiam. Nós estávamos em um lugar único, onde podíamos aproveitar coisas que os outros sequer saberiam ser possível. O sorriso em minha face parecia bem mais verdadeiro agora. Eu estava aprendendo a gostar daquele lugar, aprendendo a gostar de cada pessoa que ali habitava, aprendendo a respeitar cada um dos residentes daquele universo particular reservados para aqueles que viam através da névoa.
E, enfim, lá estava eu dentro da Arena. Eu já conseguia reconhecer mais rostos agora e até me permitia cumprimentar alguns deles. Aproximei-me do responsável por aquele lugar - a mesma garota de outro dia. Dei um sorriso e apontei para a pista dos cem metros, pois não estava preparada ainda para me aventurar na próxima pista, não quando eu ainda não dominava por completo meus reflexos e a minha velocidade corporal deixava a desejar ainda. A morena sacudiu a cabeça e eu me coloquei a posta no inicio da pista, pronta para começar assim que ela desse o sinal. Este veio dentro de poucos segundos e comecei a correr no embalo.
Meus pés moviam-se quase por instinto naquela pista já, meus olhos procuravam alvos em cima, abaixo e dos lados para me dar um tempo de reação melhor. O piso liso e escorregadio não me surpreendeu como na outra vez. Não me permitiria cair no chão por falta de conhecimento de tal campo e, agora que conhecia um pouco melhor os meus poderes, aquela pista parecia menos complicada até mesmo para uma novata como eu.
Quando o primeiro obstaculo físico apareceu, usei meu controle ainda precário da gravidade para deixar minhas coisas (vestes, tênis, etc) mais leves para mim poder saltar com mais facilidade e quando fui cair, deixei as coisas mais pesadas para não sair deslizando por ai por estar mais leve e me dava mais firmeza na hora de voltar a correr.
Agora que eu havia me dado conta de que aquilo funcionava de fato, estava me sentindo até um pouco melhor. A manipulação gravitacional simulava uma pequena habilidade de voo quando eu pulava, pois a leveza dos equipamentos na hora em que eu fazia o pulo me fazia ficar mais tempo no ar do que o de costume para as pessoas com porte físico dito como normal. Mas, é claro, minha gravidade não poderia resolver todo e qualquer problema para mim.
Enquanto corria, ainda era preciso me ocupar em desviar de obstáculos que viam do alto ou que surgiam de repente demais para meu corpo não tão habituado pudesse reagir de forma de veras eficiente, contra esses eu precisava utilizar-me da gravidade para fazer curvas um pouco mais elaboradas ou simplesmente me deixava cair no chão e escorregava por debaixo destes, me erguendo e voltando a correr o mais rapidamente possível. Quando me dei por mim, já havia concluído os cem metros rasos. Sorri para a garota e acenei me despedindo, esbaforida. Quando sai da Arena, me encostei em uma parede alheia e fiquei ali por um tempo para me repor antes de me dirigir ao chalé de Érebos.

Poderes e Habilidades:
Elegância. Os filhos de Érebo possuem uma extrema elegância, sendo dificílimo abalá-los emocionalmente ou fazê-los perder sua postura, cabeça sempre erguida, coluna ereta e olhos intimidadores geram o respeito alheio. {Poder de natureza passiva, Filhos de Érebos}
Gravitocinese Inicial. Neste nível os filhos de Érebo possuem um controle básico sobre os campos gravitacionais, pode assim alterar o peso dos corpos, tornando-os mais pesados ou mais leves através da redução ou do aumento da intensidade do campo gravitacional, pode tornar seu oponente mais pesado ou a arma que ele carrega, assim como tornar-se mais leve e seus equipamentos também. {Poder de natureza ativa, Filhos de Érebos}


Coded by: IG & SA


(Feedback do Post, pontos de 0 à 20)
*Escrita correta: 19
*Criatividade do texto: 15
*Nível de Combate: 15
*Nível de Agilidade: 20
Total de Exp: 69


Khristie T. Schmidt

Filha de Érebos ♦️ Tenente dos Devotos de Hera

credits @
avatar
Khristie T. Schmidt
Filhos de Érebo
Filhos de Érebo

Mensagens : 70
Pontos : 70
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 23

Ficha do personagem
HP:
120/120  (120/120)
MP:
120/120  (120/120)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Thomas Friedrich em Sab Dez 22, 2012 10:31 am


Treinando a Agilidade.

Esse é aquele momento em que você não deveria ter saído da cama, mas como estava sem nada pra fazer...



O dia estava um tanto estranho, não estava soleado e nem chuvoso, era nublado, se podemos dizer assim, olhar pela janela do chalé de número 5 era bem entediante, ao escutar todos treinando do lado de fora e apenas você, sim só você, o preguiçoso deitado em sua cama.

- HÁ! - falou para sí mesmo, mas em voz alta, talvez não fosse a sua intenção. - Vou tentar fazer alguma coisa...

Ele colocou ambos anéis em suas mãos ainda não sabendo o que iria fazer, ele apenas se levantou e saíu do chalé calado... Andou por alguns minutos até se deparar com uma pista de corrida e foi logo ver do que se tratava.
Um treino de agilidade e reflexos? interessante, pensou ele se posicionando no ínicio da prova.

Ao começar não viu dificildade, uma pista comúm, apenas com algumas barreiras, o que complicava mesmo eram as sequências de três ou mais barreiras, mesmo não as pulava diretamente, ele na mesma velociadade colocava os pés sobre as mesmas e pula de uma á outra, como ele era um tanto grande pular seguidamente era complicado. Ao desenrolar da corrida, já perto da segunda volta ele sente o chão mais escorregdiu, sim estava úmido e outros obstáculos começavam a aparecer, como flechas jogadas em minha direção, eu não usaria o escudo e muito menos a espada nessa prova, então apenas pulei e me esquivei das flechas pegando uma delas com a mão e jogando contra uma árvore que tambem se punha em minha frente, apenas um enfeite, pensei e comecei a rir durante a prova.

Aparentemente estava fácil até que ocorreu de um tropeço, mas por pouco não a queda, agora era a vez do terreno rochoso, mais perigoso, mas tinha que suportar e pular sobre as enormes pedras e também desviar de outros campistas que estavam correndo por ali, cães infernais? pensei que aquilo não aparecia ali, então ignorei e segui o meu percurso, correndo constatemente e saltando as pedras grandes, desviando tambem de flechas ocorreu agora de uma poça, de lama, mas era uma poça, tentei ao máximo seguir pelos lados mais altos das rochas na lama, mas uma escorregada foi fátal e me fez ter que colocar as mãos no chão, detestava falhar, mas fazia parte, resmunguei e segui a prova indo mais além, já ao avistar a linha de chegada, pareci mais calmo, o que eu não deveria, enfim os cães infernais, eram três, muito dificieis de se vencer, ainda mais sem as armas, mas uma ideia lhe surgiu. Ele acelerou e com a ajuda em uma rocha um pouco maior pulou na cabeça de um deles e assim fez com os três os deixando para trás e enfim terminando a prova, muito cansado.

- Nossa, isso foi muito estimulante para minha preguiça, talvez agora eu volte a deitar novamente. - saiu do local rindo igual um idiota.



Atualizado
50 pontos de experiência.


Thomas Friedrich
I'm a son of Ares. The Lord of War.
avatar
Thomas Friedrich
Filhos de Ares
Filhos de Ares

Mensagens : 70
Pontos : 70
Data de inscrição : 25/01/2012
Localização : Se você ver bem dentro de você, bem la dentro mesmo... você verá! Que eu não estou lá .-.' Então só pode ser outro lugar.

Ficha do personagem
HP:
130/130  (130/130)
MP:
130/130  (130/130)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Margaret H. Snicket em Ter Jan 01, 2013 6:51 pm

Corre-corre!


Sabe aqueles dias em que você não deveria ter saído da cama? Pois é, hoje foi um desses dias para mim. Pesadelos e sensações estranhas e foi assim quase que o dia todo. Mesmo assim eu tinha que ser cabeça dura não é? Pois bem, depois que tirei um cochilo depois do almoço resolvi que deveria começar meus treinamentos. Segui rumo à arena ainda não sabendo o que fazer exatamente, sabia que havia diversas opções de treinos.

Eu estava ali há pouco tempo, ainda não conhecia as pessoas e nem todos os lugares, porém sabia onde ficava a arena. Não demorou muito para chegar ao local. Aquela era a primeira vez que eu adentrava naquele ambiente, bastante amplo e com diversas áreas. Analisei o ambiente pensando o que eu iria treinar. Como já tinha o habito de correr, resolvi que ir até a pista de corrida, cujos relevos eram irregulares.


“ É hora de voltar a treinar meu corpo. Preciso manter a forma e o rigor físico, agora mais do que nunca. ”

Sorri quando cheguei à pista, sempre gostei de praticar atividades físicas, principalmente de correr. Posicionei-me no início da pista, colocando os pés nos devidos lugares, coloquei as mãos no chão e inclinei o corpo, me preparei como se estivesse em uma competição de atletismo. Meus olhos fitaram a pista, abri um sorriso e, depois que contei, mentalmente, até dez dei a largada.

Meus pés se colidiam com o chão gerando um impacto não muito forte, pois eu corria em uma velocidade razoável, nada muito rápido. Eu corria em uma área da pista feita de cimento, onde já estava mais acostumada a correr. Aos poucos fui aumentando a velocidade, inicialmente as batidas do meu coração começaram a se acelerar e a respiração ficava cada vez mais ofegante. Depois de alguns metros, comecei a correr em uma área feita de saibro, nessa ficava mais difícil eu manter a mesma velocidade.

A cada cem metros a pista mudava de terreno, era difícil manter uma velocidade, um ritmo e o equilíbrio. Quase cai algumas vezes, porém eu sempre colocava as mãos no chão para impedir minha queda e prováveis machucados e marcas rochas. Aos poucos o cansaço ia tomando conta do meu corpo, gotas de suor escorriam pelo meu rosto e começavam a tomar conta da minha blusa.

Depois de percorrer mais ou menos quinhentos metros em cinco terrenos diferentes, comecei a correr na areia. Nesse momento o cansaço ficou mais eminente, os músculos começaram a realizar mais esforços para conseguir manter a velocidade, porém isso não fora possível. Minha velocidade diminuiu significativamente, demorei muito mais naquele terreno do que nos outros, o que não era algo bom. Meus pés estavam doendo, o impacto do solo resultava em fortes dores nas pernas, porém eu sabia que tinha que resistir, pelo menos até terminar a pista.

Quando saí da pista de areia, cheguei em uma de cimento com algumas poças d’água. Faltava pouco, muito pouco, apenas mais cem metros. Com meus tênis cobertos por areia, tentei voltar à mesma velocidade que eu estava antes de começar a correr na areia, porém não fora uma boa ideia. Derrapei em três poças seguidas, até que na quarta eu acabei caindo, meu rosto quase se colidiu com o chão, minhas mãos já estavam com alguns arranhões e meus músculos não queriam mais me obedecer, mas eu tinha que terminar a corrida.

Levantei-me com toda a determinação que me restava e, puxando todo o ar possível e repetindo mentalmente palavras de incentivo, voltei a correr e, em pouco tempo passei pela linha de chegada. Instantaneamente meu corpo caiu no chão, minha respiração estava mais ofegante do que nunca, não conseguia puxar ar direito, meu coração estava acelerado, meu corpo pedia descanso.


“ É, de fato eu consegui. Preciso treinar mais frequentemente, meu corpo está ficando desacostumado com a prática de atividades físicas. ”

Sorri e me levantei, peguei uma toalha, sequei meu rosto, peguei uma garrafa d’água e tomei a mesma por completo, estava precisada daquilo. Sentei no chão e esperei por alguns segundos, até a respiração voltar ao normal, em seguida voltei para o chalé de Selene, precisava tomar um banho e descansar.

CODED BY: IG de SA

(Feedback do Post, pontos de 0 à 20)
*Escrita correta: 16
*Criatividade do texto: 15
*Nível de Combate: 14
*Nível de Agilidade: 16
Total de Exp: 51
avatar
Margaret H. Snicket
Filhos de Selene
Filhos de Selene

Mensagens : 8
Pontos : 8
Data de inscrição : 31/12/2012
Idade : 22
Localização : Aonde menos se espera.

Ficha do personagem
HP:
80/120  (80/120)
MP:
80/120  (80/120)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Dimitry Cordeiro em Qua Jan 02, 2013 9:55 am

Quem poderia imaginar que seria tão divertido uma fuga desesperada da morte certa? Depois de tudo o que eu enfrentara até ali, eu imaginava que nada de pior pudesse me acontecer. Isso até me mostrarem o treino de agilidade. Um campista veterano me levou para conhecer a pista de corrida e me perguntou se eu estava afim de treinar um pouco e que não seria nada demais, apenas uma corridinha básica. Acho que ele deveria revisar o conceito de básico dele, porque assim que eu entrei na pista levei um tombo por ter escorregado em um pouco de limo. Ele me explicou que seria excenssial para a sobrevivência me adaptar aos diversos tipos de terreno e aprender a correr não importasse a condição do ambiente, porque o campo de batalha deveria trabalhar a meu favor. Eu não entendi como aquilo tudo serviria de treinamento para mim, pelo menos não até ele sorrateiramente libertar três cães negros enormes, que eu logo supus que fossem cães infernais. Eu estava completamente desarmado, então aquele seria o meu momento pernas-pra-que-te-quero, e o pior deles. Eu antes de ver os cães achei que seria impossível correr naquele tipo de terreno, mas os animais foram a inspiração perfeita para despertar o atleta dentro de mim. Eu corri como um louco, saltando troncos caídos, rochas (nas quais tropecei algumas vezes). Mas nada foi tão ruim quanto o meu desespero no terreno íngreme, eu pensei que eles me alcançariam muito em breve no rítmo em que eu estava. Eu precisei de um golpe de sorte para não escorregar e me estatelar no fim do barranco. Mas no fim tudo deu certo e eu consegui alcançar o fim da pista, enquanto os outros campistas jogavam pedaços de comida canina para prender os cães infernais de volta.

★Atualizado★
30XP

Um treino simples e compacto. Eu achei divertido, teve um "quê" de comédia que me entreteu bastante. Porem, há alguns errinho de português, falta de ritmo de texto e, a sua corrida contra os três cães poderia ser um tanto mais elaborada, você não acha? Boa sorte da próxima vez.
avatar
Dimitry Cordeiro
Filhos de Hefesto
Filhos de Hefesto

Mensagens : 4
Pontos : 4
Data de inscrição : 22/12/2012

Ficha do personagem
HP:
110/110  (110/110)
MP:
110/110  (110/110)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Agilidade/Reflexos

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum