Treino de Caça

Ir em baixo

Treino de Caça

Mensagem  Hades em Dom Jul 22, 2012 5:42 pm


Treino para Mascotes

A área de caça do acampamento, reservada à mascotes, abrangia desde o rastreamento ao abatimento do animal. Pouco sofisticado, aquele local não detinha de equipamentos avançados, mas sim de espaço e instalações suficientes para que o campista pudesse aprimorar o faro e força de seu fiel parceiro.

Jaulas com diversas espécies de animais, como lebres e tatus, eram colocadas naquele local, onde o mascote do semideus farejava-os com o intuito de procurá-los na floresta depois. Ensinamentos volvidos para bestas mitológicas eram inseridas na cabeça do animal, enquanto esse era doutrinado à caçar suas presas naturais. Equipamentos como protetor de braço, bonecos em forma de monstros eram colocados para o treinamentos; porém, era fato que não eram os equipamentos que faziam com que o treino fosse efetivo, mas o tempo e o afeto do animal e do semideus, uma cumplicidade entre ambos. Quando o mascote estivesse pronto, a floresta o aguardava para um desafio.




  • São permitidos 1 treino por dia em cada área;
  • Cada treino dá recompensa de 15 EXP para o mascote;
  • A cada dois treinos em qualquer área, conta-se um de obediência do mascote;
  • Mínimo de 7 linhas por post.



Todos os caminhos levam a morte.

avatar
Hades
Deuses
Deuses

Mensagens : 193
Pontos : 273
Data de inscrição : 08/01/2012
Localização : Mundo Inferior

Ficha do personagem
HP:
99999999/99999999  (99999999/99999999)
MP:
99999999/99999999  (99999999/99999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Caça

Mensagem  Albafica Triantaphylos em Seg Jul 23, 2012 1:39 pm

♣ Doton, nascido para caçar, Só que não ♣

Fui até o jardim do meu chalé, e acordei meu dragão com cuidado. Não gosto de colocá-lo junto com os outros mascotes do acampamento, vai que acontece algum acidente? Sei lá, Doton pode ser um pouco serelepe e morder alguma coisa por brincadeira. O bafinho dele não estava muito agradável, mas mesmo assim eu adoro sentir seu hálito podre de manhã. Sorrio pra ele e o entrego um rato que encontrei morto numa ratoeira. Após ele engolir o animal, o chamo para que me siga, pois hoje é dia de treinamento.

Caminhei até a área de caça, pois hoje é dia de aguçar os sentidos do meu mascote. Escolhi uma presa dentre as opções e a soltei na área de busca. Segurei meu dragão, para dar tempo da lebre fugir e se esconder. Contei até dez e soltei meu animal, encorajando-o a perseguir a lebre. Ele bufou, cerrou os olhos e abriu bem as narinas. Quando o soltei, ele voou por entre os obstáculos, como se já soubesse por onde ir. Fiquei pasmo. O coelho saltou de um arbusto e Doton estava logo atrás com a boca abertona pra agarrar o mamífero.

Enfim, resumindo: meu dragãozinho bateu a caro no solo, e a lebre escapou. Parece que meu pet ainda precisa de umas aulinhas com cachorros e animais com um faro melhor, ou mesmo melhorar sua precisão na hora de capturar a presa. Andei até meu mascote e acariciei sua barriga, dizendo-lhe palavras de encorajamento. Lhe dei um biscoito canino que havia em meu bolso e o levei de volta para nosso chalé.

Atualizado
10 pontos de experiência.



Albafica

Nature's Child ❀ Olympic Games Winner ❀ The Healer


Thanks NM @ Wonderland Editions


avatar
Albafica Triantaphylos
Filhos de Deméter
Filhos de Deméter

Mensagens : 1884
Pontos : 1883
Data de inscrição : 07/01/2012
Idade : 24

Ficha do personagem
HP:
260/260  (260/260)
MP:
250/260  (250/260)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Caça

Mensagem  Frida Forestiere em Qui Set 20, 2012 9:13 pm

Era mais um dia chuvoso no acampamento, minha preguiça estava estampada no rosto. Estava passando um tempo com meu Romeu. Sempre fui fascinada por tigre, aqui ele era o mais importante para mim. Depois de brincarmos um pouco, muitos carinhos, senti que precisava leva-lo para treinar. Passei minha mão sobre seu rosto e sussurrei em seu ouvido.

- Hoje vou te levar para treinar!-beijei seu focinho.

Era incrível como eu sentia que o amor que tinha por ele era bem recíproco. Coloquei minha mão sobre seu pescoço e o guiei até a área de treino. Estava na dúvida o que treinar, mas pensei bem e caçar era ideal, ele precisava aprender logo. Entramos na área de treino de caça, havia um recinto com os animais que eram usados para o treino. Não sabia qual escolher. A lebre seria muito fácil, acho. Decidi pegar um tatu. Romeu olhou para mim como se soubesse o que tinha que fazer, olhei atentamente para ele que aguardou o meu sinal. Peguei o outro animal e soltei. Esperei uma certa distância, fui até o lindo tigre branco e disse.


-Tente pegá-lo!-dei um tapinha em sua lombar.

O tigre saiu disparado, farejando todo lugar por onde o tatu havia passado. Suas orelhas estavam atentas ao sons, então me afastei e fiquei em silêncio apenas observando sua astúcia. Chegou um momento em que o animal não tinha mais para onde ir. Romeu revirava o lugar, mas o tatu era bem esperto, como todo animal que sente que tem uma presa por perto. Por um tempo pensei que iria demorar mais que o esperado, foi num piscar de olhos que o tigre brancos dos olhos âmbar cercou o pobre animal. Olhei com esperanças, mas o tatu não é um simples mamífero. Ele atacou Romeu, como defesa e correu feito um doido.

Dava para perceber o rosto de meu pet um pouco machucado, mas nem por isso ele desistiu. Foi atrás do bicho, tentou várias vezes, o máximo que conseguiu foi dar uma patada, nada além disso. Chamei ele para perto e fiz uma carícia. Apesar de ser seu primeiro treino ele havia ido bem, entendeu o que era para ser feito. Fui até o canto e passei um pouco de água em seu rosto e de tanto que correu acabou bebendo um pouco em minha mão. Ficamos um tempo parados, com certeza ele precisa de muito mais treino.


- Parabéns garoto, na próxima você consegue!-disse abraçando-o.

Assim que descansou bastante voltamos para o chalé e dei-lhe um banho merecido.


Atualizado
15 pontos de experiência.



Frida Forestiere
Desejo a todas inimigas vida longa

thank you, thay.
avatar
Frida Forestiere
Filhos de Deméter
Filhos de Deméter

Mensagens : 414
Pontos : 413
Data de inscrição : 13/01/2012
Idade : 25

Ficha do personagem
HP:
140/140  (140/140)
MP:
140/140  (140/140)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Caça

Mensagem  Etón Clesse em Sex Dez 20, 2013 11:47 am

My Precious ❝ lari ❞
J
á era de manhã quando acordei, ainda meio-sonolento me levantei e fui até o banheiro para lavar o rosto e também para me trocar. Coloquei uma bermuda preta e uma regata vinho que tinha como detalhe uma estampa de um cálice. Rapidamente voltei para meu dormitório e então arrumei meu beliche. Foi ai dei a falta de meu mais novo companheiro que encontrei na noite anterior, Fantasma. Ele não se encontrava em lugar algum, fui caminhando lentamente até as escadas e desci para o salão principal e logo após até o alçapão, quando cheguei lá havia dois irmãos meus "brincando" com o lobo gigante. Eles seguravam um pedaço de bife cru na mão e levantavam o maximo que conseguiam para que o lobo tentasse pega-los. Uma brincadeira nada agradavel para o dono e muito menos para o lobo. Me aproximei com cuidado por trás de um dos garotos e roubei o bife de sua mão e fui me retirando do local;
- Esse é o primeiro aviso, se fizerem isso novamente o que o Fantasma vai comer não vai ser um bife, e sim suas mãos. - falei com um ar tenebroso na voz.
Joguei o pedaço de carne para o lobo que me seguia e então o mesmo o abocanhou no ar com uma simples mordida, e o engoliu, lambeu toda a extensão de sua boca e mostrou os dentes. Me retirei do chalé e fui caminhando juntamente de Fantasma até a Arena, onde poderia treinar com meu animal.
Após dezenas de minutos nós chegamos lá. Um local com algumas gaiolas, arbustos, e uma "floresta" artificial se encontravam lá. Caminhei perto das jaulas com  a mão no pescoço de meu lobo;
- Quer um veado?. - O lobo não fez sinal algum.
Larguei o seu pescoço e abri a jaula para que a presa corresse. Ele correu desesperadamente pela arena e foi em direção aos arbustos e se escondeu na floresta. Fui ao lado de Fantasma e me ajoelhei para poder falar em seu ouvido; "Sua presa é essa, vá!." - dei duas palmadinhas em sua cabeça e então ele correu, rapidamente em direção ao local.
Os arbustos se mexiam para lá e para cá, como uma caça acontecendo de verdade, o lobo pulou em direção ao veado que estava correndo perto de uma arvore e então acabou batendo de cara na arvore, ele passou uma de suas patas no local da pequena ferida e logo correu novamente atrás dele. Gritei incentivos para meu mascote. Passaram-se 6 minutos depois disso e nada havia acontecido, nada de Fantasma pegar a presa. O veado saiu da floresta e voltou para o local onde estava anteriormente em sua gaiola. "Animais prendados esses, se não morrem voltam pra gaiola, justo.". Avancei em direção a floresta a procura de meu lobo e o encontrei deitado resfolegando na sombra de uma arvore. Me aproximei do lobão e me sentei ao seu lado, esperando que ele descansasse, para continuarmos com o treino em outra área.
Passaram-se minutos e então nos levantamos indo em direção ao local de treino de agilidade.
Etón Clesse
★Atualizado★



ETÓN CLESSE | SON OF DEIMOS | GRIM REAPER OF TÁNATO |LEADER; CHALÉ XIV | PUPIL OF ALBA | FANTASMA ♥️ / ©️ CG
avatar
Etón Clesse
Filhos de Deimos
Filhos de Deimos

Mensagens : 45
Pontos : 47
Data de inscrição : 12/09/2013
Idade : 21
Localização : Acampento Meio-Sangue

Ficha do personagem
HP:
140/150  (140/150)
MP:
140/150  (140/150)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Caça

Mensagem  Convidado em Dom Jan 05, 2014 3:53 pm




Treino de Caça!


Já estava bem melhor desde os últimos cinco dias que deveria ficar descansando, Albafica fez um ótimo trabalho e minha perna já estava bem melhor que antes, já estava até andando e já poderia treinar normalmente e fazer meus afazeres. Estava vestindo-me com uma bermuda fina que dava acima do joelho de cor vermelha com uma camisa regata branca e um tênis. Estava saindo quando olho Rafl ( meu Hipogrifo que acabei dando um nome para ele), brincando com algumas borboletas que estavam voando e ao me ver, ele largar elas e vem ao meu encontro esperando carinho e logo foi atendido, passando a mão em seu bico e depois em suas penas, começamos a andar pelo campus, indo diretamente para o treino, deveria treinar ele para ser um ótimo mascote, vendo que havia uma semideusa com um balde de carne passando por nos e pego com cuidado dando um sorriso  para ela e a mesma retribuiu. -Ralf, para ter um bom começo de dia. Dando a carne em seu bico onde soltou para cima e comeu por completo. Continuávamos a andar chegando ao treinamento para mascotes na arena, havia vários animais presos dentro de algumas jaulas. Fiquei analisando cada um vendo qual seria melhor para Ralf, acabei vendo uma lebre para ele, abrindo a jaula dando tempo para ela correr.

Ralf fareje a presa e traga-a aqui. Falava dando um pequena passada de mão em suas asas, fazendo-o correr e perseguir o animal entre árvores e por último a lebre acabou achando um buraco e meu mascote, começou a cavar com suas patas, mas sem querer a lebre acabou saindo dali rapidamente, pulando entre alguns galhos ao chão. Eu falava para dar segurança a ele, para não desistir e parecia estar dando certo e meu hipogrifo, corria rapidamente atrás da lebre e sem querer bateu em uma árvore, acabei colocando a mão na boca pensando o quanto aquilo havia doido. A lebre havia desaparecido do terreno, deveria estar escondida em algum canto, mas ele começou a cheirar o chão farejando o animal, passando entre buracos, gramas e nada, passou-se alguns minutos e ficava de olho para verificar e a lebre havia desaparecido de vista de verdade. Ralf acabou encontrando algo e não havia mais voltado, segui até onde ele estava e olho ele cavando um buraco e dentro dele a lebre estava. Aquilo me deixou animado, mas o buraco era fundo e demoraria muito para poder cavalo e em outra carreira ela foge se escondendo em algum lugar melhor, desaparecendo de vista. Ficamos mais de meia hora ali, Ralf não parava um minuto e já estava cansando.

-Ralf venha, na próxima nos conseguiremos. Dando um sorriso amigável a ele, indo para perto de uma torneira, limpando seu bico sujo de terra e ele acabou virando a cabeça bebendo um pouco de água. -Bem, deixarei descansar um pouco para podermos ir ao treino de agilidade. Passando a mão nele, que se deitou um pouco para descansar.


@thanks LG



† Atualizado †

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Caça

Mensagem  Paula Huber em Dom Jan 05, 2014 8:15 pm

Era um dia claro como quase sempre aqui no acampamento e decidi sair com Fígaro para treina, eu ainda não tinha ido treinar com ele, cheguei na porta do meu chalé onde ele estava dormindo tranquilo e o acordei calmamente, depois seguido da companhia de meu querido mascote fomos até a área de treinos de caça para ensiná-lo a caçar já que era mantido em cativeiro e eu imaginava que leão não caçava por causa disto.
Chegamos lá e para minha surpresa estava vazio, o que me deixo mais à vontade para me soltar com meu amigo.
Botei alguns bonecos de treino em sua frente para começar leve, não iria começar com animais na floresta, principalmente nesta floresta, que é muito perigosa. Deixei os bonecos na frente dele e falei:
-Vai lá Fí, acaba com ele.
Mas de nada adiantou, ele ficou parado me olhando. Então devia pensar em outras coisas. Fiz o mesmo barulho de uma cobra para o lembra das Dracaenaes então apontei para o boneco. E isso funcionou perfeitamente, ele pulou no boneco e o atacou ferozmente, mas não consegui atacar mais do que as pernas do boneco de treino.
-Muito bem garoto – Falei fazendo carinho em seu dorso – Que tal tentar ir mais alto agora?
Peguei outro boneco de treino e o coloquei na frente dele, Fiz o barulho de cobra e gritei:
-Fí, ataque!
E ele pulou e atacou o abdômen do boneco, comendo muita espuma.
-É disso que eu estava falando Fí – Falei dando um grande pedaço de carne para ele e retirando a mão rápido, ele cutucou com o focinho meu bolso da jaqueta que era onde tinha as carnes – Não Fí! Só vai ganhar se me obedecer.
Ele rosnou para mim e neste momento fiz uma cara veia para ele, com um pouquinho de meu poder de Deimos, fazendo ele parar de rosnar e se voltar para o boneco.
Peguei um boneco novamente e o coloquei de novo na frente dele. Fiz o barulho de cobra e ele partiu para o ataque, então gritei:
-Não Fí, quieto!
Mesmo assim ele o atacou, fiz uma cara feia para ele e não dei nenhum petisco. Deixei o mesmo boneco, fiz o barulho de cobra e depois gritei não, e ele parou e me olho, então entreguei pra ele a carne, depois disso o abracei forte e o convidei para ir para casa, botei o boneco no lugar e nós fomos embora.

† Atualizado †
avatar
Paula Huber
Filhos de Deimos
Filhos de Deimos

Mensagens : 16
Pontos : 16
Data de inscrição : 11/11/2013
Idade : 20
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha do personagem
HP:
120/120  (120/120)
MP:
120/120  (120/120)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Caça

Mensagem  Paula Huber em Seg Jan 06, 2014 3:03 pm

-E estamos de volta ao treino de caça Fígaro – Disse ao leão quando se aproximávamos da área de treinamento de caça para mascotes fazendo carinho na sua nuca, o que ele adorava. – Quer tentar ir na floresta hoje? – Fígaro parecia muito animado então acreditei que queria ir na floresta e era isso que faríamos.
Logo que chegamos a área de treinamento cheguei com Fígaro perto da jaula de um coelho ele avançou na jaula mas não consegui pegar o coelho, então cheirou a jaula e me olhou. Peguei a jaula e botei perto da floresta, com Fígaro me seguindo, ao chegar ao lado da floresta abri a jaula do coelho e fiz menção para ele sair da jaula e ir para floresta, e ele fez isso o coelhinho pulou e foi para a floresta, e Fígaro ficou em alerta, e entrou na floresta e eu o segui calmamente:
-Vamos lá Fí, calma você vai encontrar ele – Disse ao Fígaro enquanto ele farejava o chão.
Ficamos lá um bom tempo procurando, encontramos um pomba machucada, que Fí comeu sem nem morder praticamente e ossos de algum bicho bem grande, que Fígaro pegou para roer, o osso era semelhante a uma tíbia.
Depois de mais um bom tempo procurando decidimos desistir de procurar e voltar para o acampamento, o que também era um problema já que tínhamos nos aprofundado na floresta. E foi aí que Fígaro começou a correr em disparada, e eu o segui o máximo que pude, conforme fui correndo percebi a luz entre as árvores, estávamos se aproximando da saída da floresta, depois de alguns minutos correndo chegamos na saída da floresta e então fígaro parou.
-Chegamos, bom garoto que senso de direção que você tem – Disse fazendo carinho nele – Mas não foi dessa vez que pegamos aquele coelho.
avatar
Paula Huber
Filhos de Deimos
Filhos de Deimos

Mensagens : 16
Pontos : 16
Data de inscrição : 11/11/2013
Idade : 20
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha do personagem
HP:
120/120  (120/120)
MP:
120/120  (120/120)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Caça

Mensagem  Thomas J. Walker em Qui Jul 17, 2014 2:57 pm

- Hey garoto. Vamos treinar um pouco?

O sol terminava seu trabalho de iluminar aquele lado da Terra naquela tarde. O céu estava com as belas cores rosadas e alaranjadas que sempre apareciam, e que eu sempre gostava de observar. Eu estava frente ao meu chalé, olhando para o telhado e vendo Gold, o meu grande Alicanto, pousado ali, animadamente observando o sol se por. Ele olhou para mim, virando a cabeça levemente com a minha pergunta e rapidamente, bateu suas fortes asas, emitindo a luz que vinha de seu corpo mais forte e começando a voar.

Ele começou a girar ao redor do chalé enquanto eu apenas observava sua luz iluminar parte do acampamento que já estava ficando um pouco escuro. Eu sorri quando ele pousou a minha frente, deixando que eu montasse nele.

- Nada de transformar pessoas em ouro, ta legal? - Sorri, entregando a ele um pedaço do metal precioso que ele tanto gostava, que havia pegado naquela mina onde eu tinha achado o Alicanto e logo, ele bateu as asas, piando animadamente e voando rumo a Arena de Mascotes. - Quer fazer o que, primeiro? Treinamento de Caça, ou de Agilidade? - Perguntei, apontando para as duas arenas que haviam naquele lado do acampamento. O Alicanto olhou para as duas atento e logo, foi planando até a Arena de Caça. - Boa escolha. - É, ele estava com fome.

Saltei do corpo de meu mascote quando ele pousou no chão de terra e começou a me observar, caminhando pelas jaulas a procura do animal perfeito para treinar meu pássaro de ouro. Preferia algum animal que pudesse voar, para dar mais desafio a Gold, já que provavelmente seria difícil ele voar pela floresta com seu tamanho.

Logo, abri a jaula de um Gavião comum e vi ele bater as asas com velocidade, voando para o céu e começando a ganhar velocidade. Apontei o pássaro comum para Gold. - Pegue ele!

Observei ele assentir, piando e levantando vôo, começando uma perseguição atrás do Gavião (rimou \o/). Ambos os pássaros giravam ao redor da arena, um tentando fugir da gigante ave que o perseguia, o outro, tentando alcançar o pássaro com as garras, sempre falhando.

- Vai Gold, você consegue! - Eu gritei, incentivando meu mascote e observei ele ganhar velocidade em relação ao falcão, e ambos, sobrevoarem a floresta, provavelmente o pássaro estava querendo se refugiar nas árvores, mas para isso, ele teria de dar um jeito de fazer Gold não prestar atenção para onde estava indo. Foi então, que ele olhou para trás, verificando o lugar que o Alicanto estava.

E aquele foi o maior erro dele.

Gold estava trocando olhares com o gavião, algo que o pássaro menor não deveria fazer. Logo, sua cauda começou a se transformar, deixando uma das penas caírem e ser agarrada pelo bico de Gold, que logo, se alimentou do ouro que havia nela. Aos poucos, o Gavião começou a perder o movimento das asas, ficando completamente imóvel no ar e ganhando tonalidades amarelas. Ele havia se transformado em ouro.

Antes que meu Alicanto pudesse agarra-lo e começar a comer o metal precioso, a gravidade mostrou que existia. O corpo pesado do Gavião começou a cair, se perdendo entre as árvores da floresta. Gold começou a tentar entrar no lugar, querendo seu “prêmio”, mas percebendo que era grande demais, não conseguiu. Ele voltou para onde eu estava, parecendo abatido e assim que pousou a minha frente, puxei de meu bolso uma pepita de prata e joguei para ele, que rapidamente agarrou a pedra preciosa no bico e a engoliu inteira.

- Nós conseguimos na próxima, você foi ótimo. - Eu sorri, fazendo carinho na cabeça dele e novamente, montando em seu corpo. - Vamos pra casa.

E com aquela frase, o pássaro bateu suas fortes asas, brilhando com os últimos raios de sol e seguindo de volta para o chalé 7.

P.S - Hipnos:

Quem é o porcaria, agora?

★Atualizado★


Thomas Jones Walker
Son of Apollo • A Little Piece of Heaven  • Your Nightmare • Alba  


Thanks Thay Vengeance @ Cupcake Graphics
avatar
Thomas J. Walker
Filhos de Apolo
Filhos de Apolo

Mensagens : 13
Pontos : 19
Data de inscrição : 04/02/2014
Idade : 20

Ficha do personagem
HP:
120/120  (120/120)
MP:
110/120  (110/120)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Caça

Mensagem  Alek Wherlock em Dom Set 14, 2014 1:44 pm




Após o treino do arco, acabei lembrando algo. Deveria ir buscar meu cajado, passei correndo entre alguns campistas e fui em direção ao meu chalé o mais rápido possível e lá estava o arco em cima da cama, não sei como alguém não pegou, mas lembrei de que havia um feitiço de proteção em volta dele e somente eu poderia pegar. Dei um sorriso macabro, algumas vezes adorava ser meio demoníaco e minha coisa favorita era voar em meu dragão, era isso que faltava, treinar com ele. Deveria treinar mais e mais. Logo sai do chalé com o cajado nas mãos, assoviei alto e logo uma figura negra formava ao céu, alguns campistas ficavam deslumbrados até ver realmente o que era, e todos recuavam. Enquanto eu ia andando para chegar onde ele iria descer. Logo o dragão estava ao chão, balançando a cabeça, como se estivesse sorrindo, jogando fogo pra cima: - Calma garotão, tenho uma surpresa para nos dois, ou melhor, para você. – Falei sorrindo, andando ao seu lado, ele não era tão grande assim, mas já dava pra montar bacana. Mas não gostava muito assim, somente em aventuras mais perigosas.

Logo estávamos de volta ao treinamento para mascotes e de algum modo não havia muitos campistas ali. Apenas sorri, não gostava de ter muita companhia, havia jaulas com diversas espécies de animais e logo fui em direção a das lebres, pegando uma: -Phobiatos, seu único objetivo será pegar essa lebre, entendeu? – Falei sorrindo, balançando o animal pelo lado. O dragão pareceu entender e logo soltei o animal, fazendo-o correr entre alguns baldes espalhadas, Phobi ficou só olhando, esperando o momento certo. Até começar a correr atrás do animal, sem esperar meu comando, sorrir ao ver batendo nas arvores nas curvas para pegar a lebre, mas por fim, acabou ficando preso entre duas árvores. Quando eu ia me meter para tira-lo de lá, ele pareceu ficar enfurecido e começou a quebrar as arvores e correr atrás da lebre, voando por cima: - Phobi, isso é trapacear e não é permitido... Mas como já fez isso, esquerda. – Falei alto e claro para ele, fazendo-o ir para esquerda onde a lebre se escondendo dentro de uma grande raiz de uma arvore acabou ficando presa e de algum modo, o dragão arranhou toda a raiz, quebrando-a, voltando feliz com a boca segurando a lebre: -Isso garotão, isso. Vai ter recompensas. – Indo para perto de um balde, pegando um grande pedaço de carne, jogando-o ao ar e antes de cair o dragão queima a carne engolindo-a com tudo.








★Atualizado★
avatar
Alek Wherlock
Filhos de Hécate
Filhos de Hécate

Mensagens : 14
Pontos : 16
Data de inscrição : 04/11/2013

Ficha do personagem
HP:
200/200  (200/200)
MP:
200/200  (200/200)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treino de Caça

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum