Baile de Máscaras

Página 5 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Atena em Qui Dez 27, 2012 5:18 pm

Relembrando a primeira mensagem :

Baile de Máscaras

O baile fora marcado no chalé de Dionísio, o deus que propôs que fosse feito um baile de máscara em homenagem a todos os semideuses que prestavam, de forma direta ou indireta, algum trabalho ao olimpo. Os filhos do deus da festa organizavam apressadamente os últimos detalhes das mesas espalhadas pelo salão enquanto os convidados mais adiantados chegavam. O interior do chalé, que antes era minúsculo agora tinha se tornado um grande salão, que lembrava a Grécia antiga. Havia comida e bebida (principalmente Coca-Cola Diet) pra todo lado e alguns garçons (amigos de Dionísio, claro) perambulavam pelo salão oferecendo comida a todos.


No primeiro post todos devem descrever o chalé (agora, por culpa do organizador da festa - Dionísio - transformado em um grande salão). A melhor descrição ganhara um prêmio assim que o baile chegar ao fim.

Aviso do baile AQUI



Atena

Goddess of Wisdom and battle strategy
By C. Raymond
avatar
Atena
Deuses
Deuses

Mensagens : 59
Pontos : 106
Data de inscrição : 29/04/2012

Ficha do personagem
HP:
9999999/9999999  (9999999/9999999)
MP:
9999999/9999999  (9999999/9999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Anthony B. Malkovich em Dom Dez 30, 2012 8:58 pm

Quero dançar com alguém

Mudei o peso das pernas e beberiquei outro cole do vinho. Torci o nariz de novo. Amy colocou o dedo indicador no queixo e ficou pensativa. Meus olhos observaram em volta enquanto eu esperava.
- Digamos que até conheça, mas seria perfeita para você? Bem, há tantas garotas legais por aqui, mas tenho que conhecer-te melhor. Você teria que se apresentar pro pessoal...
Abaixei o rosto e mordi meu lábio inferior. Ótimo... Socializar... Odeio isso. Levantei a cabeça e respirei fundo. Amy parecia agitada, talvez fosse o álcool.
- Poderia achar alguém para dançar contigo... Quem sabe conhece alguém – Sorri cúmplice e larguei a taça com um dos garçons. Esfreguei as mãos.
- Gostei mais da segunda opção.
Thanks PurePoison from BG!


Anthony "Stark" Blanchar Malkovich

Morra como um herói, ou viva até se ver com seu pior vilão!

Anthony B. Malkovich
Filhos de Héracles
Filhos de Héracles

Mensagens : 33
Pontos : 35
Data de inscrição : 28/12/2012

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Vicktor R. Unlocker em Dom Dez 30, 2012 9:07 pm

Noah segurou o pingente no pescoço quando meu viu. Um sorriso lindo de ternura e devoção cresceu em seus lábios. Entrelacei meus dedos nos dele e rolei os olhos com o comentário dele. Meu bunny devia saber, mais do que ninguém, que eu amo dormir. Devia ser minha imaginação, mas eu sentia olhares atrevidos nas minhas costas, bem talvez não fosse minha imaginação. Noah pareceu estar com ciúmes quando me beijou. Mas que se dane, tratei de dar toda minha atenção para a língua dele que dançava com a minha. Encostei minha testa na dele e acaricie o braço dele que estava agarrado nos meus cabelos. Depositei um beijo demorado na testa dele e murmurei dançando lentamente. Meu coração estava acelerado.
- Eu estava criando algo na forja... demorei mais que o previsto e precisei ir dormir um pouco... – Mordi o lábio inferior e respirei fundo algumas vezes. Não, ainda não era hora pra falar aquilo.
Créditos: Ttemplate feito por Shinji do Oops! .Usando essa Mascara e vestido com esse TRAJE DIVOOOOOOOOOOOOOO


Vicktor R. Unlocker

Son Of Hefesto ♣ Raven Une ♣ Tiger In Fire ♣ I'm Fucking Alone


avatar
Vicktor R. Unlocker
Filhos de Hefesto
Filhos de Hefesto

Mensagens : 208
Pontos : 210
Data de inscrição : 01/10/2012

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Frida Forestiere em Dom Dez 30, 2012 10:03 pm



You're so sexy, tonight i am all yours girl


Antes que Meggie tirasse a taça de vinho de minha mão, tomei todo o conteúdo. Senti meu corpo mole, sei lá, uma coisa estranha, acho que estava um pouco bêbada. Logo me puxou para pista, a visão que tinha de minha garota era de tirar do sério. Ela rebolava mais que o normal, mordi meu lábio e dei um belo de um tapa e a abracei por trás. Fomos até o meio da pista e logo começamos a dançar, para ser mais exata, ela começou a dançar. Apenas observei. Essa filha de Afrodite conseguia me tirar do sério. Meu coração acelerava a cada movimento, ainda mais quando senti meu corpo colado no seu. Sorri e lhe dei um selinho, logo senti sua voz doce em meu ouvido.

- Hey Fridelicius... – senti um arrepio quando seus lábios tocaram meu ouvido.– Acho que você devia passar lá no meu quarto depois da festa... Só você. –sorri e mordisquei seu ombro.– A chave extra ta no lugar de sempre. - Completou. Fitei seus olhos e lhe beijei. Fui até seu ouvido e falei. - Irei passar, com toda certeza!- Beijei seu pescoço. Minhas mãos deslizavam em suas costas que o vestido deixava a mostra. Dei um tranco com meu corpo no seu e beijei o outro lado de seu pescoço, até seu ombro. Olhei seus lábios e seus olhos cor de oceano.- Você gosta de me provocar né?- Falei sorrindo.- Amo olhar seu corpo...Admirar o que é meu.- Beijei sua mão.



The Killjoy Never Die! @ CG!








Última edição por Frida Forestiere em Ter Jan 01, 2013 8:43 am, editado 3 vez(es)
avatar
Frida Forestiere
Filhos de Deméter
Filhos de Deméter

Mensagens : 414
Pontos : 413
Data de inscrição : 13/01/2012
Idade : 24

Ficha do personagem
HP:
140/140  (140/140)
MP:
140/140  (140/140)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Angelique Marshall Harmon em Dom Dez 30, 2012 10:11 pm

POST II

"O silêncio é um amigo que nunca trai."
-Confúcio
...

Aquele baile estava tornando-se cada vez menos interessante pra mim. Amigos e casais começavam a se juntar em pequenos grupos ou duplas para beber e dançar, enquanto eu, escondida em um canto, apenas permanecia concentrada em tentar adivinhar quantos goles de vinho teria que beber até deixar minha taça vazia. Três goles... não, quatro, talvez. Suspirei pesadamente e comecei a caminhar. Meus olhos miravam o vinho como se eu pudesse bebê-lo apenas observando, desviei de um campista e outro sem perder a foco no que estava fazendo, embora na terceira vez não tenha tido tanta sorte assim.

Antes mesmo que eu pudesse me desculpar pelo ocorrido, uma de minhas mãos já havia sido completamente tomada.

- Perdão Senhorita! - O rapaz curvou-se, antes de beijar minha mão. Entreabri os lábios para dizer que não havia sido nada, mas ele foi mais rápido em continuar se desculpando. - Estava sonolento e sem querer toquei em você, mil perdões, Lady! - “Tocar-me”? Ele estava bêbado? Semicerrei os olhos, confusa, e puxei minha mão de volta. - Sou Aberdeen, filho de Hipnos, pode me chamar de Aber, se quiser. – Sorriu simpático, e eu respondi apenas com um meio sorriso.

- Ér... Aberdeen... – Falei pausadamente, perguntando-me se havia dito seu nome da maneira correta – Não se preocupe, eu também estava distraída. Peço desculpas. – Segurei minha taça de vinho com as duas mãos e completei: - Ah, eu me chamo Angelique. Filha de Zeus e Vestal de Héstia. Pode me chamar Angel, ou Angie, tanto faz. – Dei uma pausa para olhar meu próprio estado de cima a baixo e checar se não havia derramado vinho no vestido. Para meu azar, ele estava intacto. Suspirei baixinho, antes de voltar minha atenção ao ruivo meio lunático. – Então, Aber, você disse que é filho de Hipnos e esbarrou em mim porque estava sonolento, certo? – Contive uma risada. – Acho que já era de se esperar. Você deveria ficar mais atento, pode acabar causando um acidente.“... Ou a falta de um”, completei em pensamento.

Se eu estava louca para encontrar uma desculpa para ir embora? Com certeza. Ambientes festivos nunca foram os meus preferidos. Olhei para minha taça, então esvaziei o resto de vinho em pequenos goles.



...





ANGELIQUE MARSHALL HARMON
Dentro da noite que me rodeia, Negra como um poço de lado a lado, Agradeço aos deuses que existem, por minha alma indomável.

Sob as garras cruéis das circunstâncias, eu não tremo e nem me desespero. Sob os duros golpes do acaso, Minha cabeça sangra, mas continua erguida.
avatar
Angelique Marshall Harmon
Filhos de Zeus
Filhos de Zeus

Mensagens : 61
Pontos : 57
Data de inscrição : 11/01/2012

Ficha do personagem
HP:
130/130  (130/130)
MP:
130/130  (130/130)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Convidado em Seg Dez 31, 2012 6:19 am


Shall We Break Up?

Assim que suas palavras me atingiram, minhas mãos fraquejaram e eu subitamente a soltei. Meus braços penderam ao lado do meu corpo e minha fronte curvou-se para baixo. Meus olhos fitaram a orla de seu vestido e meus cabelos cobriam até a metade de meu nariz, numa cortina alaranjada. Minha boca parecia tremula, mas acho que naquela meia luz, não se podia notar. Cerrei os punhos e senti meu joelho tremer, como se minhas forças para permanecer em pé, não fossem suficientes, ou fossem roubadas de mim. Meu palpitar falhou e bem no fundo, eu queria gritar ou sair correndo. Mas eu apenas dei um passo para trás e senti como se as cores do meu ser fossem tomadas novamente. EU não sabia o motivo, mas acho que já senti isso antes. Eu não conseguia lembrar dos fatos, mas bem no fundo algo me dizia que essa não era a primeira vez que sinto que vão terminar comigo, ou, terminar com esse rascunho chamado amor. Segurei um choro, meu rosto avermelhou - você ama outra pessoa? - disse tremulo e tão baixo que acho que Khristie não podia escutar. Eu parecia uma criancinha ou aqueles animes amorosos e idiotas. Dei mais um passo para trás e me coloquei a pensar - Porque ela veio com esse assunto agora? certeza que ela conheceu alguém melhor que eu, um semideus que pode ama-la e protege-la melhor do que eu , um merda de ser humano idiota... Eu podia correr agora, e dizer que está tudo acabado, mas porque eu não faço? seria tão mais fácil correr como daquela vez.... calma que vez?" - Me sentia traído, meu coração parecia estar se quebrando em mil frangalhos. Sermos sinceros ela dizia, ela podia ser sincera no já, me contar quem era o herói que ela tanto estava a fim. Dei mais um passo para trás e ao fundo tocava uma espécie de musica romântica (Penguin da Christina Perri). Minha respiração começou a desregular-se e eu estava começando a ficar muito aflito com alguma coisa. Não sei o que era, na verdade eu não sei muitas coisas e, isso é o que mais me irrita - Se eu estiver atrapalhando seus planos... é só me dizer, eu nunca mais apareço... - disse num tom mais alto, dando mais um passo para trás. Eu acho que estou sendo infantil, e também acho que estou sendo precipitado, mas... foi assim que eu entendi: "Olha quero terminar com você, mas pode ser mais tarde, quando você sair do acampamento" - Meu olho umedeceu.

thanks Lari @ CG!

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Convidado em Seg Dez 31, 2012 6:36 am



I Believe That...
Everybody Finds Love In The End

♥♥♥
Meu tigrão continua muito atencioso, como ele consegue me cativar toda vez que eu o encontro? Isso deve ser um mistério que só minha mãe pode me contar. Sorri beijei seu rosto com cuidado, descendo pelo seu pescoço, até a gola de sua camisa. Seu cheiro estava uma delicia, e era uma pena eu não ter usado batom para deixar uma marca por ali. Abri um sorriso, mas logo o olhei curioso - Fazendo o que até tarde na forja? - perguntei. Agarrei sua mão e o abracei, passando minha mão livre pelas suas costas largas e sussurrando em seu ouvido - Não trabalhe demais ok!? - comentei preocupado.

Anyway, por mais curioso que eu fosse, eu não queria me meter muito no seu trabalho, então o arrastei até a mesa de bebidas e o servi com uma bebida rosada bem brilhante. Uma delicia, acho que era cereja com alguma espécie de vodka ou pinga, não sei bem ao certo. Mas estava gostoso - Take this, está uma delicia - Falei agitado com a musica que estava tocando. Voltei a agarrar a mão dele e o arrastei de volta para a pista de dança - Sorry Tiger, festas me deixam super agitado - sorri e lhe dei um beijo na boca.


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Khristie T. Schmidt em Seg Dez 31, 2012 9:45 am



Maybe you're my love

Quero encontrar você agora, que é tão gentil



Demorei a entender o que estava acontecendo ali. As coisas ao meu redor giravam em um redemoinho de cores, as pessoas eram apenas vultos. Minha face demonstrava o quão incrédula eu estava naquele momento. Minha voz me faltara completamente por alguns segundos. Por instinto, dei um passo na direção dele e fui levar a mão ao pulso dele, mas na hora ele deu outro passo para trás. Eu começava a ficar com vontade de chorar e espernear também. Como eu havia sido idiota, não deveria ter dito as coisas daquele modo para ele e talvez nem devesse falar essas coisas ali. Quando ouvi o que ele disse, eu quase senti um ultraje a minha pessoa. ─ Você não esta atrapalhando plano nenhum, Jerry... Eles jamais existiriam sem você, jamais haveria o menor plano se eu não estivesse aqui com você neste chalé. ─ Respondi enquanto meus pés me guiaram até ele e eu segurei o pulso dele sem ao menos me dar conta. Minha voz estava tocada de leve pela raiva. O que ele estava pensando? Eu tremia e uma lagrima involuntária correu meu rosto, manchando a maquiagem.
Por Zeus, Jerry, eu não... Não sei o que você está pensando, mas não é nada disso. Por favor, não me deixe. ─ Não estava me sentindo bem o suficiente para me preocupar em dissimular qualquer coisa ou manter aquele ar superior que eu costumava deixar evidente em cada ação minha. Eu estava desesperada, não queria perder ele. Soltei o pulso dele e lancei os braços ao redor do pescoço dele, abraçando-o com força enquanto me entregava a emoção do momento. ─ Eu... Não posso ficar em um lugar onde você não exista. ─ Eu precisava que ele me escutasse, que ele desse atenção ao que eu dizia. Aquela era uma situação realmente complicada e eu não fazia a menor ideia de como sair dela. Por um segundo, odiei ter entrado para os Devotos, odiei ser tão direta, odiei escolher a hora e o modo errado para dizer as coisas, odiei, enfim, cada detalhe de meu ser.
Eu que devo estar atrapalhando você, não o contrario. Só a minha existência te deixa em risco, o meu cheiro em você pode causar-lhe mais problemas do que qualquer outra coisa... Mas eu não quero desistir de você, eu não posso. Quero ficar com você até... Até que Thanatos decida que chegou a minha hora e me leve com ele para o Submundo. Eu aceitaria de bom grado morrer se fosse para garantir sua segurança, seu bem estar... ─ Eu já estava chorando enquanto dizia, completamente entregue a emoção do momento. ─ Sou uma completa idiota, uma egoísta. Mas, não posso me permitir perder você, não agora que esse sentimento tomou conta de mim. Não posso perder o único garoto que me mostrou o que é amar alguém de verdade. ─ Minha voz estava desregular, as vezes saia esganiçada, outras vezes baixa demais. Sabe como é, consequência do choro. Meus lábios e cada centímetro de meu corpo tremulavam naquele momento. Meu coração estava completamente arrasado por aquilo. Meu orgulho gritava para mim "ele não merece", a razão reclamava para mim "Não vale a pena lutar por alguém como ele", o bom senso resolvera se manifestar também "ele é um mortal, você esta colocando ele em risco" e então a esperança e o amor se uniram e cada um sussurrou em um ouvido meu "não desista, é dele que você gosta".
Eu apertei o corpo dele contra o meu e fiquei observando o chão com a cabeça por cima do ombro dele. ─ Jeremiah, por favor, me perdoe se eu lhe disse algo errado, me perdoe se te magoei. Eu faço tudo errado... Meus pais não deveriam ter me concedido a vida, eu não deveria ter vindo para o Acampamento, não deveria morar aqui nos Estados Unidos... Não deveria nem ao menos existir, assim não causaria problemas a nenhuma pessoa, a ninguém que eu amasse. Assim, eu não iria acabar com a alegria da pessoa que eu mais me importo neste maldito lugar onde cada um tem problemas maiores do que imaginam. ─ Soltei tudo de uma vez só. Não estava o culpando de nada, pelo contrario, estava jogando tudo para cima de mim.


Coded by: IG & SA


Khristie T. Schmidt

Filha de Érebos ♦️ Tenente dos Devotos de Hera

credits @
avatar
Khristie T. Schmidt
Filhos de Érebo
Filhos de Érebo

Mensagens : 70
Pontos : 70
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 22

Ficha do personagem
HP:
120/120  (120/120)
MP:
120/120  (120/120)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Convidado em Seg Dez 31, 2012 12:51 pm


Shall We Depart?

Tudo o que ela falava parecia ser construído por tijolos de mentira, colados por cimento feito d elamento e atuação. Era isso que meu coração sentia e era nisso que minha inocente mente cria. E esse sentimento doía muito, ainda mais com ela agarrada junto a mim. Meu rosto estava apático apesar de querer gritar e joga-la longe. Minha voz se foi, mas minha mente continuava maquiando algo e tentando achar alguma forma de fugir dali ou qualquer coisa parecida com isso. Eu não suportaria estar ali com ela agora que a mesma havia me socado um milhão de desculpas para que eu esquecesse do que ela havia dito antes. Meus braços continuavam pendidos ao meu lado, sem que a abraçasse de volta. Apesar dela estar me agarrando e com a cabeça encostada em meu ombro, eu não tinha a menor vontade de... de... abraça-la - M...m... me sol... solta - disse falho e baixo. Minha voz ainda não queria sair de minha garganta. cerrei os pulsos e tentei dar um passo para trás. Eu não queria deixa-la ali sozinha no baile, mas eu precisava deixar que minha mente se acalmasse para pensar com clareza. Finquei meus pés no chão e segurei minha raiva num nó na garganta. Suspirei profundamente e desejei desabafar todas as minhas angustias de vida, mas nada o fiz. Como ela ousava dizer que ela era perigosa e dizer que eu não precisava me importar, eu é quem devo protegê-la de todo e qualquer mal. Maldita hora que ela comentou sobre esse negócio de, sei lá o que é. Só sei que me senti "o outro" ou "aquele que não é suficiente" Me senti um merda de pessoa e justo agora nesse baile cheio de meio-sangue que se acham superiores. Acho que estou ficando cheio de raiva e isso é bem incomum pra mim - Me solta! - Falei seguro, mas ainda baixo demais para que ela escutasse. Meu corpo todo tremia e o que eu mais queria é que ela me largasse, que ela calasse a boca de uma vez e parasse de choramingar - Me solta! - disse alto - ME SOLTA! - gritei por fim. Ergui as mãos e afastei a garota de perto de mim. Meu rosto corou. Eu não queria que ela me soltasse de verdade, mas foi só nisso que consegui me concentrar. Dei dois passos atrás. Meus cabelos ainda tampavam meu rosto, mas dava para ver algumas lágrimas escorrendo do meu rosto. Por mais que eu a quisesse perto, eu queria que ela se afastasse de mim, não queria que ela se aproximasse, e não queria que ela me tocasse. Ok é mentira, mas eu não saberia como lidar com isso agora. Cerrei meus punhos e suspirei profundo. As pessoas ao nosso redor pareciam de boa dançando ao nosso redor. Minha mãe sempre dizia que eu era frágil igual o meu pai, e agora eu vejo que ela tem razão. Meu coração estava se despedaçando igual as folhas de outono. O volume das minhas lágrimas aumentou e eu só me sentia mais inútil do que o normal.

thanks Lari @ CG!

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Khristie T. Schmidt em Seg Dez 31, 2012 2:17 pm



Maybe you're my love

Quero encontrar você agora, que é tão gentil



E pela primeira vez na minha vida, eu me sentia uma inútil completa, uma escoria. E, por mais que eu estivesse no meio de outras pessoas, eu estava completamente só. Meus lábios tremiam enquanto eu analisava meu estado de um modo pessimista. Talvez tivesse sido melhor abrir mão de meus sentimentos e servir a morte ou abdicar da presença masculina e me unir as Caçadoras. Mas eu preferi servir a fidelidade, ser uma Devota de Hera... Por mais que eu estivessen decepcionada comigo mesma, não conseguia me arrepender de fato da decisão, mesmo lastimando horrores naquele momento de desespero. Coloquei a taça quase intocada sobre a bandeja de um garçom que passava ali na hora e fiquei fitando o chão em silencio, através de uma linha turva criada por minhas lagrimas tão frias e solitárias. Agora eu entendia o que minha avó dizia quando falava que o amor as vezes feria muito e, naquele momento, eu havia causado aquilo tudo.
Idiot... ─ Sussurrei para mim por entre as lagrimas. ─ Quem sabe você queira um tempo sozinho para se acalmar um pouco... Vou ao banheiro e volto para cá em pouco tempo. ─ Disse em um tom que ele poderia ouvir e me virei para ir procurar um banheiro. Os primeiros cinco passos foram andando, depois o desespero falou mais alto e eu meio que corri para o abrigo que o banheiro representava. Esbarrei em alguns campistas, mas pouco importava. (...) Quando finalmente encontrei o banheiro, entrei correndo nele e deixei meu corpo deslizar pela porta agora fechada. As lagrimas escorriam descontroladas, minha mente estava tão confusa e eu tão apavorada com a ideia de perder ele quanto uma criança estaria com a perca dos pais. Não sei quanto tempo fiquei ali chorando, mas quando terminei, me ergui enquanto tirava a mascara e lavei o rosto com água fria antes de colocar novamente a mascara e sair. A maquiagem já havia sido estragada, então era melhor tirar logo.
Quando finalmente voltei para onde estávamos, me sentia um pouco melhor, mas não inteira. ─ Eu... Perdão pela ausência. ─ Eu não havia nem ousado olhar para saber se ele ainda estava ali na realidade.


Coded by: IG & SA


Khristie T. Schmidt

Filha de Érebos ♦️ Tenente dos Devotos de Hera

credits @
avatar
Khristie T. Schmidt
Filhos de Érebo
Filhos de Érebo

Mensagens : 70
Pontos : 70
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 22

Ficha do personagem
HP:
120/120  (120/120)
MP:
120/120  (120/120)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Convidado em Ter Jan 01, 2013 5:30 am


should I cry?

Finalmente ela me soltou. Assim que ela se foi, minha mente foi a mil. Eu fui mito infantil, eu confesso, mas não tenho culpa se Khris fez o comentário errado, na hora errada e da forma errada. Apesar de suas desculpas e tentativas de se explicar minha mente ainda dizia que ela havia outro, apesar de ser uma devota de Hera. Talvez ela esteja me fazendo uma caridade ou algo assim. Minha alma, meus sentimentos, estavam a flor da pele e titubeava entre dor, raiva, frustração, medo e uma profunda tristeza. Nesse momento eu queria fugir, mas meu coração, agora, estava convencido a ficar mais um pouco, pois ele havia percebido que, bom, o amor dói, fere, machuca, mas no fim tudo compensa. Quando notei que ela estava voltando, me misturei no meio do povo que estava pulando com a musica agitada eu precisava saber o que ela faria se, bem, eu estivesse "ido embora". Ela estava sem maquiagem, mas sua elegância e superioridade deram a volta por cima de seu estado lamentável. Mais um ponto ao filhos dos deuses. Eu não conseguia ser visto no meio daquele povo, e eu esperava que ficasse assim durante um tempo "x" de tempo. No meio da multidão eu secava minhas lágrimas. Ao observa-la sozinha, eu decidiria se deixava-a no baile ou se eu voltava a agarrar sua mão.

thanks Lari @ CG!

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Khristie T. Schmidt em Ter Jan 01, 2013 11:57 am



Maybe you're my love

Quero encontrar você agora, que é tão gentil



Diziam-me que, depois de chorar tudo o que tinha para chorar, as coisas melhorariam. Analisando minua atual situação, eu cheguei a obvia conclusão que isso era apenas uma mentira que contavam para consolar as pessoas. Na verdade, eu choraria tudo de novo caso houvesse ainda lagrimas para serem choradas. Quando me dei conta que Jeremiah não estava ali, olhei ao redor procurando ele. Minha expressão era um misto de preocupação com a ausência dele com medo e até mesmo surpresa. Onde ele estaria agora? Será que alguém havia o visto saindo? Eu não sabia. Deveria perguntar a alguém ou procura-lo? Dei um passo a frente e comecei a caça-lo em meio a multidão. Estava meio desorientada, confusa e até mesmo com receio de ter o perdido para sempre. Fui até uma garota e toquei o ombro dela com cuidado para não assusta-la com a chegada repentina e ela saber que é com ela que estou falando. ─ Você viu um rapaz de cabelos ruivos? Ele estava aqui comigo a alguns minutos atrás. É mais ou menos desta altura, tem os cabelos meio bagunçados... ─ Eu gesticulava enquanto gritava por cima da musica para poder ser ouvida por ela, mas ao que parecia ela não sabia de nada. Questionei outras pessoas e até mesmo aos garçons, mas ninguém me contou nada. Cheguei a conclusão obvia que teria que procurar por ele sozinha. Por favor, me ajude, minha senhora, pensei me dirigindo a senhora Hera. Eu sou tão habilidosa com relacionamentos quanto minha mãe, por Zeus, constatei mentalmente. Seria um mal de família? Ah, não importa. Eu iria fazer o que pudesse para corrigir meu erro, mas para isso tinha que achar o meu ruivo.
Comecei a procurar o rapaz com atenção em meio a multidão insensível que ali dançava. Minha obstinação começava a falar mais alto do que qualquer outro sentimento ou mesmo pensamento que pudesse me fazer desistir. A ideia de vê-lo com outra atiçou ainda mais os meus instintos. É, talvez ser uma pessoa excessivamente ciumenta como os devotos não seja uma coisa tão ruim em alguns momentos. Mesmo sabendo que as pessoas não sabiam e outras mentiam descaradamente para mim, eu ainda questionava as pessoas pelo rapaz. Mas eu precisava achar ele. E então veio a ideia mais obvia a minha mente: eu sabia quando mentiam para mim. Poderia utilizar isso ao meu favor. Perguntei a um dos garçons se ele sabia se o rapaz havia ido embora. Ele falou que possivelmente e sorri com o zunido. Fazia perguntas ocasionais a algumas pessoas, em geral mulheres, e utilizava os zunidos ou a ausência deles para me guiar. Uma hora, eu ia conseguir achar o rapaz.


Coded by: IG & SA


Khristie T. Schmidt

Filha de Érebos ♦️ Tenente dos Devotos de Hera

credits @
avatar
Khristie T. Schmidt
Filhos de Érebo
Filhos de Érebo

Mensagens : 70
Pontos : 70
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 22

Ficha do personagem
HP:
120/120  (120/120)
MP:
120/120  (120/120)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Taylor P. Romanov em Ter Jan 01, 2013 12:00 pm




New friends?!


É, aquele grupo era mesmo sombrio. Filhos de Hades e Ceifadores juntos e eu, um filho de Afrodite no meio... Bem, pelo menos eles estavam tentando ser sociáveis e agradáveis na minha presença. Após Maya perguntar se eu estava aproveitando o Acampamento, respondo: ─ É, digamos que sim... Estou esperando que Asclépio aceite todas as minhas oferendas e pedidos de devoção à ele, sabe? ─ Quando disse isso, alguns semideuses que estavam ali me olharam torto. Será que eu disse alguma coisa errada? Mas então deixei pra lá. Alguns minutos de silêncio se passaram até que um deles se pronunciou: ─ Eu sou o que pode se chamar de vergonha para o pai, um filho de Poseidon que virou Ceifador de Thanatos mas eu tinha meus motivos e pode dizer que ainda os tenho. ─ Ótimo. Todos têm segredos, como eu tenho os meus e meus motivos de querer virar um Curandeiro, mas a diferença entre nós é que eles tiram a vida e eu quero "devolver" a vida para os outros, gosto de ver os outros felizes e vívidos. ─ Bem... ─ Quando eu comecei a falar me senti estranho de repente: uma mistura de mais força e energia com aquela gostosa sensação de se sentir saudável. Ao olhar para minhas mãos, elas estavam brilhando com uma aura meio amarelada, e o efeito durou pouco. Algo me dizia que Asclépio havia respondido meus pedidos e preces. Que agora eu era um Curandeiro, um servo do deus da cura. ─ Uau, vejam que surpresa! Asclépio respondera minhas preces... ─ Disse em meio à um sorriso. ─ Nós temos que comemorar isso! Venham, querem ir pra pista de dança? Vocês precisam relaxar mais... Se divirtam! Venham pra pista de dança comigo! Haha. ─ Eu emanava alegria por todos os cantos. Agora eu não era mais um simples filho de Afrodite: agora eu era um curandeiro, iniciante, mas ainda assim um curandeiro.


Taggeds: Semideusa desconhecida. | Notes: Famous Last Words ♪ | Clothes: --
Zoey @ ETVDF

avatar
Taylor P. Romanov

Mensagens : 23
Pontos : 23
Data de inscrição : 22/10/2012
Idade : 19
Localização : Acampamento Meio-Sangue / Chalé 10

Ficha do personagem
HP:
110/110  (110/110)
MP:
47/110  (47/110)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Margareth McDream em Ter Jan 01, 2013 3:14 pm

I'm little drunk... So...
Let's Go!


O beijo dela era... Perfeito como sempre. Mas dessa vez tinha um gosto delicioso de malicia que era hipnotizante.
- Irei passar, com toda certeza!- Automaticamente fechei os olhos ao sentir os lábios dela no meu pescoço. Suspirei e colei meu corpo mais no dela. Os olhos da garota veneno passaram dos meus olhos para meus lábios. - Você gosta de me provocar, né? – Dei uma risada inocente - Amo olhar seu corpo... Admirar o que é meu.
Virei à palma da mão e acariciei o rosto dela. Odeio o efeito que o álcool causa em mim... Fico mais tarada que o normal. Mordi o lábio inferior e deslizei uma das mãos pela perna dela.
- Que se dane tudo. Você. Eu. Meu quarto. Agora. – Sussurrei no ouvido da minha morena para então puxá-la para fora do chalé de Dionísio.
Thanks PurePoison from BG!
Mascara - Vestido



Margareth "Meggie" McDream
avatar
Margareth McDream

Mensagens : 94
Pontos : 96
Data de inscrição : 21/11/2012

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Thalia Grace em Ter Jan 01, 2013 4:11 pm




Fuck?
Ready to party?


Observei que Thomas e Ellen observavam, talvez discutissem. O garoto parecia se divertir com Ellen, de primeira impressão, pensei que fosse apenas mais um bad boy, filho de Ares. Ele parecia legal, para estar com minha amiga. Tudo bem, tinha que ser servido outro tipo de bebida nessa festa, mesmo que fosse vinho. Coca-Cola Diet já não suportava o cheiro. Puxava ainda Giordano pelo pulso, tendo certeza que o filho de Deméter me seguia. Primeiramente olhei para a filha de Nyx, esperando que ela não se surpreendesse com a presença do Giordano, como meu acompanhante. Claro, era uma Caçadora de Ártemis, se fosse vista na companhia de um garoto já chamava atenção. Abri um sorriso gentil em meus lábios, agora já estava um pouco mais animada. Giordano não demorou-se para se apresentar. - Olá, meu nome é Giordano... Se quiserem podem me chamar de Gio.- disse, ele aparentava estar sem graça diante de Ellen e Thomas. Tentei quebrar o gelo, pensando em Gio, numa situação que não conhecia ninguém com quem conversávamos.- O que acham de entrarmos? Assim acharemos Nico...- olhei brevemente para Ellen, sabia que ela desejava vê-lo.- Bom, o baile tem que começar para nos, certo?- perguntei, olhando para os seus rosto. Apertei o braço de Giordano com mais firmeza, esperando que ele me apoiasse. O baile devia começar, e se já estávamos aqui... não tinha como acabar assim. ''Thalia, o que está acontecendo com você?'', respirei fundo, tirando tal pensamento de minha mente.
Clothing
Music: Green Day- Kill The DJ




The Killjoy Never Die! @ CG!



A good daughter makes the house.
Daughter of Zeus ~ Lieutenant of the Huntress of Ártemis ~ Immortal ~ TKS CIND
avatar
Thalia Grace
Filhos de Zeus
Filhos de Zeus

Mensagens : 185
Pontos : 185
Data de inscrição : 11/12/2012
Idade : 19
Localização : Não me procure, eu acho você :)

Ficha do personagem
HP:
190/190  (190/190)
MP:
190/190  (190/190)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Frida Forestiere em Ter Jan 01, 2013 6:04 pm



I'm fallining for you!


Uma boa quantidade de álcool tomava conta de nossos corpos, o embalo da dança sensual, nosso calor e desejos. Uma grande bomba que precisava explodir. Sinto o toque suave em minha perna e arrepio. Solto um risinho tímido. - Que se dane tudo. Você. Eu. Meu quarto. Agora. – A língua de Meggie possuía doçura, as palavras entraram delicadamente em meu ouvido. Beijo seu ombro e falo em seu ouvido. - Você sabe como me ganhar.- olho seus olhos e dou um selinho.- Principalmente quando estou nesse estado.- Sorrio e dou-lhe um beijo.

Eu conseguia sentir o calor do corpo de minha garota. Era incrível como apesar de tudo meu corpo ainda reconhecia algumas sensações, como algo que você aprende quando pequeno e tem para o resto da vida. E é assim que eu desejo do nosso amor, que seja para sempre. A mais bela filha de Afrodite tocou em minha mão, por um momento achei que estava sentindo seu coração bater, não sei ela, mas o meu batia fortemente e descompassado. Mesmo tendo um breve romance com Meggie, sempre era como se fosse a primeira vez para tudo, primeiro beijo, primeiro abraço, primeiro toque..Nesse momento eu percebi o quanto era fascinada por ela. Antes de sair do chalé, paramos no meio da porta. Fitei seu rosto e guardei aquele momento em minha memória. Sorri e beijei sua mão. Pisquei e assim deixamos o baile.

The Killjoy Never Die! @ CG!





Última edição por Frida Forestiere em Ter Jan 01, 2013 6:56 pm, editado 1 vez(es)



Frida Forestiere
Desejo a todas inimigas vida longa

thank you, thay.
avatar
Frida Forestiere
Filhos de Deméter
Filhos de Deméter

Mensagens : 414
Pontos : 413
Data de inscrição : 13/01/2012
Idade : 24

Ficha do personagem
HP:
140/140  (140/140)
MP:
140/140  (140/140)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Ellen H. Dellatorre em Ter Jan 01, 2013 6:18 pm







TAGGED: Sucesso, Marida, Gio
NOTES: None
CLOTHES: Aqui

XOXO KitKat@SA



Mais essa agora

- Olá, meu nome é Giordano... Se quiserem podem me chamar de Gio. - disse Giordano.

Ele estava tão sem graça que me deu vontade de rir. Quem fica com vergonha de mim, pelo amor dos deuses? Eu sou... Eu.

Antes que eu pudesse respondê-lo, Thalia começou a falar.

- O que acham de entrarmos? Assim acharemos Nico... - Thalia me deu uma olhada - Bom, o baile tem que começar para nós, certo? - perguntou ela olhando para todos nós.

Não pude deixar de ver minha amiga apertando forte o braço do seu acompanhante. Eu realmente perdera muita coisa... Por que ela parara de me contar sobre as suas novidades? Mais essa agora.

- Eu não vou entrar. - anunciei - Tem pessoas demais e eu não gosto de pessoas. Só das bem especiais. - pisquei para Thalia e Thomas - Ah, Gio, meu nome é Ellen e você pode me chamar... Bem, de Ellen. Eu nunca tive um apelido. Mas de qualquer forma, vou esperar o Nico aqui. Ele deve estar nas sombras por aí.

Então eu me recostei na parede e sorri para os meus amigos. Esperei que eles estendessem e que não ficassem magoados. Na verdade, não estava com um humor muito festivo.


Ellen H. Dellatorre






tks, Cind @ sa

Ellen H. Dellatorre
Filhos de Nix
Filhos de Nix

Mensagens : 33
Pontos : 33
Data de inscrição : 28/11/2012
Idade : 19
Localização : Em qualquer lugar com boa comida e de preferência pouca luz.

Ficha do personagem
HP:
110/110  (110/110)
MP:
110/110  (110/110)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://amo-ser-imperfeita.tumblr.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Thomas Friedrich em Ter Jan 01, 2013 7:39 pm


Baile de Máscaras.
And Baby you know my hands are dirty...But I wanted to be your valentine...I'll be the water when you get thirsty, baby...When you get drunk, I'll be the wine!
Ambos eram fitados por mim, principalmente o loiro, que agora eu descobri que se chama Gio... Giordano. Fiquei parado por alguns segundos, aparentemente eu era o mais alto e ver tudo de cima era um tanto legal... Ha! desculpa, sou um idiota que se diverte com isso mesmo. Voltei minhas atenções para Thalia que falava algumas coisas, perguntava se queriamos entrar, isso era mais direcionado à Ellen, pois a mesma, Thalia, comentou dela encontrar Nico. Como sempre fiquei quieto e antes mesmo que eu pudesse falar algo, Ellen respondeu deixando claro que não iria entrar. Por um lado me aliviei e por outro fiquei frustrado, não sei por que, mas fiquei.
Ao ver a filha de Nyx se apresentar para Giordano me vi no mesmo direito e o fiz, mas antes eu retribui a piscadela que Ellen tinha dado para mim e Thalia.
- E então, sempre o último. Eu. Me chamo Thomas. - disse ainda encarando o loiro que estava em minha frente - Pode me chamar como quiser, depois te conto alguns apelidos... Imagino que esse não é um momento para isso.
Vendo tudo ficar em silêncio, Ellen encostando na parede e os outros ainda parados, eu continuei na minha e sentei em um degrau, não tinha assunto nesse momento, mas espera ali em alguns momentos estariam dois casais, formados pelos três e mais o Nico, eu iria sobrar como sempre. Ao pensar essas coisas eu comecei a rir sozinho, não tinha um motivo para rir, mas eu ri, simplesmente foi isso que eu fiz naquele momento.

Tags: Ellen, Thalia e Giordano Máscara: Aqui Song: I'll Be There For You - Bon Jovi
The Killjoy Never Die! @ CG!


Thomas Friedrich
I'm a son of Ares. The Lord of War.
avatar
Thomas Friedrich
Filhos de Ares
Filhos de Ares

Mensagens : 70
Pontos : 70
Data de inscrição : 25/01/2012
Localização : Se você ver bem dentro de você, bem la dentro mesmo... você verá! Que eu não estou lá .-.' Então só pode ser outro lugar.

Ficha do personagem
HP:
130/130  (130/130)
MP:
130/130  (130/130)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Noelle B. Mercier em Qua Jan 02, 2013 8:22 am


Ao terminar de me servir de vinho, volto a olhá-lo, às vezes olhando para os lados, mas sempre voltava a olhá-lo.
- Desculpa, Noelle, sou um péssimo par, na verdade eu esperava chegar aqui e beber um pouco de vinho. Mas como esse é meu chalé, não tenho para onde ir depois que sair daqui. Então, espero que tenha se preparado emocionalmente, já que seu par é um filho do deus da insanidade, você não vai sair do baile sem ter se divertido um pouco. – ele fala dando uma piscadela.
Solto uma risada balançando a cabeça de leve. Dou um longo gole no vinho, deixo a taça sobre a mesa e falo.
- Bem, parece que por um golpe de sorte, escolhi o meu par certo. – sorrio arquiando uma sobrancelha. – E não se preocupe comigo, estou um pouco preparada emocionalmente. Agora... Vamos dançar? – pergunto dando alguns passos para trás, em direção a pista de dança.
Sei que poderia cair, tropeçar, esbarrar em alguém ao andar para trás sem olhar, mas vamos tentar um pouco a sorte.




Hit me like a man and love me like a woman ♥




wearing: THIS; notes: Desculpe a demora;





Noelle Burk Mercier

Aphrodite's Child |  Rocker | 17 years | Daryl's Only ♥️

credits @
avatar
Noelle B. Mercier

Mensagens : 138
Pontos : 140
Data de inscrição : 19/09/2012

Ficha do personagem
HP:
110/110  (110/110)
MP:
110/110  (110/110)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://iwllalwaysloveyou.tumblr.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Cecilia J. Fernandéz em Qua Jan 02, 2013 8:58 am


Baile de Mascaras?
Eu não fazia a menor ideia do motivo de estar indo aquele baile, ok? Apenas queria ir e conhecer algumas pessoas. Havia colocado um vestido rosa até a altura dos joelhos com a manga fofa e sapatos parecidos com de bonecas na mesma coloração. Em meus cabelos havia uma tiara que eu achava fofa e me lembrava minha mãe, mas isso não importa. Minha mascara era negra e cobria parcialmente minha face. Espero que os demais campistas fossem gentis comigo, uma vez que sou novata e não conhecia ninguém além de meu irmão por aqui. Quando cheguei ao baile, fiquei atônica com a quantidade de campistas que estavam lá, mas tudo bem. Sorri e continuei andando em direção a festa. Não seria um bando de campistas que me deixaria com medo de aproveitar aquela noite.
Estava com tanta vergonha de me aproximar de alguém e puxar conversa que fui direto a mesa de bebidas e peguei uma lata de Coca Cola Diet, sem graça. Quem notaria uma garota como eu? Depois de pegar a latinha, fui andar por ai e ver se achava alguém tão desolado quanto eu e disposto a conversar com uma estranha recém chegada. Sorri ao pensar que poderia ficar sozinha a noite toda. Seja como for, pelo menos ia ser divertido ficar ali naquele baile.



Thanks, Dricca - Terra de Ninguém e Aglomerado



 A vida é um piano. Teclas brancas representam a felicidade e as pretas a angústia. Com o passar do tempo você percebe que as teclas pretas também fazem música. ♠️
Cecilia {Jung} Fernandèz
avatar
Cecilia J. Fernandéz

Mensagens : 32
Pontos : 36
Data de inscrição : 01/01/2013

Ficha do personagem
HP:
110/120  (110/120)
MP:
110/120  (110/120)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Andrew K. Maverick em Qua Jan 02, 2013 10:21 am

- Nós temos que comemorar isso! Venham, querem ir pra pista de dança? Vocês precisam relaxar mais... Se divirtam! Venham pra pista de dança comigo! Haha.

Eu olhei para o filho de Afrodite com meu olhar sempre frio, mas com um protótipo de sorriso estampado sofridamente no rosto. Acenei com a cabeça e olhei, de relance, para Nathan e Maya. Cocei minha nuca e enfiei as mãos nos bolsos, tentando tirar do fundo da minha mente uma resposta que não fosse mal educada ou agressiva. Eu realmente achava que formar aliados ou, como eles chamavam, amigos, fosse uma boa ideia, então eu não podia deixar escapar qualquer coisa que ofendesse. Desviei o olhar para a mesa de ponche e comidas, limpei a gargante e voltei encarar Taylor.

- Então, Maya, não tenho a menor ideia de onde esteja Lilly, mas tá tudo bem. Taylor, não vou dançar com vocês, mas se divirtam. Se precisarem de mim, estou indo comer algo e já volto.

Ajustei minha máscara e me virei, indo em direção às mesas. Passei por diversos meio-sangues dançando sozinhos e em casais. A maioria sempre olhava para mim com um olhar de desgosto, raiva sem razão ou simples criticismo, mas aquilo era o normal. Quando se tem uma reputação como a minha, atrair aqueles olhares, de certa forma, era até prazeroso. Lá, arrumei um copo de ponche e me servi de alguns sanduíches. Tentei não olhar ao redor por pessoas. Sabia que haviam dezenas de novatos por ali e eu apenas ia perder meu tempo procurando alguém conhecido nesse mar de caras novas.


Andrew Klaus Maverick
Beware of Darkness

Son of Hades - Lieutenent of Thanatos' Reapers

By: Lunna
avatar
Andrew K. Maverick
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 59
Pontos : 47
Data de inscrição : 20/02/2012
Idade : 22

Ficha do personagem
HP:
195/240  (195/240)
MP:
190/240  (190/240)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Maya Goldsmith em Qua Jan 02, 2013 10:50 am


- Hello, I am your mind


Go on and scream, scream at me I'm so far away. Always confusing the thoughts in my head, so I can't trust myself anymore - - - - - - -


Imagino que Nathan, assim como eu, senti o olhar de Drew sobre nós. Não havia muita coisa para ser adivinhada por assim dizer. Conhecíamos nosso tenente o suficiente para compreender que ele estava tentando não ser grosso e essas coisas. Olhei para meu par e depois para Taylor com um sorriso em face ou pelo menos o que imaginei ser um sorriso. ─ Claro, eu e Nathan adoraríamos dançar um pouco. ─ Respondi e peguei a mão de Nathan e me dirigi com ele a pista de dança. Apertei de leve a mão de Nathan para chamar a atenção dele e murmurei baixinho para ele. ─ Por mais que rivalizemos com os Curandeiros, podemos abrir uma exceção para ele e só ele ouvir. ─ Pisquei em seguida, dando um ar mais relaxado a minha fala. Agora que fui perceber que, por mais receio de me aproximar das pessoas, eu estava tentando ser amiga daquele garoto.


- - - - - - - - - - - - post nº 007; where: Chalé de Dionisio tags: Nathan; notes: Nathan, não me mate


thanks to ree! from aglomerado.



and how you liked to aggravate
ON RAINY AFTERNOONS
thanks to Larissa
avatar
Maya Goldsmith
Filhos de Atena
Filhos de Atena

Mensagens : 65
Pontos : 65
Data de inscrição : 15/11/2012
Idade : 22

Ficha do personagem
HP:
140/140  (140/140)
MP:
140/140  (140/140)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Vicktor R. Unlocker em Qua Jan 02, 2013 2:28 pm

Fechei os olhos por instinto. Os lábios de Noah beijaram meu rosto, pescoço e a gola da camisa. Dei de ombros, ignorando a pergunta dele sobre o que fazia na forja. Apertei os braços na cintura dele, puxando-o para mais perto e deixei um beijo ali. Encarei a bebida rosa brilhante. Rolei os olhos e tomei um gole. Parecia algo como cereja com vodka, ou talvez não. O gosto era uma delicia. Deixei em cima da mesa e acompanhei seu beijo. Olhei para os lados nervoso e apalpei a caixinha no bolso interno do casaco.
- Noah, temos que conversar. Vem aqui - Me virei e caminhei para um canto mais afastado. Cruzei os braços e o encarei por alguns segundos. Eu ia fazer agora e foda-se o resto. Engoli em seco e me encostei na parede. Começava a tocar BabySteps do Varsity, nada seria mais perfeito. Vamos encenar um pouco e deixa-lo desesperado. Deixei a cara fechada, como se estivesse triste.
- Já venho pensado nisso a um tempo... Por favor fique em silêncio enquanto eu falo... - Engoli em seco e mudei o peso dos pés. Abaixei o rosto e afloxei o nó da gravata.
Créditos: Ttemplate feito por Shinji do Oops! .Usando essa Mascara e vestido com esse TRAJE DIVOOOOOOOOOOOOOO


Vicktor R. Unlocker

Son Of Hefesto ♣ Raven Une ♣ Tiger In Fire ♣ I'm Fucking Alone


avatar
Vicktor R. Unlocker
Filhos de Hefesto
Filhos de Hefesto

Mensagens : 208
Pontos : 210
Data de inscrição : 01/10/2012

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Fedra Z. Mokoena em Qua Jan 02, 2013 3:57 pm



Le bal


A garota loira e espetacular chama-se Angelique. Não a conhecia antes, mas já tinha ouvido rumores sobre. - Lindo nome.- Falei sorrindo. Não queria ser chato, não estava ali porque queria algo com ela, apenas conversar, mas parecia que ela não estava gostando muito pelo seu semblante. Ajeitei meu cabelo e suspirei. Olhei para a multidão que cercava o meio da pista e observei por um tempo. Voltei olhar para a vestal de Héstia, que já havia terminado seu vinho. Olhei para minha taça ainda cheia. Virei em dois goles e falei com calma. - Somente o vinho me tira o sono...-Sorri mostrando os dentes.- Vou pegar mais vinho, deseja?- Pensei um pouco enquanto olhava para o fundo da taça.- Se a senhorita desejar, também posso deixá-la aqui, acho que estou incomodando.- Falei em um tom crescente para o decrescente. Não queria atrapalha-lá, ela poderia muito bem estar esperando alguém. Avistei Cain mais a longe, mas estava com sua namorada e resolvi não atrapalhar.

Não deveria ter vindo, até porque baile é uma coisa de casal, pelo menos os que eu frequentei eram assim. Eu estava sozinho, não tinha nem uma amigo ou amiga para acompanhar, talvez voltar para o chalé seria a melhor saída.


Tagged: Angelique Marshall Wearing: Fraquee Máscara Notes: sono




Fedra Z. Mokoena
Filhos de Eos
Filhos de Eos

Mensagens : 14
Pontos : 14
Data de inscrição : 12/12/2012

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Convidado em Qua Jan 02, 2013 5:21 pm



I Believe That...
Everybody Finds Love In The End

♥♥♥
OMG ele tava super entediado e seus atos só me preocupavam. Fiquei ainda mais aflito quando ele me levou para um canto e disse que precisava conversar, na hora eu pensei a lot of shit. Arranquei a mascara do rosto, alarguei a gravata e desabotoei o primeiro botão da camisa. Abri o paletó e cutuquei o peito dele com um de meus dedos - Você é um merda, nem pense em terminar comigo seu asshole! - Meu olhar era mortal. Se ele terminasse comigo, nossa eu ia fazer a louca. Ia beijar a primeira pessoa que encontrasse. Eu estava ficando muito nervoso no momento, mas sou orgulhoso e lindo demais para me decompor em lágrimas, aliás eu sou uma celebridade - Fala logo o que você quer falar! - Disse irritado, cruzando os ombros.


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Azariel S. Skywalker em Qua Jan 02, 2013 5:34 pm

Hello Darling...
Welcome ... post de número #000, Não estou sozinho,Vestindo isso , Calmo
E


u podia bem esperar por algo. E esse algo tinha chegado. Era o baile, onde todo mundo estaria, feliz, alegre, curtindo a vida, e eu gostava disso. Eu me arrumei, coloquei uma camisa branca e uma jaqueta preta por cima, uma calça jeans, all star e penteei os cabelos, não totalmente. Fui para o Baile e encontrava muitos semideuses conhecidos, alguns não. Procurei me divertir, e fui beber um pouco, nada tão sério, e comer algo. Enquanto bebia um pouco de vinho eu vi uma garota sozinha, e sorri para ela, de uma forma amistosa, e fui me aproximar sorrindo:

-Olá, está se divertindo?

E abri um sorriso amigável, onde eu tinha aprendido que sorrir conquistava confiança.





Notes: By Loony GL


Azariel S. Skywalker
Filhos de Éolo
Filhos de Éolo

Mensagens : 13
Pontos : 13
Data de inscrição : 09/12/2012
Idade : 21

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Baile de Máscaras

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum