Ficha de Reclamação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ficha de Reclamação

Mensagem  Convidad em Seg Jun 17, 2013 10:22 am

Ficha de reclamação de
Lucca Vaughan Führ


NomeLucca Vaughan Führ
Idade18
ProgenitorHipnos
Motivo Eu aprecio o sono, não como simples sono, mas como uma chance de refletir inconscientemente sobre a vida por meio dos sonhos. Acho que Hipnos expressa bem essa visão sobre o simples ato de dormir.
Progenitor mortalJúlia V. Führ, uma escritora alemã divorciada que faleceu uma semana após o nascimento do filho. Ela era uma pessoa apaixonante, com muitas experiências de vida e adepta da meditação através do sono. Ela fez um estudo completo sobre os fatores que influenciam o universo onírico. Uma mulher interessante que conquistava a todos pelo olhar, além de ser parecidissima com a Audrey Hepburn.
Defeitos e qualidadesEle é sobretudo preguiçoso, dorme por notar se não tiver algo importante para fazer, o que leva a mais um ponto importante da sua personalidade, o egoísmo relativo a objetos pessoais, comida e doces. Pode ser muito rude ou muito doce dependendo do seu humor; não contem com muita estabilidade nesse quesito.
Fora esses defeitos, está sempre disposto a ajudar alguém que precise, mesmo que de forma indireta, gosta muito de contato físico e de cuidar os outros.

Cidade natal e atualNasceu e residiu até lá 17 em Nashville, agora reside no acampamento.
HabilidadeAos das anos de idade aprendeu a encarar as pessoas com um olhar obliquo e dissimulado, tão profundo que até mesmo as pessoas mais sérias se perdem nele. O olhar induz os outros a devaneios.
HistóriaEstávamos sentados em frente à fogueira, o calor daquela chama era desagradável. Eu sei apreciar o valor do frio. Me perguntavam sobre a minha verdadeira história, pois bem, lhes contarei agora:

"Nasci no dia 18 de maio de 1995, um bebe saudável e bonito. Poucos dias depois Minha mãe morreu. E a desgraça não para por aí. Antes de ir morar na casa dos meu avós, tive que aturar o meu querido padrasto por quatorze anos da minha vida. Ele não era muito paternal... E eu me lembro bem que se minha avó não me visitasse quase todos os dias eu teria morrido.

Bem... Aos quatorze, eu fugi de casa porque ele me agrediu, ainda hoje tenho cicatrizes... Enfim... Meus avós conseguiram a minha guarda, e eu vivi com eles por três anos, bem até meu protetor decidir que era hora de ir embora.

•••Flashback On•••

A noite estava abafada e quente, eu conversava com Riley, o sátiro designado para ser meu protetor, tínhamos que ir logo, por isso me despedi dos meus avós enquanto dormiam, com um beijo n bochecha de cada um.
Foi um choque quando eu realmente percebi os pernas peludas e os cascos do meu amigo... Pelos branquinhos... Pareciam um travesseiro ou um cobertor fofinho. Começamos a viagem em um taxi estranho, tinham três mulheres cinzentas brigando por um olho, nada que impressionasse tanto quanto o que veio a seguir.

Um bicho estranho estava perseguindo o carro, parecia uma formiga do tamanho de um cachorro, de for vermelho-sangue, correndo desesperada atras de nós. E o que as velhas cinzentas fazem em uma hora como esse: gritam, esperneiam, nos empurram para fora e desaparecem. Sussa na montanha russa, eu e um sátiro conta uma formigona. Entrei em desespero na hora. Mas ele tirou uma flauta e uma espada da sua bolsa de viagem e começou a tocar uma melodia estranha, que depois fui descobrir ser "Vertigo's Poem". A criatura tentou me acertar com um jato de ácido, que me fez perder a consciência. Quando acordei, já estava na enfermaria há alguns dias, em coma.

•••Flashback Off•••

Terminei de contar-lhes as minhas memórias e parti para o chalé, para ter um boa noite de sono.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum