Ficha de Reclamação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ficha de Reclamação

Mensagem  Mikhailov H. Stoichkov em Qua Jun 19, 2013 10:22 pm


Ficha de reclamação de

Ethan Bellflower Holloway


NomeEthan Bellflower Holloway
IdadePossuí 9 anos, completando 10 dia 21/06/13;
ProgenitorHermes.
MotivoBom, eu gosto de Hermes. Sinceramente o acho um dos melhores deuses apesar de não ter muito destaque. Não o trocaria por alguns dos outros deuses e estou disposto a fazer com que, tanto Hermes quanto seus filhos, sejam reconhecidos.
Progenitor mortalDesconhecido(s).

Defeitos e qualidadesEthan é um menino doce. Por mais que venha de um lugar horrível, ele está sempre esbanjando um sorriso em sua face. Seus olhos azuis são traços importantes de sua personalidade que demonstram a sua doçura e por vezes a sua capacidade de ser traiçoeiro.
Cidade natal e atualNão se sabe muito bem de onde vem. Atualmente reside na cidade de NY, em uma escola interna.
HabilidadeMexer com a mente de um usuário, deixando-o em dúvida, usando expressões. Foi treinado em suas 'tias' na escola e, por mim, com ajuda de Hermes, dominou tal arte.
História — Nossa estória começa em uma cidadezinha afastada do interior, mais precisamente em uma devastada área, onde era necessário lutar diariamente para conseguir se alimentar. Lizzie, mãe de nosso protagonista, se entregava aos prazeres carnais com um homem desconhecido. Sabia, somente, que ele era bem famoso e estava na cidade a negócios familiares. O resultado de toda esta ‘loucura’ vivida por ambos seria mais tarde o príncipe Ethan.
 
Meu nome é Narrador. Narrarei hoje a estória de Ethan, um filho de Hermes. Vamos lá!: Ethan nasceu em uma cidade pacata do interior. Sua mãe, Elizabeth II, ou somente Lizzie, vivia em um pequeno espaço alugado por uma quantia baixíssima e mal tinha dinheiro para sustentar-se. Sua história se desenvolveu quando o jovem príncipe Ruan I se apaixonou por Elizabeth I, gerando dois pequenos frutos. Elizabeth II e Thomas I, sujeitos metidos e, mesmo minúsculos, eram conhecidos em todo o reino.
 
Futuramente, Thomas veio a falecer. Lizzie tinha onze anos e acabou sendo sequestrada, levada para uma terra distante da sua. Foi criada por simples camponeses e, ao fim, acabou sendo ferrada. E então conheceu Hermes. Ele era tão forte, bonitão, e havia agradado-a. Permaneceu somente dois dias na cidade e foi-se, deixando-a novamente ferrada.
 
E então, fruto de uma noite pouco duradora, nasceu Ethan Bellflorwer Holloway. Lizzie tentou recorrer a um orfanato aonde pudesse deixar sua cria mas não encontrou. Usando toda a verba que ainda lhe restava, partiu para Nova York. Encontrou, por fim, um orfanato para deixar sua cria e saiu, sem rumo, para um lugar que o menino nunca descobriu.
 
Esta situação ocorreu no dia 21 de Junho do ano de [este campo será alterado quando a trama do fórum avançar, futuramente] com Ethan, na  Universidade de Hollysday – Nova York.


 
- Descobri que você foi adotado, Ethan. Parabéns! – O menino Ethan virou-se e seus olhos bateram de encontro ao aleijadinho Stark. Entenda, o menino havia recebido este nome quando chegou a escola, pois mancava demais e era meio estranho. Perseguia demais algumas pessoas, dente elas o menino Holloway. Ele usava um tênis maior que o normal e, definitivamente, era um pouco assustador. Irônico, o príncipe riu baixinho. – É, verdade, Stark. Terei de sair deste lugar. – Olhou em volta ao orfanato/universidade e fez um gesto de náuseas, embora fosse sentir saudade de pregar peças dos menores. Novamente recebeu os cumprimentos provindos do aleijado e esgueirou-se, com as malas, em direção ao Hall de Entrada.
 
- Sentiremos sua falta querido. Nos visite! – Srtª Villeneuve sorriu ao menino. Entenda: na noite anterior Ethan havia recebido um convite para viver em uma residência com pais adotivos. Imediatamente ele aceitou, aguardando novidades. Agora... sentiria um pouquinho de saudades da moça Villeneuve. Sorriu, malicioso, mas não voltaria a visitar aquele lugar tão cedo.
 
- Já posso tirar, Alice? – Perguntou o marido no lado do carona, dentro do carro. Sua mulher confirmou com a cabeça e encostou o carro. Seriam estes outros invasores de privacidade? Ou os outros feiosos? Ponderou e puxou o pino do carro, caso algo acontecesse. Ambos viraram para trás e fitaram atentos o menino. – Precisamos contar uma história, e acredite: NÃO SOMOS MALUCOS! – Ele se assustou com o grito e forçou a porta, mas ela não abriu. – Vai assustar a criança, Alice! – Meditou o marido, calmo. – Certo... – Concordou. – De qualquer forma, conhece os deuses antigos? Estão vivos e precisamos te levar para um lugar seguro, para ser treinado. É o resumo dos fatos. – Definitivamente, Thanzinho se assustou. Mas... sua história começou.
 
[PS: Perceberam que foi uma história vaga? O fim principalmente? Essa história virá a se revelar perante o andamento da trama de meu personagem e do fórum. Em missões, treinos e em outras postagens. Por favor, qualquer coisa me enviem uma MP.]

Mikhailov H. Stoichkov

Mensagens : 8
Pontos : 10
Data de inscrição : 07/12/2012
Localização : Oi?

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum