Ficha de Reclamação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ficha de Reclamação

Mensagem  Austin P. Morgan em Sab Ago 24, 2013 3:15 pm

Ficha de reclamação de
Austin Parker Morgan


NomeAustin Parker Morgan
Idade18
ProgenitorEros
MotivoAdmiro o amor e o deus que o representa junto com sua mãe, pois mesmo achando o amor livre ele permaneceu fiel a Psiquê em seus momentos juntos e não se comprometeu com mais nenhuma deusa ou até mesmo imortal.
Progenitor mortalMinha mãe mortal era digamos, muito bela. Era uma pessoa super protetora e apesar de eu ter minha primeira namorada com doze anos ela achava o amor livro o suficiente para ser interrompido por alguém então não se importava nessa questão das minhas namoradas que eram praticamente todas mais velhas. De vez em quando acho que minha beleza vem dos dois lados e não só de Eros pois a minha mãe era a mulher mais bela que já vira, tinha pele branca como um floco de neve que acompanhava um cabelo moreno e olhos azuis, sempre trajava um vestido florido e usava um batom combinando com a estampa do vestido.
Defeitos e qualidadesMeu maior defeito acho que seria a ingratidão, eu com certeza reconheço que não dou valor ao que os outros fazem por mim e sim pela as minhas conquistas.

Já a minha maior qualidade é ser fiel, talvez tenha herdado isso do jeito em que minha mãe vive em relação a família.

Cidade natal e atualCidade Natal: Veneza
Cidade Atual: Nova York

HabilidadeAcho que seria a capacidade de leitura e esforço aprimorado, desde pequeno tenho apreço pela a leitura e sempre me esforcei para sempre conquistar pedaços que marcaram minha vida.
HistóriaEu desde pequeno sentirá algo diferente em meu corpo ou até mesmo em minha vida, sentirá que tinha algo mesmo diferente, sentirá que aquele ali não era o meu lugar. Na escola eu era perseguido por alguns professores e sentirá ser espionado em todos os locais, apesar de ser popular e ser famoso em relação as meninas até mesmo os meninos, eu me sentia estranho no meio daquela gente. Eu era sempre o pior da turma e não conseguia prestar atenção em matérias mais chatas como Matemática ou Português. Quando fiz dezesseis anos eu fui para um internato, minha mãe apesar de me amar ela queria que eu tomasse rumo na vida então me mandará para aquele lugar horrível e sinistro onde eu não tinha minhas roupas de grife ou o meu kit de maquiagem masculina, sentia muita falta de passar uma sombra mas se fizesse isso eu teria certeza de que apesar de ser musculoso e forte iria apanhar de valentões. O internato era em uma ilha perto de Veneza então não seria tão difícil de sair dali e se transportar para a cidade. Eu tinha um melhor amigo que poderia me ajudar a sair dali, seu nome era Brandon, era deficiente e carregava com si duas muletas que o ajudava a andar com sua suposta perna quebrada. Eu combinará com o mesmo de fugir as 24:00 e assim se foi. Já estava tarde e os seguranças estavam em descanso apesar de não ser esse o que eles concordaram quando aceitaram o emprego, não havia ninguém ali, apenas uma porta fechada que era o de menos de impedimento para sair dali pois janelas de ventilação ficavam abertas no teto e o garoto já havia descobrido seus pares de asas então ele pediu que o amigo segurasse em sua cintura e ele saiu pela pequena janelinha em disparada - Ei Brand, mereço aplausos? - Ele diz voando entre estrelas no céu.
Chegando nos canais de Veneza os garotos planaram na rua vazia onde se localizava sua casa lilás com uma decoração e um cheiro incrível - Acorde sua mãe e a diga que já está na hora de irmos para Nova York - Disse Brandon em quanto adentrava o local seguido do amigo - Tudo bem - Ele diz assustado em quanto caminhava em direção ao quarto da mãe - Ei, Rosie, ta na hora de eu ir para Nova York - Ele diz se afastando com o pulo da mãe até o guarda-roupa arrumando uma mala - Vá para Nova York junto com seu amigo ou professor sei lá, chegando em Long Island ele irá te explicar - Rosie diz arrumando a mala - Tudo bem mãe mas o que está acontecendo? - Ele pergunta dando um abraço em sua mãe, se soltando rápido, ele sabia que havia algo errado com ele, afinal ele tinha asas mas em vez de a encher de perguntas ele simplesmente correu com sua mala em quanto se despedia de sua mãe. O garoto já havia chegado em Long Island e estava subindo um morro com uma fronteira no alto - Sou um bruxo ou o que? - Ele pergunta nada surpreso - Você é um semideus, mas vamos rápido lá em cima eu te conto mais - O amigo diz subindo a fronteira com um pouco mais de pressa.

Austin P. Morgan
Filhos de Eros
Filhos de Eros

Mensagens : 1
Pontos : 3
Data de inscrição : 24/08/2013
Idade : 22
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum