Ficha de Reclamação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ficha de Reclamação

Mensagem  Alison Blanc em Sex Ago 30, 2013 3:48 pm

Ficha de reclamação de
Alison Blanc.


NomeAlison Blanc.
Idade 14 Anos.
ProgenitorApolo.
Motivo Não há exatamente um motivo ao certo, pode ser pela forte ligação que tem com o grande astro, ou então com a paixão pela música e pela medicina.
Além disso, desde pequena sempre teve muita maestria em atirar e uma excelente mira, muito superior à de muitos adultos.


Progenitor mortalJasmine Blanc, uma mulher encantadora, com cabelos negros como a noite e pele levemente bronzeada, devido ao sol diário. Uma bióloga marinha que vivia na praia, local onde, por acaso, conheceu Apolo, com quem teve seus dois filhos. Ela sempre foi extremamente simpática e amante da música.
Como mãe é bastante cuidadosa, porém não repreendia por muito tempo quando seus filhos faziam algo de errado.


Defeitos e qualidadesAlison é, como toda garota de sua idade, um tanto problemática, um pouco mais pelo fato de ter sangue divino correndo em suas veias, é verdade, mas esse não é o único motivo. Tem uma personalidade forte, não gosta de obedecer ordens, principalmente de desconhecidos ou de pessoas de quem não gosta.
Mesmo não sendo uma das pessoas mais fáceis de conviver, é bastante protetora, faz de tudo pela sua família, principalmente por seu irmão mais novo Barry, e pelos seus amigos, se for preciso dá sua vida para manter quem ama à salvo. Não gosta de mentiras, por isso sempre diz a verdade, mesmo sabendo que essa pode ferir. Não confia de imediato nos outros, demora para que isso ocorra, por isso, quase sempre está analisando os movimentos dos outros.


Cidade natal e atual Nasceu em Montpellie – França - e atualmente mora no Acampamento Meio-Sangue
HabilidadeComo filha de uma bióloga, tem vasto conhecimento sobre os seres vivos e ambientes, uma vez que em sua casa sempre haviam muitos livros relacionados à tais assuntos.
História Imagina acordar pertencer a um mundo em que, desde muito nova não conseguiu se encaixar. Pois bem, junte isso com o fato de viver se mudando de escola, cidade, estado e até mesmo continente. Então, acho que já dá para entender, mesmo que só um pouquinho, como é que foi a maior parte da vida de Alison Blanc. Desde muito nova sofreu com alguns problemas em particular, por sorte nunca esteve sozinha, sempre podendo contar com a ajuda de seu irmão mais casula, Barry Blanc. Nasceu em Montpollie, uma cidade francesa cuja arquitetura é marcada por uma mescla entre o antigo e o moderno, uma cidade realmente bem agradável de viver, porém não ficou lá por muito tempo.

Cerca de dois anos após o nascimento de seu irmão, alguns incidentes passaram a acontecer com mais frequência. Desde sempre coisas estranhas aconteciam na vida da jovem, porém isso virou algo quase que diário e sua mãe, preocupada, começou a se mudar, inicialmente Lyon, porém lá as coisas não mudaram muito, imprevistos e mais imprevistos inexplicáveis pela lógica. Até completar seus dez anos a criança vivia se mudando, quase nunca fazendo amigos e sempre com problemas nas escolas por onde passava. Sempre teve problemas para ler, os médicos diziam que era um elevado grau de dislexia, além disso, era hiperativa, nunca conseguia ficar parada, só conseguia se concentrar quando estava surfando, esporte que começou à praticar quando morou em Biarritz, ainda na França.

Por todas as escolas que passou sempre tinha problemas com os alunos e com os professores, porém como nunca estava sozinha, sempre com a ajuda do irmão, enfrentava a todos e, por isso, sempre era expulsa ou suspensa. Por umas três ou quatro vezes chegou a se meter em brigas com alunos mais velhos. Além das brigas, era vista, muitas vezes, como mentirosa, uma vez que via seres que apenas ela e Barry conseguiam enxergar, coisa que ninguém conseguia explicar. Foi levada algumas vezes a psicólogos e até psiquiatras, porém nenhum consegui explicar aquelas “visões exclusivas.”

Passaram-se alguns anos, a família Blanc se mudou para os Estados Unidos e lá tudo continuou da mesma forma, ou quase isso. A vida, a cada ano que passava se tornava mais perigosa, porém isso não importava tanto, uma vez que os três (Alison, Barry e Jasmine) estavam sempre juntos, apoiando uns aos outros. Porém essa felicidade não duraria para sempre. Foi numa sexta feira que tudo mudou. A jovem havia se metido em mais uma confusão na escola e tinha sido levada para a secretaria e lá ficaria até o fim do horário de aula. Quando o sinal bateu, foi liberada após um telefona para sua mãe, seu irmão estava lhe esperando do lado de fora do colégio.


– Desculpa a demora, estava de castigo novamente. – Disse a jovem com um sorriso estampado no rosto. O tempo estava chuvoso, o que não era muito comum naquela época do ano, deveria estar calor, mais em vez disso o frio chegava a penetrar em seus ossos. ”Odeio frio.” Seguiram, então, para casa, que era um tanto longe. Como de costume, pegaram o metrô, onde trocaram algumas palavras enquanto ouvia música. Em pouco mais de meia hora desceram na estação que ficava a duas quadras da casa dos irmãos, para onde foram andando de forma bem calma e tranquila. Não demorou muito para estarem em casa.

Ao entrar em casa, a jovem gelou, ficou imóvel, não acreditava no que estava vendo; sua casa estava completamente revirada, destruída, parecia que tinha passado um furação ali.
– Mas o que foi que aconteceu aqui? – Perguntou retoricamente. Começou a andar por entre os objetos quebrados e móveis virados, então avistou sua mãe saído do quarto com feições de desespero. – Meus filhos, vamos embora daqui. Tirar umas férias antecipadas em um lugar calmo, sem a agitação das grandes cidades. Todas as coisas já estão no carro e eu preparei um chocolate quente para vocês, já que está tão frio hoje.

Até que tentou discutir, porém era inútil. Entrou no carro e tomou a bebida que estava em uma garrafa térmica. Não sabia para onde estavam indo, nem o que havia acontecido na casa, mas o que importava era que todos estavam bem. Em poucos minutos, após ter tomado a bebida ela e o irmão caíram no sono.

-- ¤ --

Seus olhos se abriram, porém nada conseguia enxergar, o lugar estava escuro e bastante úmido, sentia cordas em volta de seus punhos e tornozelos, estava amarrada. Chamou por seu irmão, mas este não respondeu, em vez disso uma voz bem mais grave sussurrou: – Ele está bem, só se encontra adormecido.

– Quem é você? Que lugar é esse? Cadê minha mãe? O que estou fazendo aqui? – Perguntava desesperadamente a jovem. Em vez de respostas escutou uma risada.

– Vai com calma garota. Eu estou aqui para salvar vocês e lhes levar para o único lugar seguro para crianças como vocês, semideuses.

– Semi o que? Eu não sou nada disso, sou só uma estrangeira, nada mais. – Novamente a risada ecoou.

– Então vocês não sabem da verdade não é? Bom, vamos lá, a mãe de você não chegou aqui, você e seu irmão são filhos dela com um deus, não sei dizer qual, mais é com um dos deuses gregos. Bem, eu sou um sátiro e vim buscar vocês para levá-los até ao Acampamento Meio-Sangue.

O tempo passou e muitas palavras foram trocadas entre Alison, o sátiro e Barry. O Sátiro, que se apresentou como Greg, disse que já era bem tarde e que todos já estavam dormindo, então, depois de soltar os irmãos Blanc, os três saíram daquele ambiente e, do lado de fora, uma surpresa, havia uma Empousai lhes esperando. O sátiro tomou à frente, puxando uma faca e investindo contra a criatura. Ali puxou seu irmão pelo braço e saiu correndo. Na metade do caminho encontraram uma cabana, onde se instalaram, ficariam ali até o dia amanhecer.

Tentaram dormir, mas não conseguiram, depois de algumas horas a porta se abriu e Greg adentrou, dizendo para saírem e que estaria seguros com ele. Ao sair, viu um carro com três motoristas, o sátiro estava abrindo a porta e entrando, eles fizeram o mesmo. O carro seguiu de maneira desgovernada, até deixarem todos em uma colina, onde um homem-cavalo estava lhes esperando. Esse lhes guiou até o acampamento e lá explicou tudo e disse que eram prole de Apolo, o deus do sol, da música, poesia, medicina, entre outras coisas.


Alison Blanc
Filhos de Apolo
Filhos de Apolo

Mensagens : 2
Pontos : 4
Data de inscrição : 29/08/2013

Ficha do personagem
HP:
110/110  (110/110)
MP:
110/110  (110/110)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum