Ficha de Reclamação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ficha de Reclamação

Mensagem  Skarlat Ophar'ym em Qui Set 26, 2013 6:00 pm

Ficha de reclamação de
Skarlat Ophar'ym


NomeSkarlat Ophar'ym
Idade16 anos de idade.
ProgenitorAtena.
MotivoAtena é a deusa da inteligência, como todos sabem. Escolhi-a pois me considero inteligente além do mais, sempre tive muito interesse em suas histórias e na Deusa em si. Não é um motivo muito claro, não me identifico totalmente com ela, mas meu interesse por essa personagem é extremo, e por isso escolhi-a.
Progenitor mortalHwan Yong Ophar'ym - Pai. * Motivo da "Relação" explicado na biografia.
Defeitos e qualidadesÉ uma garota quieta e tímida, em contrapartida e isto é extremamente arrogante e egocêntrica. Ela é o centro das atenções e não admite que alguém discorde ou a contradiga. É levemente "bipolar", na verdade sobre de um distúrbio emocional onde suas emoções e sentimentos podem mudar em questão de minutos, por isso, se do nada ela começar a chorar, não estranhe.

Características físicas: Cabelos longos e lisos, de um tom avermelhado. Pele lisa e macia, cor de mármore. Olhos orientais, grandes e com longos cílios negros, de cor castanha escura. Baixa, 1,43 de altura, 35kg. Possui uma delicada marca no rosto, como uma cicatriz.

Cidade natal e atualNascida em Moscou, Rússia.
Atualmente morava em Seul, Coreia do Sul.

Habilidade- Poliglota
- Manuseio de Armas Brancas { especialização em adagas.
- Ótima Dançarina
- Toca instrumentos musicais { tradicionais coreanos e Violino.
- Ambidestra.

HistóriaEra uma noite chuvosa de Dezembro. A lua havia sido encoberta por uma grossa camada de nuvens cinza chumbo que fazia as cidades mal-iluminadas parecerem mais escura ainda. Era onde Hwa andava tranquilamente, de cabeça baixa.
A Deusa Atena, que andava disfarçada por aquele local logo topou com o jovem rapaz de aparência bonita e exótica, não era comum que orientais visitassem aquele local, porém por ter mais coisas a fazer não deu bola. Porém, na mente do rapaz vagueava a imagem da moça, tanto quanto na mente da moça, a do rapaz.
Não se passaram muitos dias desse acontecimento e se toparam de novo, no mesmo lugar, coincidência do destino? Não. Hwa ia por ali todas as noites desde aquela a fim de encontrar a jovem moça novamente, ah o clichê. Bem, agradeço ao clichê, pois sem ele aquela que vos narra não estaria presente.
Continuaram encontrando-se as escondidas por meses, e na ultima noite da Deusa por lá eles se amaram, e desta noite um fruto gerava-se no ventre de Atena.
Bom, o fruto era eu. Foi isso que meu pai me contou pelo menos. Contou faz alguns dias. É, eu não sabia de nada até alguns dias atrás. Continuando...
Eu sempre fui uma garota completamente normal, até meus cinco anos quando entrei na escola. Morava em Seul e adorava a primavera, pois as cerejeiras (não, não é só no Japão.) estavam em flor, mesmo não gostando muito da cor rosa, sei lá. Nos primeiros anos era até normal eu aprender mais rápido, os professores sempre diziam que varia de criança para criança. Porém no primeiro ano a coisa começou a ficar séria.
Eu aprendia tudo muito rápido e era a melhor da sala em quase tudo que se dizia decorar e analisar, era assustador até para mim, e minha extrema obsessão por livros e estudos me fizeram ter poucos amigos, e ir os perdendo por me tornar extremamente arrogante, mas fazer oque se eu sou a melhor?
Continuei assim até o ensino médio, quando sem querer fui acabar descobrindo sobra a “mitologia grega” e me interessei, passando a pesquisar cada vez mais, e ver coisas que faziam-me questionar sobre mim mesma e todas as desculpas como “sua mãe teve que partir, Querida” de meu pai. Aliás, porque eu tenho um nome diferente de todos se eu sou oriental?! De onde eu vinha? Quem era minha mãe? Oque eu era..? Essas perguntas me perturbaram tanto que me senti obrigada a perguntar para meu pai sobre tudo aquilo.
No começo ele resistiu, mas acabou por entregar-me toda a verdade. Enfim eu descobrira oque era e o motivo de minha inteligência relativamente alta. (Juro que fiquei frustrava ao saber que eu não era assim apenas por ser. Mas enfim, né?) E agora... Eu realmente não sei oque vou fazer...
avatar
Skarlat Ophar'ym
Filhos de Atena
Filhos de Atena

Mensagens : 3
Pontos : 5
Data de inscrição : 26/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum