Hunter Mission - Paula Huber

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Hunter Mission - Paula Huber

Mensagem  Hipnos em Sab Jan 04, 2014 5:59 pm


"O Circo de Monstros"

A garota estava em Nova York para fazer compras aleatórias, já que ela queria um casaco novo, pois estava ficando muito frio nessa época do ano, e, também porque ela queria gastar mesmo. O importante era que no central park havia uma tenda colorida montada e ao redor do mesmo, várias jaulas, e barraquinhas para jogos. Tinha até mesmo uma mini-roda-gigante bem iluminada. Paula ficou curiosa, mas não iria se intrometer em assuntos mortais, já que a presença dela ali na cidade já era de extremo perigo. Porem, quando um palhaço mimico entregou um folheto para ela, a meio-sangue não resistiu o instinto de ir conferir as atrações do parque de diversões.

ACONTECIMENTOS DURANTE A MISSÃO:
★ Deve brincar em pelo menos 3 barraquinhas
★ Ver um Show do circo
★ Achar os animais maltratados
★ Se apaixonar por um estranho aleatório do parque
★ Visitar o Circo de Aberrações
★ Lutar contra 3 monstros desse circo maluco
★ Salvar um dos animais, antes que tudo exploda
★ Fugir as pressas de alguma coisa
★ Tirar a sorte com a cigana

REGRAS:
★ Os fatos acima podem ser realizados em qualquer ordem
★ Não perca tempo com o prólogo, mas o restante da missão deve ser detalhada
★ Deixe claro ao final do texto o quanto perdeu de HP/MP
★ Deixe claro ao final do texto do que se trata seu Pet, assim como seu nome
★ No mínimo 25 Linhas
★ Qualquer dúvida, mande-me uma MP


★ Call me Hypnos, the Sleeper and Dreams's Keeper ★
Sleep is always a dream, don't you think?

credits @
avatar
Hipnos
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 858
Pontos : 1103
Data de inscrição : 23/01/2012
Localização : Rio Lethe

Ficha do personagem
HP:
999999/999999  (999999/999999)
MP:
999999/999999  (999999/999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://lrfl.deviantart.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hunter Mission - Paula Huber

Mensagem  Paula Huber em Sab Jan 04, 2014 9:44 pm

Fazer compras, existe coisa melhor no mundo das mulheres? Eu acho que não, pelo menos para mim não, é ótimo para retirar o stress e ficar zen, ainda mais quando se é uma semideusa. Estava prestes a ir embora quando de repente paro na frente de um parque de diversões com uma aparência muito agradável, primeiramente decidi não entrar, mas, quando um palhaço mímico me entregou um panfleto e me convidou a entrar, não pude recusar.
Eu voltei a ser criança totalmente, só fui uma vez a um parque de diversões lá na Rússia e não era muito bom, este aqui era muito melhor perto daquele. Fui primeiramente em uma barraquinha de tiro ao alvo, infelizmente só tive pontos suficiente para comprar alguns saquinhos de bola de gude, na segunda barraquinha que também era de tiro ao alvo consegui uma caixa de estalinhos, estava ficando desanimada por pegar só coisas inúteis, então fui na última barraquinha que iria caso não ganhasse nada de útil, era uma barraquinha de acertar as bolinhas nas pilhas de copo, e adivinha? Ganhei um lanterna que soltava um laser vermelho, bom, é hora de desistir.
Andando pelo parque decidi ir na roda gigante, entrei na fila e logo entrei no brinquedo, era de dois em dois e acabei ficando com um garoto, e ele era simplesmente lindo de morrer, alto, cabelos pretos bagunçados, olhos azuis, cara de anjo, corpo atlético. Mas infelizmente durou pouco minha paixão, pois já logo saímos do brinquedo, esse acontecimento me lembrou que no começo do parque tinha uma cigana, e decidi ver meu futuro amoroso com ela, andei um bocado e cheguei lá, achei que a fila estaria grande mas entrei direto, a cigana estava sentada em sua cadeira e olhando para a mesa falou:
-Bem vinda, Paula
-Como você sabe meu nome?
-Está na sua jaqueta.
-Ah é mesmo que previsível – Falei olhando para a linda jaqueta de couro com meu nome gravado – eu vim aqui para você ver o meu destino.
-Sente-se.
Sentei rapidamente na cadeira e esperei ela jogar os búzios.
-Minha querida você.......ah........SAIA DAQUI........AGORA – Falou ela olhando para os búzios apavorada. – Vai logo.
Obedeci ela e saí, e depois vejo ela pegar suas coisas e sair correndo do parque, humpf louca, nunca acreditei mesmo em ciganas.
Após andar um pouco mal-humorada pelo parque me dei de cara com um circo, o circo dos horrores, com certeza me animaria. Entrei e peguei o lugar lá de trás o circo estava cheio.
-Senhoras e senhores, respeitável público, começaremos agora o show de aberrações do circo! – Disse o locutor – Agora com vocês o Leão albino com a juba preta
Aquilo era muita besteira, pobre das pessoas que eram aberrações e apareciam ali para os outros rirem da cara delas, desisti de ver e sai do circo, e fui aos bastidores do circo abri m portinha e espiei os animais eram todos maltratados, e quem cuidava do circo era um Telquines e duas Dracaenaes com imensos tridentes em suas mãos, fiquei espantado, eu não havia trazido nenhuma arma a não ser meus braceletes/Guarda-Braço mas mesmo assim não podia deixar o mal trato aos animais acontecer, entrei escondido e fiquei atrás de uma estante espionando-os tinha vários animais ali mas o que mais me chamou atenção foi o leão albino de juba negra.
-Vou lá fora – Resmungou o Telquine – Volto dentro de meia hora
-Ok – Falaram as Dracaenaes em uníssono – messsssstre.
Então o Telquine foi embora dando um murro na estante onde estava escondido, que quase me esmagou.
Fiquei lá um bom tempo, até der coragem de tentar salvar os animais, empurrei levemente a estante para dar espaço o suficiente para sair dali rapidamente. E então tomei coragem e, pulei para fora da estante para a frente das Dracaenaes e usei uma habilidade minha para as deixar brevemente em pânico, assim roubando o tridente de uma e atirando como se fosse uma lança em seu peito fazendo-a cair e depois virando pó agora tinha sobrado apenas uma, meu ataque surpresa tinha funcionado, mas estava sem arma nenhumas e a dracaenae tinha uma, e partiu para o ataque com seu tridente tentou atingir minha barriga, e com sucesso, atingiu em cheio minha barriga fazendo me curvar e cair de costas na escada que levava ao palco ao lado de onde estava o tridente da outra Dracaenae, e em um súbito de coragem e adrenalina peguei o tridente e rolei para o lado, então me levantei e em um pulo e tentei fincar o tridente em seu corpo, o que não aconteceu pois ela desviou para o lado, e acertou minha perna com o tridente, o que me deu tempo para eu acertar com o tridente em seu crânio fazendo-a desmanchar em pó.
Isso realmente fora difícil, eu estava muito fraca e quase desmaiando mas juntei forças para começar a abrir as jaulas, tinham muito seres estranhos ali, mas o primeiro e único que abri foi o do leão, pois após abrir a jaula o Telquine apareceu.
-Criança idiota, você sabe o que acabou de fazer, abrir está jaula com a chave errada vai causar uma explosão gigantesca, da qual eu não serei atingido por ser um Telquine.
Aquilo realmente foi um baque para mim.
-Quanto tempo temos? – Falei, sem entrar em pânico
-uns 3 minutos – Disse ele – mas você terá que passar por mim
Ah droga, mais uma batalha ainda mais toda furada. Foi isso que pensei que ia ter que batalhar, mas pelo incrível que pareça (ou não) o leão albino com a juba negra pulou quase como um leopardo acertando uma mordida no abdômen do Telquine fazendo-o curvar-se e ai então dei uma incrível e potente joelhada nele na qual não imaginei poder fazer, deixando o Telquine cair ao lado do leão que olho para mim com uma cara de “E agora?’ Peguei um durex na cômoda e fiz de maneira em que o meu laser da lanterna ficasse quase ligado, então colei-o nas minhas costas fazendo o leão fica louco para me seguir por causa da luzinha, então abri a porta e comecei a correr para a saída, peguei minhas bombinhas e toquei todas ao céu, quando caíram fizeram um grande estouro.
-Tiroteio!!!!! – Gritei – Corram para a saída.
Mas eu fiquei já que não conseguia mover um músculo de tanta dor, o leão chegou, me farejou e fez uma cara de cão sem dono, então subi em seu dorso e ele correu muito rapidamente a saída parecendo saber o que eu queria. Após chegar lá fora vi tudo atrás de mim explodindo, mas nem dei bola, já que a van de Argos estava no outro lado da rua para buscar os semideuses que tinha ido fazer umas comprinhas, que por sinal tinha deixado dentro do circo.

HP/MP:
HP= 70 MP= 6
Leão:
Fígaro [Um leão macho albino, de jubas negras, manso para o dono, mas muito feroz para quem não ele não conhece.]
avatar
Paula Huber
Filhos de Deimos
Filhos de Deimos

Mensagens : 16
Pontos : 16
Data de inscrição : 11/11/2013
Idade : 19
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha do personagem
HP:
120/120  (120/120)
MP:
120/120  (120/120)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum