Escolta para Kevin S. Heit

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Escolta para Kevin S. Heit

Mensagem  Nyx em Dom Jun 15, 2014 6:20 pm


Escolta


------------


Um semideus sozinho longe da proteção do acampamento é realmente algo perigoso. Geralmente resulta-se em mortes sangrentas e violentas. Por vezes os deuses tentam ajudar os semideuses e enviam-lhe alguém para protege-los, como sátiros e até mesmo semideuses mais experientes que já saíram diversas vezes do acampamento e se aventuraram longe da proteção que o mesmo oferecia. Desta vez um garoto branco de olhos tão azuis quanto o céu se aventurava longe do acampamento. Não tão longe na verdade, ele estava em uma estrada dos EUA, sozinho, provavelmente sem armas, apenas a mercê dos monstros e pronto para se tornar um belo e suculento jantar para qualquer monstro. A estrada estava toda e completamente vazia, sem vestígio de carros próximos, casas, fazenda, nada. O que havia era apenas os últimos raios de sol alaranjados iluminando um canto ou outro daquele local e o som do vento acompanhando o rapaz aventureiro. O som de um carro vindo em altíssima velocidade ecoou por toda a estrada. O rapaz virou-se para conferir o que era, um Santana preto se aproximava a mais de 90km/h. Caso houvesse uma colisão haveria sérios ferimentos no motorista e no pequeno garoto. O carro passou a centímetros do rapaz, ele caiu no chão espantado e assustado com tudo aquilo. Um grito saiu do carro e este freou com força deixando marcas de pneu na estrada. O garoto caminhou lentamente e de forma desconfiada até o carro, ao estar próximo o suficiente do veiculo a porta de trás se abriu e dele saiu uma garota de longos cabelos negros, ela sorriu o olhando. - Esta indo para o acampamento meio sangue, não é?! O garoto a olhava espantado, a jovem possuía a postura de uma eximia filha de Ares. Ela não deu tempo para ele responder e apenas estendeu a mão. - Sou Juliana, filha da guerra. O motorista louco é o Paulo, filho de Hermes. O outro garoto é o Ian, filho de Athena. Você pode ir para o acampamento conosco se quiser. Os três sorriam de forma gentil para o garoto, realmente os deuses estavam lhe dando uma chance indispensável.
LEIA COM ATENÇÃO:

- Neste primeiro post descreve bastante seus sentimentos e os acontecimentos ao seu ponto de vista e decida se vai ou não entrar no carro. Lembre-se, eles são a sua melhor chance de sobrevivência;
- Não narre os NPC’s, essa é a minha função;
- Minimo de 400 palavras no word;
- Prazo de três dias para postar;
- Boa sorte.


avatar
Nyx
Deuses Primordiais
Deuses Primordiais

Mensagens : 71
Pontos : 105
Data de inscrição : 31/12/2011

Ficha do personagem
HP:
10000000000000/10000000000000  (10000000000000/10000000000000)
MP:
10000000000000/10000000000000  (10000000000000/10000000000000)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Escolta para Kevin S. Heit

Mensagem  Convidado em Seg Jun 16, 2014 8:35 pm


Who are you?
Θ What is it? Θ What am I doing here?  



“Fuja agora! Vá, enquanto ainda dá tempo. Mexa-se. Logo, logo eles chegaram. VÁ!”

Aquilo realmente era confuso para mim. Decerto, mamãe há muito me falara sobre o lugar que me daria o seguro necessário para desenvolver uma vida um tanto tranquila. Os sonhos com aquele homem me enlouqueciam e não poder vê-lo só ouvir não ajudava muito. Algo muito suspeito era que vovó sabia disso e nada me falava. Isso também me irritava.

“Venha aqui, Kev.”

Kev o modo mais próximo de doce que vovó me chamava, e mesmo não sendo exatamente o que eu gostaria, era o suficiente.

– Sim, vovó?

Desci a passos muito lentos a escada; acho que estava com um conjunto de engrenagens e uma pequena mancha de graxa na camisa, nada muito certo. Sentei-me assim como ela indicara.
“Sabe, alguns anos atrás, a sua mãe veio com papos estranhos sobre você e seu futuro. Ela disse que mesmo se não sobrevivesse ou vivesse você não nos pertenceria. Você nunca nos pertenceu.” Quis interromper vovó, mas suas feições me impediram. “Então, depois da morte da sua mãe comecei a receber aparições estranhas. Não posso te revelar muita coisa, apenas tenho a te dizer que deves sair daqui agora. Sem nada, só a cara e a coragem e seguir reto, sem desvios, nada, só reto.”

Vovó, enigmática que era, apenas beijou-me a testa e saiu da sala. Fiquei pasmo, claro, aquilo era claramente uma despedida. Uma triste despedida. Mesmo assim, não me sentia abandonado, pude sentir-me limpo. Ouvi buzina, era ela. Entrei no carro e ela não disse nada, não insisti.

“Some, garoto.” Vovó disse ríspida. “Boa sorte.”

Praticamente me empurrou do carro e saiu, cantando os pneus. Logo escureceria e a única coisa, que eu achava que tinha, era uma chave de fende e algumas engrenagens. Caminhei lentamente, totalmente sozinho e aquilo era assustador. Porém, sentia-me ‘livre’ e a sensação disso era ótima.

Continuei andando, mas cauteloso. Não sabia o que me aguardava, vovó apenas disse para ter cuidado e não confiar em ninguém muito suspeito. A certa maneira era reconfortante. Mas depois de os raios do sol quase sumir e os ventos começarem a esfriar, algo me deixava inquieto. Eu precisaria de ajuda. Logo, o mais rápido possível. Ouvi um som.

Mas, como ter som? Praticamente era só eu, o sol, o vento, e a natureza. Nada muito encorajador. Virei-me. Um carro. O medo me abateu, e eu arregalei os olhos, paralisado. Poucos centímetros separaram minha vida do meu corpo e tentando me afastar, caí. Deveras assustado e sem nenhum contato com quem estivesse no veículo.

Levantei-me, abanando a poeira da roupa, indo desconfiado até o carro. Lentamente, cheguei perto dele, e a porta se abriu, parei-me. Ouvi tudo o que ela disse. - S-sim. – Disse, nervoso e observando o modo como seus cabelos caíam por seus ombros. Ela apresentou-se, junto ao resto dos passageiros. Dois garotos junto a ela. Seus sorrisos gentis não era exatamente o que eu chamava de seguro e confiante, mas, mesmo assim, permiti-me aceitar com um aceno de cabeça, apertando os dedos ansioso, nervoso e assustado. É, eu poderia ter um infarto ali.
Credits to Rapture

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Escolta para Kevin S. Heit

Mensagem  Nyx em Ter Jun 17, 2014 6:59 pm


Escolta


------------


Juliana não demorou muito a adentrar o carro e puxar pelo braço o jovem rapaz. Paulo, o motorista pisou no acelerador e o carro arrancou em alta velocidade, os dois semideuses que eram passageiros se mantiveram todos calados. Exceto por Juliana, esta tagarelava alto contando para o novato sobre como o acampamento era legal, como as pessoas eram interessantes e como a arena era bem estruturada para quem gostasse de treinar. A jovenzinha não tirava os olhos do recém chegado passageiro. [color:d70d= #FF0000]- Existe as forjas também. Entrei apenas uma vez em uma das lojas dos filhos de Hefesto. Faz realmente muito calor lá dentro... Ian dirigiu um olhar repreendedor para a filha da guerra, ela rolou os olhos, cruzou os braços e finalmente se calou. Paulo continuava dirigindo como um louco, passando dos 90km/h. Todos se divertiam com aquele silencio ou não, agora era Ian que agia de forma estranha, ele olhava fixamente o jovem de olhos azuis. A “paz” durou pouco, havia durado até mais do que os três semideuses mais experientes haviam esperado. O que se viu fora apenas um pedaço enorme de madeira se chocar com a lateral do carro e este voar até bater contra uma arvore. Os quatro gritaram assustados, mas assim que o carro parou Juliana abriu uma das portas traseira e saiu do veiculo puxando Kevin junto consigo. Paulo fez o mesmo, porém puxava Ian. O que havia na frente deles não era algo muito bom e nem algo para comemorarem. Um gigante amarelo de dois metros com apenas um olho negro os olhava, de suas narinas saia vapor, ele estava irritado. Mas o motivo era desconhecido. Ian puxou de sua cintura uma adaga e entregou para Kevin. O filho de Hermes, Paulo, puxou uma escudo de suas costas e entregou ao novato. Agora começaria a batalha.
LEIA COM ATENÇÃO:

- Bom, não há muito que eu possa dizer. Vocês estão frente a frente com um ciclope bebe. O derrote com as armas que lhe entregaram;
- Não narre os NPC’s, essa é a minha função;
- Minimo de 400 palavras no word;
- Prazo de três dias para postar;
- Boa sorte.


avatar
Nyx
Deuses Primordiais
Deuses Primordiais

Mensagens : 71
Pontos : 105
Data de inscrição : 31/12/2011

Ficha do personagem
HP:
10000000000000/10000000000000  (10000000000000/10000000000000)
MP:
10000000000000/10000000000000  (10000000000000/10000000000000)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Escolta para Kevin S. Heit

Mensagem  Convidado em Sab Jun 21, 2014 8:52 pm


Who are you?
Θ What is it? Θ What am I doing here?  



Eu queria realmente me sentir confortável com a ideia de que finalmente eu conversaria com pessoas da minha idade, ser introspectivo possui suas desvantagens. Lembro-me de minha mãe dizer que eu estava me tornando um antissocial mal amado com tendências emo, mas a companhia dela e de vovó bastava.

Mesmo vovó não sendo um amor de pessoa, eu sei que no fundo ela me ama, assim como à mamãe. Em suma, ela apenas não demonstrava seus sentimentos e isso era totalmente chato. Acho que por algum trauma em idade mais baixa ou por causa do vovô que não era exatamente um homem certo. De qualquer forma, eu amo a velha.

Na verdade, nem ali com eles eu estava me sentindo ‘bem’, até porque ter... Juliana? Era esse o nome dela? Tagarelando o tempo todo estava me deixando totalmente sem jeito. Os outros dois nada falavam; socorro.

Depois que ela me puxou, começou a contar sobre o acampamento e mencionou as forjas... Acho que mamãe mencionou algo parecido uma vez, não tenho tanta certeza. De qualquer forma, após um momento de repreensão ela se calou. O silêncio e a paz reinaram tão bem que me permitiu sorrir.

De repente um solavanco. Acho realmente que fui parar no colo de Ian, depois disso o carro parou. A única coisa que tenho certeza foi de ser puxado para fora e rouco de tanto gritar apenas me deixei ser puxado.

Aquela coisa grande, amarelo e com um olho só me deixou mais apavorado que eu já estava. Olha- o não acalmava nem um pouco e por pouco pensei ter visto uma marca defronte seu olho, aquilo não estava antes, pisquei; não estava mais. Um dos garotos me deu uma adaga, que me deixou intrigado e o outro um escudo, não era muito pesado talvez nem tão resistente, mas estava bom já que eu não tinha armamento nenhum.

Fiquei algum tempo parado, achando graça em uma das poucas palavras da minha mãe sobre o futuro;

“Você lança bem, filho, é o que parece, pelo menos. Você também tem um pouco da força de seu pai...”  Acho que foi isso.

“Mas... quem é meu pai, mãe?”  Sempre questionava quem era e ela sempre desconversava.

Novamente olhei para a criatura, e de novo achei ter visto a marca, agora mais forte. Era um martelo sobre uma bigorna - ambos envoltos em uma áurea vermelho-amarronzado.

“Lance.”

Foi como se minha consciência dissesse isso para mim, mas não tinha certeza, estava tudo muito confuso. Novamente, achei ser confusão da minha mente um tanto perturbada. Para mim, parecia ter só a mim e ao sem-um-olho, a adaga coçava na minha mão e num ato corajoso, mirei a adaga em direção ao seu olho esquerdo, onde estava a marca, e lancei. Não era bom de física, mas provavelmente aquilo daria uma grande merda.

Credits to Rapture

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Escolta para Kevin S. Heit

Mensagem  Nyx em Sex Jun 27, 2014 6:38 pm


Escolta


------------


Os deuses pareciam estar a favor daquele indefinido. Ele fora o primeiro a atacar. Aparentemente ele havia visto o símbolo de Hefesto sobre o olho do monstro. Kevin deveria ter uma ótima mira, ou os deuses estavam mesmo querendo ele vivo. A adaga cravou-se centímetros abaixo do olho do ciclope. Juliana não quis esperar, puxou sua espada e correu na direção do monstro. Ela passou entre as pernas dele e cortou o calcanhar direito, o ciclope urrou de dor, mas não cedeu. Paulo arregalou os olhos vendo sua amiga ali, o monstro ergueu sua clava e a bateu com ela no chão exatamente ao lado da filha de Ares que fora lançada alguns metros. Ian estava tonto, porém conseguiu pegar seu arco e mirar ele na mão do ciclope. Uma flecha dourada surgiu na corda da arma e esta fora lançada contra o gigante. A batalha seria dura, isto os quatro semideuses perceberam assim que vira o ciclope colocar a clava em frente a flecha evitando ser afetado. A filha da guerra se levantou e correu novamente na direção do monstro enquanto Ian atirava varias flechas seguidas no monstro. Paulo possuía uma espada em sua cintura. Kevin tinha que ajudar aquelas pessoas e dar um jeito de matar o ciclope.
LEIA COM ATENÇÃO:

- Bom, não há muito que eu possa dizer. Vocês estão frente a frente com um ciclope bebe. O derrote com as armas que lhe entregaram;
- Não narre os NPC’s, essa é a minha função;
- Peço desculpas pelo tempo que fiquei sem postar, porém tive problemas;
- Minimo de 400 palavras no word;
- Prazo de três dias para postar;
- Boa sorte.


avatar
Nyx
Deuses Primordiais
Deuses Primordiais

Mensagens : 71
Pontos : 105
Data de inscrição : 31/12/2011

Ficha do personagem
HP:
10000000000000/10000000000000  (10000000000000/10000000000000)
MP:
10000000000000/10000000000000  (10000000000000/10000000000000)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Escolta para Kevin S. Heit

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum