Ficha de Reclamação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ficha de Reclamação

Mensagem  Leon Dothrakis em Sab Ago 02, 2014 12:30 pm

Ficha de reclamação de
Leon Dothrakis
NomeLeon Dothrakis
Idade13
ProgenitorHipnos
MotivoMinha vida se resume em: zzzzz.
Eu durmo e só. Passo metade do dia dormindo e a outra metade pensando em dormir. Não sou preguiçoso, cloro que não, só que eu não consigo evitar de dormir em quase qualquer lugar. Em casa, na escola, na fila do ônibus, no cinema, num velório (acredite, já aconteceu).
Alem de dormir, eu sou fanático por coisas feitas de ouro, apesar de não ter ouro em casa.

Progenitor mortalMinha mãe se chama Lolita Dothrakis. Trabalha em uma pequena creche em Manhattan. Ela tem longos cabelos loiros, olhos azuis e pele clara. Doce e até meio sonolenta, mas talvez seja por tanto trabalhar com crianças.
Defeitos e qualidadesManias: Dormir, colecionar coisas douras, dormir, olhar os pássaros pela janela e dormir.
Defeitos: Dormir muito, demorar para tomar um decisão, não gosta de relâmpagos, dorme me qualquer lugar e em qualquer situação.

Cidade natal e atualManhattan
Habilidade✓ Sorte
HistóriaEu estava fazendo uma coisa muito interessante e de suma importância: Dormindo. Na verdade eu estava dormindo na sala de aula, no meio da aula de história enquanto o professor falava. O professor reparou que eu estava dormindo e começou a falar - Leon! Leon! Acorda, Leon! - Eu acordei meio abobalhado e falei - Presente!... Hã... Vocês estavam fazendo a chamada? - Quase todos riam e o professor tossiu e voltou a seu discurso dobre as antigas cidades gregas. Esfreguei os olhos para tentar me manter acordo enquanto ele falava, mas sua voz era com ose fosse um sonífero 10x mais forte que os soníferos mais fortes. Quando eu já estava começando a dormir, a sineta do fim da aula me despertou junto com o barulho de passos das pessoas que saiam da sala. Juntei meu material e sai também.
Quase uns dez minutos depois, eu estava chegando em casa. Ou pelo menos pensava que estava indo para casa. Uma coisa estranha aconteceu, mais estranha do que aquele meu sonho que eu estava em um show do Elvis vestindo uma fantasia de abobora (jurei nunca mais comer abobora antes de dormir). A coisa estranha foi um homem disparar em minha direção ao mesmo tempo em que outro homem fazia o mesmo só que da direção oposta. Ok, mesmo em estado de sonolência qualquer rum nota que isso é uma coisa estranha. Os dois viam correndo em minha direção, um de cada lado, e eu fiz a coisa mais corajosa que alguém podia fazer: Dei um passo para o lado e deixei que um se chocasse com o outro. Em outra ocasião isso teria sido engraçado de se ver, mas eu estava meio com medo daquilo e resolvi correr de volta para casa, pelo menos eu rezava para lembrar de com ose corre já que eu não me lembro de já ter andando mais rápido que dois metros por minuto. Quando eu cheguei lá eu lembrei que minha mãe não iria estar em casa, mas ela estava. Perguntei o que ela estava fazendo em casa hora dessas, já que ela só costumava voltar do trabalho quando o dia estava quase acabando. Ela falou que teve um sonho de que eu estaria em perigo e resolveu voltar mais cedo. Perguntei o por que de minhas roupas estarem dentro de uma mochila e ela falou que nós tínhamos que sair. Legal, uma viagem de carro, eu posso dormir a viagem toda. Pegamos o carro dela e saímos, eu tentei dormir mas ela começou a falar e eu já sabia que dormir enquanto ela falava nunca terminava bem. Depois de um tempo chegamos em Long Island e ela ainda não tinha terminado de falar, mas pelo que ela estava falando eu achei que já estava dormindo. O carro parou bem quando ela terminou de falar e eu perguntei se ela estava falando sério, mas ela estava. Ela me deu minha mochila e mandou eu subir aquela colina e entrar no acampamento e eu fiz isso enquanto ela ia embora. Quando cheguei no topo da colina eu esfreguei os olhos para ter total certeza que estava realmente acordado, devido ao que eu estava vendo. Continuei andando e vi um homem montado num cavalo vindo em minha direção... Mas pera, ele não estava montado em um cavalo, ele era o cavalo. Pelo menos da cintura para baixo era um cavalo e da cintura para cima era um gomem de meia idade. Ele chegou sorrindo onde eu estava e me deu bos vindas, eu falei uma coisa bem inteligente como: Você é metade cavalo. Ele corrigiu dizendo que o termo correto era centauro.
Depois de ter quase assimilado tudo isso, eu, no fim do dia, descobri que sou filho de Hipnos.
avatar
Leon Dothrakis
Filhos de Hipnos
Filhos de Hipnos

Mensagens : 7
Pontos : 9
Data de inscrição : 02/08/2014
Idade : 16
Localização : Minha cama

Ficha do personagem
HP:
110/110  (110/110)
MP:
110/110  (110/110)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum