Rio - Canoagem

Ir em baixo

Rio - Canoagem

Mensagem  Hades em Dom Jul 22, 2012 6:30 pm


Canoagem

À margem do rio do Acampamento, foram as náiades, estavam sátiros que cuidavam de canoas e caiaques. Logo ao chegar, era notável sua desatenção as embarcações, pois elas sempre estavam voltadas paras as ninfas que ali perto faziam do rio seu lar. No chão, vários remos

Poucos já se aventuraram no rio do acampamento, mas ali estava disponível a oportunidade para isso, caiaques parados na beira, balançando vagarosamente, acompanhando o ritmo da água. No início, as águas corriam calmamente, pelo menos até desnivelarem, correndo mais rápidas rumo à cachoeira. Até dois semideuses poderiam desfrutar juntos da emoção que era praticar canoagem no acampamento Meio-Sangue.




  • É permitido 1 treino por dia;
  • Cada treino dá recompensa de 15 EXP;
  • Mínimo de 7 linhas por post.



Todos os caminhos levam a morte.

avatar
Hades
Deuses
Deuses

Mensagens : 193
Pontos : 273
Data de inscrição : 08/01/2012
Localização : Mundo Inferior

Ficha do personagem
HP:
99999999/99999999  (99999999/99999999)
MP:
99999999/99999999  (99999999/99999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Treino de Canoagem

Mensagem  Guilherme Antonius em Dom Set 16, 2012 12:59 pm

Chego ao rio para minha primeira aula de canoagem. Em uma mão, segurava meu livro de bolso, ao qual eu usava para anotar meus afazeres do dia, e na outra, um manual de canoagem em grego, que havia pego no Chalé 6, e lido em menos de duas horas. Meu instrutor me indicou a canoa que eu usaria. Entrei e peguei os remos.
-Bom, pra começar-Disse-me o instrutor-segure o remo assim. O barco não dá ré. Se quiser ir para o outro lado vire o barco com o corpo assim e reme.
-Tudo bem.
-Ah, e para não virar, você precisa...
-Equilibrar o peso do corpo, mantendo um eixo, como quanto se anda de bicicleta.
-É. Já remou antes?
-Não. Apenas li. E agora?
-Bom, agora... Sei lá. Reme. ficarei na margem. Se você afundar, as náiades vão te resgatar. Agora, vá!
Comecei a dar as remadas. Uma, duas, três... Quando olhei, já estava seguindo com força a correnteza a uns 10 ou 12 quilômetros por hora. estava adorando.
-U-hu!!!!- Não pude deixar de gritar. Me sentia como se estivesse em total liberdade. Ícaro deve ter sentido a mesma emoção antes de despencar do céu direto para o mar.
-Ótimo!- Gritou o meio-sangue que estava me ensinando- Agora, já pode voltar!
-A não. Deixar eu remar mais um pouco!- Protestei.
-Mas... Mas...
-Iupi!!
Fiquei ali por uns tempos. Me lembro de ver os outros campistas saindo do rio, enquanto eu ficava. Acho que tive de ser expulso do rio por uma náiade. Mas eu nem liguei mesmo. Amanhã, há há! Eu volto!


Guilherme... Very Happy Basketball Idea
avatar
Guilherme Antonius
Filhos de Atena
Filhos de Atena

Mensagens : 11
Pontos : 11
Data de inscrição : 13/09/2012
Idade : 20
Localização : Acampamento, Chalé VI

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio - Canoagem

Mensagem  Convidado em Qua Jun 12, 2013 2:11 am

Down the river!
Após um pouco da sensação de estar livre no ar, decidi ir para a água um pouco, talvez fosse a convivência com os filhos de Poseidon, mas estava disposta a testar a teoria deles de que a água acalmava os ânimos. Correndo até o rio do acampamento, podia observar as ninfas que me olhavam, algumas incomodadas pela interrupção da noite e outras curiosas sobre o que uma campista estaria tramando àquela hora.
Ao chegar no rio, as águas estavam calmas, com pequenas ondulações que alcançavam a areia da praia e não hesitei, fui até os remos e peguei um dos duplos, o arrastando até um dos caiaques e subi no mesmo, me arrastando até partes mais profundas do rio. Remando algumas vezes, tentei não pensar em nada, apenas ser deixada levar pela correnteza, até atingir a parte onde as águas calmas me abandonavam e as ondulações se mostravam mais ferozes. Um sorriso suicida se formava em meus lábios e, talvez Savannah estivesse correta e eu fosse uma das filhas mais loucas de Atena, mas, ao mesmo tempo em que o medo me atormentava, ele me atraía de uma maneira inexplicável.
Remando com mais forças, inclinava o corpo para trás, deixando o caiaque ainda mais aerodinâmico e, na medida que a velocidade aumentava, o sorriso em meu rosto se alargava, transformando-se em risadas entre dentes. Nunca fui uma menina de falar demais, sempre preferi ficar observando em meu próprio canto, mas isso não significou jamais que eu não tivesse uma personalidade forte e não soubesse o que queria. E, naquele instante, o que eu mais queria era ficar tranquila, no entanto, esta restava por pouco tempo. Quando as águas mais turvas se acalmaram, mais uma vez, pude ouvir o grito estridente de Savannah perguntando o que eu tinha na cabeça por ter saído do chalé durante a noite sem avisar ninguém. Remei até a beirada do lago e, com a barra da calça do pijama molhada pela atividade, prometi que lhe contaria tudo no caminho de volta para o chalé.
CREDITS @


Θ Atualizado Θ

15XP

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio - Canoagem

Mensagem  Alison P. Bolter em Qua Jun 12, 2013 10:41 pm



Breathing...

O sol estava se pondo, mas ainda tinha tempo de fazer mais uma das atividades do acampamento. Meus passos eram calmos enquanto olhava para cima observando as árvores balançarem seus galhos trazendo uma brisa fresca de encontro ao meu rosto.
 
Fechei os olhos por um breve momento, sentindo a brisa, sorri brevemente e abri os olhos.  Já podia ouvir o barulho da cachoeira conforme me aproximava do Rio. Estava próxima da água, olhei para os lados observando as canoas e os remos jogados ao chão. Um pouco mais afastados se encontravam os sátiros, praticamente babando enquanto olhavam as Naiádes.
 
Revirei os olhos e me agachei pegando um remo. O caiaque se movimentava de forma calma dentro do rio, entrei em um com espaço apenas pra mim. Me ajeitei dentro do caiaque e comecei a remar.
 
Alternava as remadas entre o lado esquerdo e direito, a velocidade estava boa, nem muito lenta e nem muito rápida. O vento vinha de encontro ao meu rosto, bagunçando um pouco os cabelos loiros. Sentia uma sensação boa, uma sensação de liberdade. Um sorriso aberto se formou em meus lábios, talvez o mais verdadeiro desde que chegara naquele acampamento.
 
Conforme o tempo ia passando, mais rápido o caiaque se movimentava. Remei com cuidado para não bater em algumas pedras espalhadas pelo caminho. O barulho da cachoeira ficava mais forte, talvez tivesse ido muito longe. Estava um pouco difícil remar até a margem, porém, depois de um grande esforço consegui.
 
Saí do caiaque e o arrumei, joguei o remo no chão e me sentei na beirada do rio, fiquei por lá alguns segundos, tendo meu momento de paz interior. Depois de alguns minutos me levantei, bati as mãos na calça para limpar a terra e iniciei o trajeto de volta para o Chalé de Quione.
thanks juuub's @ cp!  


Daughter of Quione • 17 Years • Cold Blooded
Alison Price Bolter

TKS CLUMSY @ SA

Homenagem ao Giordano, meu verdinho favorito. *-*:
avatar
Alison P. Bolter
Filhos de Quione
Filhos de Quione

Mensagens : 18
Pontos : 18
Data de inscrição : 10/06/2013
Localização : Chalé de Quione

Ficha do personagem
HP:
120/120  (120/120)
MP:
120/120  (120/120)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio - Canoagem

Mensagem  Convidado em Qui Jun 13, 2013 1:01 am

Um momento de paz.

Cada segundo, cada minuto de cada dia contavam com a grande caça à bandeira se aproximando e nada podia escapar, no entanto minha mente já estava cheia e eu meus momentos de atividades extras no acampamento estavam sendo mais que atividades, se transformavam em necessidades para acalmar minha mente. Caminhava, imersa em meus pensamentos, por entre as gramíneas e as folhagens das árvores enquanto ignorava os olhos incomodados das ninfas da natureza pela minha presença no meio da noite. O sono já havia me abandonado e o meio mais fácil para recuperá-lo estava sendo gastar energia para ser entregue ao cansaço físico esperando que os pesadelos de semideusa não invadissem minha mente no sono.
Aproximei-me das águas correntes dos rios e observei que até os sátiros dormiam então fui até os caiaques e separei um dos remos arrastando este comigo e sentei no pequeno barco adentrando no rio. O começo da trajetória como no dia anterior fora calma e nada de novo para mim, e era isso que eu gostaria, não estava ali como treinamento apenas para esvaziar a mente um pouco. Remei até o centro do rio e repousei o remo sobre o caiaque de maneira equilibrada, fechando os olhos e murmurando um chamado para minha mãe, pedindo a mesma para me guiar pelas minhas decisões e nos meus treinos além de me proteger na caça à bandeira. 
Inspirando profundamente, relaxei os músculos do rosto e fiquei escutando as ondulações na água batendo no casco do caiaque, o barulho dos pássaros ao meu redor e, pela primeira vez, entendi a expressão de conseguir esvaziar a mente, era como dar férias para o cérebro. Um pequeno sorriso iniciava a se formar em meu rosto quando fui trazida de volta à realidade por um sátiro que perguntava o que eu estava fazendo e me mandando sair dali. Obedeci remando de volta para a margem e decidindo ir para a parede de escalada, quem sabe lá encontraria paz.

Θ Atualizado Θ


10XP

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio - Canoagem

Mensagem  Convidado em Sex Jun 14, 2013 9:03 pm

Bring me some peace
Estava no final do dia e meu corpo não aguentava mais o nível estressante dos treinamentos apesar da contradição de minha mente que pedia por exercícios cada vez mais, sem dar descanso nos pensamentos. Corri até o rio do acampamento e ao passar pelos remos segurei um em mãos o arrastando até os caiaques e sentando em um após empurrá-lo para dentro do rio. Sentia como se uma bomba relógio estivesse por explodir em mim e precisava gastar energia ou então iria perder a cabeça de vez.
Comecei com remadas lentas pelo percurso que as águas faziam enquanto o tronco tombava para trás afim de diminuir a resistência que o ar prestava à locomoção. As pequenas ondulações se debatiam no caiaque e após percorrer alguns quilômetros larguei o remo sobre minhas pernas deixando que a correnteza me levasse até o final do rio que, graças aos Deuses, hoje estava calmo. Provavelmente lord Poseidon não estaria com vontade de realizar brincadeiras com a caça se aproximando e eu na mesma equipe de um de seus filhos. 
Decidi remar de volta mesmo que isso exigisse mais ainda de meus braços, então dei a volta com o caiaque e subi ao longo do rio guiando-me pelas risadas dos sátiros e das ninfas que se divertiam em uma aparente brincadeira de pique-esconde. Observava a inteiração entre eles com os cantos dos olhos enquanto sacudia a cabeça negativamente procurando o local de repouso dos remos. 
Quando a ponta do pequeno barco encostou na areia da margem, levantei-me e fui de volta para o acampamento com ideia de dormir cedo naquele dia, mesmo sabendo que seria impossível manter minha cabeça quieta para que o sono chegasse.

† Atualizado †

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio - Canoagem

Mensagem  Metis Bruske em Seg Ago 19, 2013 10:11 am

Pior parte do dia, sem alegria!

Só de pensar na canoagem, meus nervos entravam em curto circuíto, como se eu tivesse alergia ao território de Poseidon ou talvez simplesmente detestasse a ideia de me afogar, o que não era exagero da minha parte em minha sincera opinião.

No entanto, não custava tentar enfrentar meus medos para garantir minha própria sobrevivência, correto? Exato. Caminhei em direção ao rio que cortava e recortava as terras do acampamento e lá estavam sátiros com as ninfas fingindo demasiadamente mal estarem atentos ao que acontecia no local.

O geral da canoagem foi relativamente tranquilo, menos quando entrava em pânico ao sentir que a canoa oscilava da linha do equilíbrio ameaçando cair e acabava quase explodindo no primeiro que passasse diante de mim. Uma atitude razoável para quem detesta nadar tanto quanto eu desde que me entendia por gente, ainda mais quando a afeição por Poseidon era negativa em meu ser.

Logo, voltei para terra firme, agradecendo ao meu progenitor divino mentalmente - fosse ele quem fosse - e resolvi dar uma passada na arena para realizar algum treino, quem sabe espada e escudo ou agilidade? Descobriria quando chegasse lá.  
POST:001 MUSIC:NonePLACE:Na arena NOTES: None CLOTHES: Uniforme ✖ XOXO KitKat@SA


† Atualizado †


Metis Bruske
FILHA DE ZEUS ϟ IRMÃ DA THALIA E DA HYE ϟ NAMORADA DO KEVIN

Metis Bruske

Mensagens : 55
Pontos : 55
Data de inscrição : 18/08/2013
Localização : Presa no chalé de Hermes. Pai, se estiver ouvindo...socorroooo!!

Ficha do personagem
HP:
150/150  (150/150)
MP:
150/150  (150/150)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio - Canoagem

Mensagem  Metis Bruske em Ter Ago 20, 2013 1:19 pm

A próxima atividade do dia era aquela que eu estava, desde o meu despertar no chalé superlotado de Hermes, evitando a todo o custo, mas as coisas não podem ser evitadas para sempre. Eu realmente não tinha afinidade alguma com a água, canoas, caiaques, embarcações ou qualquer um dos derivados destes, mas mesmo assim me encaminhei na direção do riacho que cortava toda a extensão do acampamento o dividindo em duas partes e iniciei minha atividade diária.

Um guerreiro completo é aquele que reconhece os seus pontos fracos e tenta saná-los sem deixar de ressaltar os fortes e essa era a minha vontade obrigando-me diariamente àquela verdadeira tortura psicológica. Tomei na mão canhota o cabo de um dos longos remos empilhados em um canto na faixa de areia e o arrastei em direção ao caiaque que boiava na borda da água doce do local.

A maior parte da trajetória foi relativamente tranquila, com algumas oscilações no equilíbrio do barco durante o percurso, mas consegui me equilibrar bem considerando as tentativas anteriores ou o que eu imaginava que seria. Os braços, no entanto, ainda não eram acostumados para aquele tipo de exercício e, quando começaram a implorar por descanso descobri que estava no momento de retornar para a superfície, não que eu não estivesse aguardando por ele ansiosamente.

Com algumas remadas eu já encontrava-me com a polpa do caiaque ancorada na faixa de areia que contornava ambos os lados do riacho e voltei para a minha rotina normal dos exercícios, agora só precisava fazer meu treino de agilidade e dar uma passada na quadra de vôlei, antes que a prole de Apolo fosse me buscar no chalé do Deus dos Viajantes.



† Atualizado †


Metis Bruske
FILHA DE ZEUS ϟ IRMÃ DA THALIA E DA HYE ϟ NAMORADA DO KEVIN

Metis Bruske

Mensagens : 55
Pontos : 55
Data de inscrição : 18/08/2013
Localização : Presa no chalé de Hermes. Pai, se estiver ouvindo...socorroooo!!

Ficha do personagem
HP:
150/150  (150/150)
MP:
150/150  (150/150)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio - Canoagem

Mensagem  Metis Bruske em Qui Ago 22, 2013 9:08 am

Sabe a sensação de querer continuar para sempre nos céus, de querer jamais abandonar as alturas e o ar puro, longe de toda a vida caótica de meio sangue? Não acontecia quando eu ia para a canoagem no rio que cortava em rachaduras todo o percurso do território da casa dada aos Deuses para nós. Eu detestava a canoagem, mas algo precisava ser feito a respeito, não? Precisava enfrentar meu medo, seguir o exemplo de bravura da caçadora Grace que seguidamente enfrentava seus medos para se superar como semideusa.

Caminhei então até o rio e podia ver os sátiros que flertavam incansavelmente com as ninfas que nem repararam em minha aproximação. Fiquei alguns instantes encarando fixamente os caiaques e a pilha de remos que ali estavam, logo fitei em volta: nenhum campista presente, isso era uma sorte caso eu estivesse prestes a pagar o maior mico de toda a minha existência.

Entrei na pequena embarcação alaranjada e, com o remo, ajudei o caiaque a entrar em águas mais profundas. As ondulações faziam com que meu transporte oscilasse de um lado para o outro causando um pequeno desconforto em meu estomago e fazendo-me desejar voltar à terra firme. Eu, definitivamente, não era uma campista relacionada à água, então Poseidon estava fora da minha lista de progenitores óbvios, a não ser que eu fosse como Thalia com seu pai olimpiano, mas as chances eram pequenas.

Logo, remei de volta para a faixa de areia que contornava a corrente aquática e sai do caiaque tendo a calça molhada até os tornozelos. Deixei o longo remo sobre a pilha de seus semelhantes e me dirigi para a parede de escalada, quem sabe lá eu tivesse mais sorte do que próxima a superfícies aquáticas.



† Atualizado †


Metis Bruske
FILHA DE ZEUS ϟ IRMÃ DA THALIA E DA HYE ϟ NAMORADA DO KEVIN

Metis Bruske

Mensagens : 55
Pontos : 55
Data de inscrição : 18/08/2013
Localização : Presa no chalé de Hermes. Pai, se estiver ouvindo...socorroooo!!

Ficha do personagem
HP:
150/150  (150/150)
MP:
150/150  (150/150)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio - Canoagem

Mensagem  Metis Bruske em Sex Ago 23, 2013 6:01 pm

Um minuto de alegria e lá estava eu novamente: uma garota indeterminada que detesta água, praticando canoagem com um caiaque. Assim que o animal alado me deixou na faixa de areia, caminhei até a pequena e laranja embarcação a puxando junto de um remo para dentro da água. Mesmo que eu não fosse grande fã do território de Poseidon, ou mesmo do próprio Deus do mar, tinha de admitir que a prática levava à perfeição.

As ondulações mexiam com o equilíbrio do barco, mas não incomodavam mais com tanta frequência a estabilidade dentro de meu estômago, fazendo com que aquilo fosse mais aturável para a tonalidade de minha pele. Antes, assim que eu enxergava o rio, meu rosto se tornava um guacamole falante. Agora eu apenas atingia uma pequena tonalidade esverdeada e nem sentia a comida de meu estomago embrulhando mais.

Porém, era melhor não arriscar. Remei de volta para a superfície e sai da embarcação, puxando-a para a superfície em uma distância o suficiente para que o caiaque não se soltasse e voltasse para a água sozinho. Então, em alguns instantes pensativa, decidi dar uma passada na quadra de vôlei para ver como os filhos de Apolo estavam se saindo naquele final de dia, antes que eles mesmos viessem me buscar.



† Atualizado †


Metis Bruske
FILHA DE ZEUS ϟ IRMÃ DA THALIA E DA HYE ϟ NAMORADA DO KEVIN

Metis Bruske

Mensagens : 55
Pontos : 55
Data de inscrição : 18/08/2013
Localização : Presa no chalé de Hermes. Pai, se estiver ouvindo...socorroooo!!

Ficha do personagem
HP:
150/150  (150/150)
MP:
150/150  (150/150)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio - Canoagem

Mensagem  Metis Bruske em Sab Ago 24, 2013 6:31 pm

As ondulações estavam relativamente calmas, refletindo o estado de espírito do lord das Águas, Poseidon. Isso talvez tenha me passado algum senso de tranquilidade e segurança para a atividade marinha daquele dia. Peguei um dos remos e um dos caiaques e adentrei na água, começando a remar ao longo do riacho.

O percurso foi tão tranquilo quanto me parecia antes de iniciar. Estaria eu perdendo o receio de entrar no território de Poseidon? Talvez. Continuei a remar desviando das pedras do fundo do declive, e decidi retornar para que pudesse dar um "olá" aos meus colegas do chalé de Apolo. Nada como um período fugindo das proles de Afrodite para melhorar meu astral, não?

Assim, dirigi-me de volta subindo pelo riacho e sai da pequena embarcação laranja a puxando para a superfície. Larguei o remo dentro dela e corri em direção à quadra de vôlei do estádio do acampamento, quem sabe encontraria com o George por lá também? Seria interessante vê-lo longe da arena de treinamentos.



Atualizado



Metis Bruske
FILHA DE ZEUS ϟ IRMÃ DA THALIA E DA HYE ϟ NAMORADA DO KEVIN

Metis Bruske

Mensagens : 55
Pontos : 55
Data de inscrição : 18/08/2013
Localização : Presa no chalé de Hermes. Pai, se estiver ouvindo...socorroooo!!

Ficha do personagem
HP:
150/150  (150/150)
MP:
150/150  (150/150)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio - Canoagem

Mensagem  Metis Bruske em Dom Ago 25, 2013 11:50 am

Eu simplesmente detestava a parte do dia que envolvia a canoagem, mas em alguma forma até mesmo as atividades mais inusitadas que eram oferecidas pelo acampamento se tornavam necessárias de uma forma ou de outra, ao menos era o que os campistas mais experientes nos diziam sempre que reclamávamos o motivo de as estarmos praticando. Desci do cavalo alado e fui em direção a um dos caiaques, tomando em seguida um remo em mãos e adentrando na água.

A dificuldade do exercício já era razoavelmente bem superada por mim, não que isso fizesse com que eu simpatizasse mais com ele, porque não funcionava assim. Ao menos eu não me via mais caindo na água, virando o caiaque ou tendo um ataque sempre que alguma ninfa fazia brincadeiras de mal gosto fazendo uma ondulação e a jogando contra mim.

Após alguns instantes, dei o exercício por realizado e comecei a remar o mais rápido possível em direção à faixa de areia onde os sátiros fingiam que tomavam conta do que os campistas estavam fazendo. Quando o caiaque tocou a superfície, eu literalmente pulei para fora dele e larguei o remo, puxando a embarcação laranja apenas o suficiente para que ela não voltasse para a água por conta própria. Em seguida, corri em direção de volta à arena para meu último treino de armas: o de espada e escudo.



Atualizado



Metis Bruske
FILHA DE ZEUS ϟ IRMÃ DA THALIA E DA HYE ϟ NAMORADA DO KEVIN

Metis Bruske

Mensagens : 55
Pontos : 55
Data de inscrição : 18/08/2013
Localização : Presa no chalé de Hermes. Pai, se estiver ouvindo...socorroooo!!

Ficha do personagem
HP:
150/150  (150/150)
MP:
150/150  (150/150)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio - Canoagem

Mensagem  Convidado em Sex Set 06, 2013 7:46 am



( C ) orrida de caiaques


A saída dos campos de morango acompanhada de Nathan nos levou diretamente para o rio onde se encontravam os caiaques com alguns campistas preparados para começar uma divertida corrida. Fitei Nathan que parecia com preguiça demais para participar, enquanto eu ajeitava meus cabelos presos em um coque improvisado com o elástico, lançando-lhe um sorriso.

- Eu vou participar, você não vem?

Ele negou com a cabeça, formando um bico com os lábios que selei em uma risada, correndo até o caiaque livre. Os participantes eram um filho de Hermes, uma filha de Selene, Annye a filha de Ares e eu, aquela seria algo muito divertido para dar uma pausa em meus treinos e apenas curtir, como diria Kitty, a guardiã de Perséfone. Os cabelos loiros refletiam a luz do sol fazendo ondas de reflexos ao longo de minha cabeça e peguei o remo em mãos indo para a nossa suposta linha de partida. As regras eram claras: Sem poderes e quem chegasse primeiro venceria um colar de flores feito pelas ninfas. Um sátiro deu o sinal de partida e começamos o trajeto.

As águas calmas da corrida deixavam que apenas nosso equilíbrio no caiaque e começamos a descer ao longo do rio. Não demorou muito para a cria dos ladrões acertar o caiaque da filha de Selene com seu remo a derrubando na água. Seguimos o filho de Hermes, Annye e eu ao longo da trajetória e a filha de Ares conseguiu tirar o menino do jogo sem hesitar, agora éramos apenas nós duas. Comecei a aumentar a velocidade, inclinando meu corpo para trás, enquanto ela tentava me alcançar batendo com a frente de seu caiaque na parte de trás do meu, com objetivo de me tirar o equilíbrio.

Aguentei apenas o suficiente para cruzar a linha de chegada marcada pelas ninfas das águas doces e tive meu caiaque virado, causando minha queda nas águas e muitas gargalhadas de todos nós. Fui até o caiaque da filha da guerra que já arregalava os olhos castanhos para mim e virei o dela também, nadando em direção da praia em seguida e indo para meu chalé secar-me após despedir-me de todos. Apesar da rivalidade entre nossos progenitores, Annye e eu dividíamos o mesmo chalé e éramos donas de um relacionamento peculiar, onde sabíamos combinar a força física dela com a minha mente, com ambas cedendo nas partes necessárias. Eu jamais tentaria fazer o trabalho dela e ela jamais tentava fazer o meu.


★Atualizado★




notes none.
tagged Chegada de estranhos.
wearing Uniforme do Acampamento.
word count Muito.
music None.
credit thai_ss @ Terra de Ninguém.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Rio - Canoagem

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum