Essa é minha vida, esse é meu clube...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Essa é minha vida, esse é meu clube...

Mensagem  Percy Jackson em Ter Abr 16, 2013 9:26 pm

Era mais uma noite no acampamento em que acordava de um bom cochilo. Eu havia me sentido em paz há tempos, mas depois da grande confusão que Cronos causou, eu estava bem melhor. Claro, fazia missões para o acampamento, coisas aconteciam sempre, mas nada se compara aquilo, certo? Acho que após ter pensado isso, automaticamente, o universo virá contra mim. É! Semideuses não podem relaxar, sabe? Sempre estão em perigo.
Acordei querendo outro dos beijos subaquáticos que dava em Annabeth. Ela e a água são coisas que realmente me fazem muito bem e ambas salvaram a minha vida certas vezes. Porque não juntar tudo isso? A meu ver, não havia muitas coisas melhores que isso, não.
Fui ver a hora e percebi algo.
“Espera, onde está meu relógio?”
Tyson havia me dado, não podia tê-lo perdido. Era um relógio/escudo com desenhos de algumas de nossas aventuras. Procurei por toda parte e não consegui nada.
“Droga! Fui roubado. Não acredito, quem é que iria... ei, espera aí!”
Eu havia sido roubado, ou seja, havia um lugar muito recomendável de se procurar coisas roubadas, se é que vocês me entendem. Conhecia muito bem dois “pilantras” que podiam ter feito isto. Sei que, nem sempre, faziam por mal, eram quase cleptomaníacos.
“Stolls!”
Fui para o chalé de Hermes e chamei os dois. Travis apareceu:

-Hey, Percy, estava querendo mesmo falar com você, encontraram isso, se me lembro bem, é seu!
-Hã? Você me devolvendo algo que me foi roubado?
- Ah, qual é, Percy! Somos amigos, lutamos juntos, assim você me ofende – ele fez bico, brincando, claro – foi o pessoal mais novo do chalé, não se preocupe que já alertei a eles sobre você! Falei que você iria inundar suas casas quando descobrissem. Pode crer que, agora, isso não vai mais acontecer.
Dei risada:
-Certo, então! Valeu, cara.
- Até mais, Cabeça de Alga!
Claro, Travis sabia que eu não gostava de tal apelido que Annabeth me dara. É um perfeito provocador e manipulador. Um grande filho de Hermes... Muito engraçado também.
Encontrei a filha de Atena perto da fogueira do acampamento e passei o resto da noite com ela. Só isso que vocês precisam saber (risos).





Ψ Percy Jackson Ψ
'      Filho de Poseidon       '
avatar
Percy Jackson
Filhos de Poseidon
Filhos de Poseidon

Mensagens : 109
Pontos : 111
Data de inscrição : 17/06/2012
Idade : 21

Ficha do personagem
HP:
150/290  (150/290)
MP:
150/290  (150/290)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Essa é minha vida, esse é meu clube...

Mensagem  Percy Jackson em Qua Abr 17, 2013 10:26 pm

Algo estranho estava acontecendo. Eu estava andando sobre a água indo para uma direção desconhecida. Uma voz familiar me falava:
- Percy, cuidado! A água irá lhe ajudar sempre, mas nem sempre isso bastará.
Acordei. É... Eu estava sonhando algo estranho, coisas de semideus. Saí do chalé e fiz algo andei fazendo frequentemente, falar com Tyson por mensagem de Íris. Ele me dizia que nosso pai estava estranho de uns tempos para cá. No fim da conversa achei estranho, Tyson me pareceu não querer me contar algo:
- O que foi, cara?
- Nada não, eu só estou um pouco cansado dos trabalhos na forja, nada de mais –
sabia que ele estava mentindo.
- Ok, até mais.
Claro que eu iria descobrir o que estava acontecendo. Eu era inquieto, mas, suspeitando de algo assim, estava dez vezes mais que o normal. Fui para a praia do acampamento pronto para mergulhar e ir para o reino de meu pai, quando Grover e Annabeth me chamaram:
- Percy, não quer dar uma volta? Quíron resolveu dar um folga para o pessoal hoje, só não me pergunte o porquê – disse o Garoto Bode.
- Bom, então, vou visitar meu pai, aproveitando a folga.
- Ah, ok... vejo você mais tarde –
perguntou-me Annabeth.
- Claro – sorri e mandei um beijo para ela e um “certinho” para Grover. Ambos retribuíram.
Mergulhei e ordenei às correntezas que me levassem até o Reino de Poseidon. As correntezas pararam e eu não tinha chegado ao meu destino.
“Hey! O que aconteceu? Não era isso que eu queria.”
Fui até a superfície. Um garoto na superfície do mar. Detalhe: ele estava em pé sobre a água.
- Quem é você – perguntei um pouco assustado.
- Sou Josh, filho de Oceano – disse o garoto. Era um pouco mais alto que eu, tinha cabelos louros arrepiados, era magro, porém ainda me amedrontava de certa forma.
- Você é um idiota por ter saído daquele acampamento, foi fácil te achar assim. Agora posso vingar meu pai.
- Ah, então é isso!

Claro, meu pai havia derrotado Oceano há um tempo, mesmo com grande dificuldade, deu tudo certo. Meu pai sabia do garoto, talvez esta era sua preocupação, mas ele acha que eu perderia? Qual é? Meu pai me acha fraco? Pensava mil coisas.
- Bom, vamos parando com a conversa – terminando de falar, ele veio para cima de mim. Meus pés afundaram na água e ficaram imóveis.
“Como ele faz isso? O mar obedece a ele, mas não a mim!”
- Você está baixando a guarda e está com sua mente distante, nunca irá controlar o mar de forma decente assim – ele me socou duas vezes no rosto e uma na barriga – vamos lá Percy, isso é tudo? Toda essa fama e é assim que você irá perder uma luta?
“Ah, droga! Ele soca forte, mas, por sorte, está desarmado! Preciso de foco...”
Concentrei-me por um segundo e comecei a sentir o mar fazer parte de mim novamente, a dor já desaparecia. Ele ficou surpreso.
- O que foi? Sem o controle d’água você não pode fazer nada – perguntei provocando.
- Cale a boca, Jackson, irei destruí-lo, esteja certo disto.
- Acho que não!

Saltei em direção a ele, levantei a mão e uma onda passou por cima de mim escondendo a minha mão. A onda começou a tomar uma forma diferente em minha mão, ficando mais sólida a cada segundo, até tornar-se por completo em um tridente. Lancei-o na direção do garoto, que preso ao tridente foi para o fundo do mar. Eu não o havia matado, mas ele não se atreveria novamente. Ele não era forte, apenas havia me deixado surpreso e baixei a guarda.
Voltei ao acampamento, alguém me esperava à margem.
- Pai – exclamei.
- Percy, você está bem – disse ele aliviado.
- Sim, foi fácil, não sei porque você estava nervoso.
- Eu estava assim porque você é meu filho. Tome cuidado, Percy.
- Tá certo! Tomarei cuidado...

Ele desapareceu como água jogada ao vento. Grover e Annabeth estavam dando volta por aí. Tentei me comunicar com Grover mentalmente, com ele eu conseguia fazer isso.
Grover disse: “Estamos aqui na sua mãe, na verdade... ideia da Annabeth. Venha rápido, sua mãe vai começar a falar de quando você era bebê!”
“Essa não! Estou indo aí já!”
Pedi emprestado um par de All Star alado para os irmãos Stolls, filhos de Hermes e fui a toda velocidade para casa.



Ψ Percy Jackson Ψ
'      Filho de Poseidon       '
avatar
Percy Jackson
Filhos de Poseidon
Filhos de Poseidon

Mensagens : 109
Pontos : 111
Data de inscrição : 17/06/2012
Idade : 21

Ficha do personagem
HP:
150/290  (150/290)
MP:
150/290  (150/290)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum