Chalé dos filhos de Hades.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Chalé dos filhos de Hades.

Mensagem  Hades em Dom Jan 08, 2012 2:33 pm

O chalé de Hades é feito de mármore sólido preto,com colunas pesadas e sem janelas. Cada etapa é enfeitada por caveiras. Na frente do chalé há uma tocha onde queima fogo grego 24 horas por dia. Assim como os outros Três Grandes,

~~

Aqui ficarão meus filhos e os que não honrarem o nome de seu pai ficaram a própria sorte.
avatar
Hades
Deuses
Deuses

Mensagens : 193
Pontos : 273
Data de inscrição : 08/01/2012
Localização : Mundo Inferior

Ficha do personagem
HP:
99999999/99999999  (99999999/99999999)
MP:
99999999/99999999  (99999999/99999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé dos filhos de Hades.

Mensagem  Convidad em Ter Jan 10, 2012 9:08 am

    Levo minhas roupas e minhas coisas para aquele chalé, o chalé onde eu sempre deveria ter ficado, o chalé de Hermes eram muito movimentado, eu iria matar um se eu ficasse mais tempo por lá...
    Me jogo na cama guardando as coisas, o chalé somente para mim por enquanto, eu me sentia bem naquele lugar.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé dos filhos de Hades.

Mensagem  Convidad em Ter Fev 14, 2012 3:29 pm

Meus olhos rodaram o chalé assim que adentrei, um sorriso se esboçou em meu rosto, aquela era a minha nova casa, eu gostando ou não. Eu passaria os próximos meses ali, minha mãe havia me explicado, e por mim tudo bem. Seja sonho ou não, eu havia passado por muita coisa e me sentia uma igual naquele lugar. Prendi a respiração com os olhos brilhantes. Uau. Um dos três grandes, e ainda mais o deus dos mortos... Não tinha nada a ver comigo, mas pensando bem, minha mãe sempre foi do tipo que corria atrás dos caras durões.
Joguei minha bolsa em cima da cama, o chalé parecia vazio, não havia uma única alma viva... Literalmente... Me sentei na cama e suspirei, eu realmente precisava de um tempo sozinha.
Apoiei minha cabeça na cabeceira e olhei para o teto. Antes que pudesse descansar qualquer parte do meu corpo ouvi um barulho vindo de fora. Toquei meu punhal. Não poderiam ter monstros por ali... Não faria sentido. Me coloquei de pé, o barulho vinha do canto, de perto do meu chalé. Caminhei lentamente até as sombras onde pude enxergar dois enormes olhos azuis esbranquiçados me observando. Com as enormes presas à mostra o lobo se aproximou de mim. Senti meu peito acelerar, o lobo era enorme e tinha o pelo completamente negro, sem sequer uma mancha de outra cor. O animal se aproximou de mim e pude ver algo brilhando nele. Não era uma corrente, mas de seu peito caía uma pequena medalha de indentificação, me aproximei hesitante do lobo que não teve reação, somente continuou me observando e tentando decidir se eu era segura ou não. Depois de ver que estava tudo bem, toquei a placa vendo que havia algo entalhado nela. Com os olhos estreitos pude ler a frase: "I Have My Eye On You". Abri um sorriso e acariciei a orelha do lobo que me observou de forma feroz, porém me lembrando um cachorro qualquer.
-Obrigada, pai. -Sussurrei para mim mesma e abrindo um sorrisinho para o lobo. -Como vai Kimoy?
Já lhe ofereci um nome. Sabe, para um acampamento cheio de semideuses e monstros e deuses gregos e riscos de vida diários, o lugar até que era bem bacana. Quem sabe eu havia realmente achado meu lugar? Ou melhor, minha casa.


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé dos filhos de Hades.

Mensagem  Mellody M. Grigori em Dom Jan 05, 2014 2:06 am


Daughter of Hades


Havia tempos que nao visitava o acampamento Meio-Sangue. A verdade era, que minha partida havia demorado mais do que eu esperava, assim como a minha estadia no submundo junto do meu pai. Digamos que tirar informacoes do rei do submundo nao era a coisa mais facil na vida. Na verdade eu estava de volta e estava frustrada. Era como se os quatros meses que havia passado la, haviam sido completamente em vao. Bem... Acho que estava feliz por finalmente estar em casa, por mais inquieta que eu estivesse.
O chale de Hades era de um ar familiar doloroso, que enchia o meu corpo de alegria e sofrimento ao mesmo todo. Meus olhos circularam pelo local, vendo as quatro portas de separacao e como eu sabia que as quatro estavam vazias, Nico por nunca estar no acampamento, Drew por estar com a cabeca em outro lugar, Sebastian por estar perdido ou preso em algum lugar no mundo e... Bem, eu por ter saido a procura de respostas. Era triste como um chale tao grande parecia tao solitario, nao que aquilo fosse alguma novidade gigante para mim. Seja como fosse, eu estava conente de estar de volta. O submundo podia ser um lugar muito escuro e quente para se viver sem enlouquecer, nao era atoa que o pai havia sido enganado para ter que tomar conta daquele lugar.
Abri a porta da minha parte do chale e sorri ao encontrar tudo exatamente como havia deixado. A cama estava arrumada, algumas roupas jogadas na cadeira e as janelas fechadas com as cortinas pesadas ali. Me sentei na cama soltando um longo suspiro so percebendo entao o quanto estava cansada. Me deitei contra o colchao deixando o meu corpo descansar, mas e claro que nao o suficiente para dormir. Ha quanto tempo eu nao dormia direito? Duas semanas? Tres? Desde que ela havia sumido. Senti meus olhos arderem e me virando para o lado vi dois porta retratos que nao melhoraram o meu humor. Em um deles havia uma fotografia minha e de Apple que haviamos tirado um dia atoa na praia, e ao lado, uma foto minha com a minha mae que havia tirado em meu aniversario de quatorze anos. Em ambas as fotos eu parecia tao contente... Mas com a morte de Apple e o sumico da minha mae, era impossivel achar um motivo para sorrir, e nao sorrir era simplesmente nao Mellody. Soltei um suspiro e deixei uma unica lagrima rolar pelos meus olhos enquanto eu os fechava pesadamente. Eu queria dormir, mas nao queria ter pesadelos, nao mais. Senti um corpo largo e de pelo macio se aninhar contra mim, e sem sequer precisar abrir os olhos, afundei os dedos acariciando Kimoy. Ele era a minha companhia ha um bom tempo, o unico que nao havia me deixado. Abri um sorriso para o lobo, olhando-o de forma carinhosa.
-E amigao... Acho que somos so eu e voce.
OFF: perdao a falta de acentuacao. Texto feito em teclado norte americano.


LINKS


Mellody {Morgan} Grigori



Thanks Katherine@PE
avatar
Mellody M. Grigori
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 326
Pontos : 328
Data de inscrição : 18/08/2012
Idade : 20
Localização : Em Algum Lugar pelo Mundo xD

Ficha do personagem
HP:
170/170  (170/170)
MP:
170/170  (170/170)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé dos filhos de Hades.

Mensagem  Halt Carrick em Dom Jan 05, 2014 9:55 am

Chalé de Hades - Finalmente a Mesma Coisa

- Até aqui... Quando é que vou me sentir em casa, pai? Ou será que ainda não mereço te chamar assim?

Quando entrei no chalé 13 pela primeira vez, só joguei as minhas coisas em um canto e fui conhecer áreas calmas do Acampamento, precisava relaxar um pouco, nunca havia sentido tanta adrenalina quanto senti no espaço de tempo em que eu era trazido ao Acampamento Meio-Sangue.

Mas agora, deparado com os 4 quartos do chalé, todos ocupados, me sentia excluído novamente. Mas dessa vez eu era um semideus, certo? Era normal sentir-se assim. Como filho de Hades, deveria estar ainda mais acostumado a isso, e cada vez mais. Solidão? Talvez, mas não seria nada mal que meus irmãos fossem... Enfim... Eu precisava esquecer tudo isso, talvez esquecer minha mãe... Mas como estaria ela sem mim? Onde está ela? Não sei, depois de tudo que aconteceu, realmente não sei.

Sentei-me onde minhas coisas estavam jogadas e segurei meu livro predileto, comecei a ler ele para distrair-me, mas não dava certo, tinha algo de errado comigo, estava inquieto demais, o que eu poderia fazer? Será que eu deveria descansar um pouco?

“Cale-se, Halt, parece um bebe chorão” foi o pensamento que me fez adormecer em meio a tralhas e sob um pequeno e interessante livro.


Halt Carrick

Filho de Hades – Verme Caçula - Inútil (por enquanto)

credits @
avatar
Halt Carrick
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 27
Pontos : 27
Data de inscrição : 01/01/2014

Ficha do personagem
HP:
130/130  (130/130)
MP:
130/130  (130/130)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé dos filhos de Hades.

Mensagem  Mellody M. Grigori em Dom Jan 05, 2014 2:38 pm


Daughter of Hades


Meus olhos se abriram com um grito de horror. Me sentei na cama de forma violenta e arregalei os olhos enquanto sentia meu coração batendo contra o meu peito. Minhas mãos estavam tremulas e meu rosto cheio de suor. Afaguei minha testa enquanto olhava para o relógio ao meu lado. Eu sabia que junto com o sono vinham os pesadelos, e não poder dormir já estava me matando. Eu havia me deitado há quatro horas atras, o que não era nem de longe o tempo necessário para um ser humano sobreviver, mas era como eu estava nos últimos dias. Como um zumbi. Estremeci ao me lembrar dos esqueletos que meu irmão havia evocado há alguns meses, e me irritei por achar qualquer semelhança com eles.
Meus olhos se tornaram alarmados quando ouvi movimento no chalé. Eu poderia ter ficado tranquila, imaginando que era um dos meus irmãos, mas ao ouvir Kimoy exibir os dentes afiados do tamanho dos meus dedos, foi sinal de que era um cheiro estranho. Em outra situação eu não iria me preocupar, já que eu sabia que o acampamento tinha barreira anti monstros, porém, depois do pesadelo que havia acabado de ter, minha adrenalina estava simplesmente a mil. Levei o dedo aos lábios pedindo ao lobo por silêncio e em passos curtos me levantei da cama. Puxei os headphones que tinha sobre minha cabeceira e rapidamente vi-o se transformando em duas facas. Abri a porta de supetão e com minha maior força me preparei para lançar a faca que se incendiou em minhas mãos. Eu teria atacado, porém Kimoy foi mais rápido e correu em direção ao estranho. Meus olhos se arregalaram ao encontrar o que me parecia ser um campista, e correndo em direção a ele, antes que meu lobo o estraçalhasse, o segurei pela gola da camisa, erguendo-o contra a parede.
-O que está fazendo aqui?! Está querendo morrer?
Perguntei em tom alarmado com um pingo de raiva. Meus olhos caíram em malas que estavam abandonadas não muito longe de nós e senti meu estômago embrulhar. Olhei para o garoto em tom alarmado, para os grandes olhos azuis e os cabelos negros. Senti minhas mãos tremerem enquanto o segurava. Ah não...

LINKS


Mellody {Morgan} Grigori



Thanks Katherine@PE
avatar
Mellody M. Grigori
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 326
Pontos : 328
Data de inscrição : 18/08/2012
Idade : 20
Localização : Em Algum Lugar pelo Mundo xD

Ficha do personagem
HP:
170/170  (170/170)
MP:
170/170  (170/170)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé dos filhos de Hades.

Mensagem  Halt Carrick em Dom Jan 05, 2014 10:42 pm

Chalé de Hades - Irmãos

Odeio ser acordado assim, mas não tive escolha. Enfim, eu havia invadido o local, talvez merecesse isso para aprender a não fugir das responsabilidades...

- Você poderia me soltar? –
Falei, desconfortavelmente, mas sem raiva nenhuma na voz, apenas frustração. Não esperei que a garota o fizesse e nem tinha condições de obriga-la a fazê-lo, além do desânimo, havia o lobo, que não permitiria isso. – Sou apenas um irmão sem quarto.

Ao terminar de falar, os sonhos que eu tivera enquanto dormia vieram à tona. Eu sempre tinha pesadelos, mas nunca fui capaz de lembrar-me deles assim que acordava, ou acordar durante ele, era muito estranho isso. Muitas vezes não faziam sentido, mas cada dia que passava e mais eles criavam histórias complexas em minha mente, eu ainda não era capaz de entendê-los, mas pretendia.

Apesar de tudo, olhar firmemente nos olhos dela e ver que ela nãos desviou o olhar de mim me fez gostar daquela garota. Realmente sentia que ela era minha irmã, mas não desviei o olhar também, mostrei indiferença. Imaginei de qual cor meus olhos estariam, pretos ou azuis? Nunca sei, mas eles mudam, é estranho. Assim que ela me soltasse trataria de colocar meu Iphone no bolso da jaqueta de couro, não estava a fim de morrer.


Halt Carrick

Filho de Hades – Verme Caçula - Inútil (por enquanto)

credits @
avatar
Halt Carrick
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 27
Pontos : 27
Data de inscrição : 01/01/2014

Ficha do personagem
HP:
130/130  (130/130)
MP:
130/130  (130/130)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé dos filhos de Hades.

Mensagem  Mellody M. Grigori em Dom Jan 05, 2014 11:10 pm


Daughter of Hades


Eu já sabia o que estava rolando, mas depois que o garoto confirmou, pareci demorar, como se precisasse raciocinar tudo de novo. Estreitei os olhos observando o garoto que parecia ter os seus quinze anos de idade. Ótimo, agora Hades havia resolvido agir como Zeus e estava tendo uma ninhada inteira, e o melhor, não sabíamos daquilo. Soltei a gola do garoto e soltei um longo suspiro, fazendo um sinal para Kimoy que me deu atenção. Falei entredentes para o lobo:
-Kimoy, não. Ele é amigo.
Comentei não muito certa enquanto via meu lobo rosnar e sair para dentro do meu quarto como quem diria "por que ela sempre tem que acabar com a diversão?". Voltei a minha atenção para o garoto e soltei um suspiro enquanto cruzava os braços. Eu não tinha tantos irmão quanto os outros campistas. Tive apenas alguns e sempre fomos como uma família, sempre unida e lutando pelo outro. Olhar para aquele garoto estranho e chamá-lo de irmão, simplesmente não parecia certo, mas não por alguma coisa em especial, mas simplesmente porque ele era um qualquer entrando para a família. Eu deveria ter sido mais legal, mais compreensiva, mas alguma coisa na minha cabeça não estava certa, e era justamente a pequena beira á insanidade que sofria pelo sumiço da minha mãe. Mordi o lábio e ajeitei a alça da minha blusa que havia caído em algum momento durante toda a ação, e desajeitada, caminhei até o garoto, erguendo-lhe a mão. Eu lembrava como havia sido o meu primeiro dia ali: sozinha e confusa. Seria simplesmente frio de mim, não lhe abrir os braços.
-Me desculpe pelo susto. Meu nome é Mellody, Mellody Grigori. -Me apresentei, abrindo um sorrisinho. Olhei para as portas após ouvir o que ele comentou sobre os quartos. Realmente estávamos em falta. Se Hades continuava no ritmo que estava, estaríamos em breve como no chalé de Hermes. -Quanto ao lobo, ele não vai te atacar de noite... Acho. Pode ficar na terceira porta. Pertencia ao nosso irmão Sebastian, mas há mais de oito meses que ele desapareceu em uma missão... Não acho que vá voltar.
Falei em um tom meio entristecido. Eu não havia conhecido Sebastian tão bem quanto eu gostaria, mas ainda tinha um carinho muito grande pelo garoto. Olhei de novo para o menino perto de suas coisas e mais uma vez me senti mal por te-lo conhecido daquela forma. Tossi, um pouco sem jeito.
-Não vai ver muito dos nossos irmãos por aqui, Nico costuma ficar no submundo e Andrew está pêlo acampamento, mas se tiver a chance, vou apresentá-los para você. Você vai me ver bastante por aqui, eu durmo na porta ao lado. Por favor não me acorde com pesadelos.
Brinquei em tom bom humorado que não sei de onde havia tirado. Me perguntei por um momento se ele precisava de ajuda com as malas, mas cheguei na conclusão de que ele era grande o suficiente para aguenta-las. Caminhei até o terceiro quarto e abri a porta conseguindo ver ainda algumas das coisas de Sebastian que haviam ficado para trás. Alguns gibis e coisas que ele costumava se divertir com. Parei na porta dando entrada para o novo irmão, tentando ao máximo não incomoda-lo com tanta atenção. Ele parecia um pouco retraído e acho que era demais pedir por afeto quando sequer não nos conhecíamos. Observei bem os cabelos pretos e os olhos claros tentando achar qualquer sinal que me desse motivos para desconfiar dele. Um brilho no olhar, um sorriso ruim, qualquer coisa, porém o garoto parecia perfeitamente normal. Mesmo sendo novo, eu achava que ele poderia se encaixar por aqui, e o mais justo seria que eu tentasse o meu melhor para isso, assim como meus irmãos haviam feito por mim.
Me perguntava qual era a história dele. Como havia chegado aqui com aquelas aventuras emocionantes que os semideuses passam por. Queria saber mais sobre ele, mas eu sabia também que aquela não era a hora para isso. Não queria sufocar o garoto. Abri um sorriso enquanto apontava para trás do meu ombro e limpava a garganta para ganhar a sua atenção. Pisquei algumas vezes planejando minhas palavras.
-Vou indo para o meu quarto, está meio tarde. Eu sei que não precisa de conselhos, mas... Bem, as coisas podem não ser muito fáceis aqui no começo, deixar a sua casa e tudo mais, mas prometo que vão melhorar...
Acenei para o garoto e com um sorriso, para finalmente me voltar em direção a minha porta.
-Bom sonhos e... -Falei observando-o por cima do ombro. -Seja Bem-vindo.

LINKS


Mellody {Morgan} Grigori



Thanks Katherine@PE
avatar
Mellody M. Grigori
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 326
Pontos : 328
Data de inscrição : 18/08/2012
Idade : 20
Localização : Em Algum Lugar pelo Mundo xD

Ficha do personagem
HP:
170/170  (170/170)
MP:
170/170  (170/170)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé dos filhos de Hades.

Mensagem  Halt Carrick em Dom Jan 05, 2014 11:47 pm

Chalé de Hades - Hora de Descansar

- Não tem problema, desculpe ter invadido aqui, estou meio perturbado – Disse ao ouvir ela se apresentando – Meu nome é Halt, Halt Carrick. – Mellody continuou, parecia diferente daquela garota prudente que desafiara o estranho. Talvez uma garota que se visse há algum tempo atrás, entrando no desconhecido, assim como eu. Tenho que admitir, fiquei satisfeito em saber que o lobo não me atacaria.

Ela mostrou-me a terceira porta, se eu não tivesse tão desnorteado, não aceitaria ficar ali, este Sebastian, era meu irmão, ou é, ainda. Onde ele estaria? De repente senti falta dos três irmãos que ela citou, mas logo passou, eu não os conhecia, aquele afeto todo? Não era eu, só me sentia assim com minha mãe, Alyss. Do som triste durante a menção de Sebastian ao som engraçado da tentativa de fazer piada com o hábito dos semideuses de terem pesadelos, comecei a respeita-la mais ainda.

Não pude deixar de pensar quem estava por trás das duas garotas que vi em ação naquela noite. O que era resultado daquelas duas faces de Mellody, a filha de Hades? O olhar dela mostrava um sentimento recíproco de questionamento, mas entendemos que seria, para o bem geral, irmos para os quartos. Com as malas em mãos, entrei no quarto de Sebastian, tentei sentir sua alma vagando pelo mundo, mas não senti, da mesma forma quando eu procurava a alma no submundo, estranho como qualquer alma que tenha uma forte ligação comigo não parece estar alcançável nem pelo maior poder, já cansara de tentar descobrir se minha mãe estava bem.

A tentativa de me reconfortar dela, falando quase como minha mãe, me fez quase cair em lágrimas em questão de segundos, olhei para a garota, que deveria ter um ou dois anos a mais que eu, tentei entender o que havia entre nós, entender o que ocorria naquele novo mundo que eu ingressei, mas era impossível. Engoli tudo em um olhar de dor e concordei com um agradecimento mudo.

- “Bons sonhos”, irmã – sorri fracamente, pisando no chão do quarto pela primeira vez, sem olhar para ela. Então virei o pescoço e acenei com a cabeça – Obrigado, mesmo.


Halt Carrick

Filho de Hades – Verme Caçula - Inútil (por enquanto)

credits @
avatar
Halt Carrick
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 27
Pontos : 27
Data de inscrição : 01/01/2014

Ficha do personagem
HP:
130/130  (130/130)
MP:
130/130  (130/130)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé dos filhos de Hades.

Mensagem  Andrew K. Maverick em Seg Jan 06, 2014 12:11 am

Não havia tempo a perder. Tempo nenhum. Minha jornada pelo submundo havia me revelado coisas aterradoras. Só os deuses sabem o que aconteceu no acampamento nesses últimos dias, desde a grande batalha contra os gigantes de Nyx. Lembro-me de destruir o gigante de fogo, ou ao menos chegar quase. Chamas de trinta metros de altura que me davam constantes pesadelos, aliadas a uma figura negra que tentava apagá-las à golpes de foice. Eu, voando, ferido. Eu me lembro de cair e, então, tudo começou a piorar. Já não estava mais no acampamento. Era como se alguém tivesse tomado minha memória. Lembro-me me bem de Perséfone me concedendo poucos momentos no mundo de cima. "Finalize seus assuntos lá, Andrew. Você passará muito tempo tentando resolver esse mistério.". Eu estava morto? Duvidava. Por algum motivo eu ainda podia me sentir vivo.

"Claro, o que é se sentir vivo afinal? Que grande besteira minha." Meus punhos se cerraram fortemente, enquanto eu batia as asas preguiçosa e silenciosamente. Quase uma marcha fúnebre alada. "Eu só sei que estou vivo por que me sinto morrer". No meu pescoço, a mordida da Phyton pulsava e me corroía. Lembro-me de Dex ter me passado um paliativo. "Foi tudo minha culpa", ele dizia. Não era culpa de ninguém do acampamento, nenhum aqui tinha poder o suficiente para simplesmente me mandar pro submundo. A culpa era minha de ter acabado no covil da Grande Cobra atrás de... pistas. Pistas pro desaparecimento de minha mãe, a primeira pessoa que eu pensei em visitar no submundo, aproveitando minha estadia.

Eu cheguei no chalé. Minha respiração estava pesada. Eu cobri o pescoço com um cachecol vermelho, presente de um amigo que fiz no submundo. Pousei no parapeito de minha própria janela, o quarto da ponta esquerda. Contraí as asas e atravessei as sombras no local, materializando-me dentro do cômodo. Truques de ceifador para horas de vida ou morte. Bem, eu não conseguia mais diferenciar essas horas das horas comuns. Puxei o cachecol para o nariz também. Minha respiração pesada podia ser ouvida. Por mais que minha aura fosse facilmente identificável, ser ouvido me revelaria completamente. Coletei o que tinha vindo buscar: Um pacote de pergaminhos, amarrados. Coloquei-os na minha mochila, junto com umas mudas de roupa e alguns mantimentos. Também peguei a maioria de meus equipamentos. Chequei se meu armário estava trancado. O cadeado, presente de Jano, não devia ser aberto nunca. Como uma última ação, transportei-me até o quarto de Sebastian.

Ali, na minha frente, estava uma nova pessoa. Não era meu antigo irmão, mas tinha meu mesmo sangue por parte de pai. Levei os dedos à boca, pedindo silêncio. O cabelo, agora grande, cobria minha testa e quase escondia os olhos. O cachecol, cobrindo o nariz, completava o "disfarce". Peguei todas as revistas em quadrinhos de Sebastian e as coloquei na bolsa. Sumi. Transportei-me nas sombras rapidamente até o quarto de Mellody, rápido o bastante para deixar um bilhete na cama e sumir. Ela devia estar no corredor. Retomei meu vôo para o ponto em que saí do submundo. Não havia tempo a perder.

"Encontrei Sebastian. Estou levando os gibis dele.
Ele chegou nos Elíseos.
Drew.


Ah, prepare-se."


Andrew Klaus Maverick
Beware of Darkness

Son of Hades - Lieutenent of Thanatos' Reapers

By: Lunna
avatar
Andrew K. Maverick
Filhos de Hades
Filhos de Hades

Mensagens : 59
Pontos : 47
Data de inscrição : 20/02/2012
Idade : 22

Ficha do personagem
HP:
195/240  (195/240)
MP:
190/240  (190/240)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé dos filhos de Hades.

Mensagem  Ord Thurin em Qui Jul 07, 2016 2:26 pm

O chalé dos bunda mole
avatar
Ord Thurin
Filhos de Atena
Filhos de Atena

Mensagens : 52
Pontos : 68
Data de inscrição : 07/02/2014
Idade : 22
Localização : Planeta

Ficha do personagem
HP:
180/180  (180/180)
MP:
180/180  (180/180)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Chalé dos filhos de Hades.

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum