Ficha de Reclamação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ficha de Reclamação

Mensagem  Kevin Edgar Shade em Ter Jul 30, 2013 7:06 pm

Ficha de reclamação de
Kevin Edgar Shade.


NomeKevin Edgar Shade.
IdadeQuinze anos.
ProgenitorNyx.
MotivoBom, digamos que sempre fui admirador da noite. Acho ela tão interessante, o modo como a noite consegue acalmar a alma mais importunada e simplesmente divino. Aprecio o silêncio que a noite trás, pois isso liberta o meu maior estado de serenidade.
Progenitor mortalEdgar Shade, um artista noturno que costumava ficar no terreno de casa toda a noite tomando um Cappuccino, era possuidor de uma paz incrível e uma serenidade tão grande quanto.
Defeitos e qualidadesKevin têm um grande senso de responsabilidade, companheirismo e lealdade. O jovem as vezes, parece querer carregar toda a injustiça e maldade que corrompe o mundo querendo sempre muda-lo. Seu defeito acho que é resumido em grave irritação, ele é como uma espada de dois gumes, sempre que fica irritado sua raiva se apodera dele e ele costuma destruir tudo a sua frente, sem pensar no amanhã.
Cidade natal e atualNasceu em Long Island aonde continua a morar.
HabilidadeArtes Marciais - Especialista em Muay Thai
HistóriaMeu nome é Kevin Edgar Shade, sou um estudante de uma escola chamada Academia imperial situada em Long Island. Possuo quinze anos e sou mestre de Muay Thai, a minha vida nunca foi tão interessante a ponto de eu ter histórias de aventuras extraordinárias para contar, mas em certa noite eu descobri que o mundo que eu conhecia era mais do que ele aparentava. O mundo que estava invadindo meu ser sem aviso prévio era a coisa mais incrível que se possa imaginar, eu lhes contarei a minha história, à noite em que descobri o meu verdadeiro eu.

Já fazia algum tempo desde a última vez que aproveitei a noite. Já se passava das dez horas naquele dia. Eu estava deitado no gramado de casa na parte de trás do condomínio, meu pai havia viajado e como de costume eu ficava em casa sozinho, ele dizia que eu era responsável o suficiente e que confiava em mim para isso. Eu usava uma camisa preta sem detalhes e uma calça jeans acompanhado de um All Star preto, tomava um suco de uva em um copo que havia canudinho, meus olhos brilhavam ao olhar ao céu estrelado sem lua aquela deveria ser a melhor sensação da terra. Meus olhos estavam para se fechar quando ouvi uma batida dentro de minha casa, levantei rapidamente e olhei na direção da mesma que estava completamente escura agora, sendo que antes de sair dali havia a deixado com todas as luzes ligadas.

Levantei-me tentando manter a calma, se fosse um ladrão eu acho que conseguiria engana-lo e chamar a policia, se a casa tivesse dado curto, ai seria mais complicado. Dei alguns passos na direção da casa quando senti um cheiro estranho, era difícil definir, mas jamais havia respirado algo tão... Estranho. Em um baque pude ver uma figura sombria vindo à minha direção, olhei estupefato para “aquilo”. Se eu tivesse que adivinhar diria que era um cachorro, mas era estranho, possuía o tamanho de um Rinoceronte, dentes grandes e afiados como os de um tubarão e olhos vermelhos que pareciam que podiam entrar em minha alma e sugar minhas energias positivas.

Como por um reflexo me joguei para o lado em uma cambalhota e me levantei nervoso. O cão caiu no chão de face no gramado. A fera rosnou e levantou-se me fitando com mais do que simples ódio, será que eu estava em algum tipo de sonho? Se eu tivesse como acordar? Talvez ser pego pela fera? Ela veio novamente em uma investida na minha direção, fiquei parado dessa vez de olhos fechados esperando atacar enquanto eu gritava em meus pensamentos: “Acorde, acorde, acorde”. O barulho parou e senti meus cabelos voarem pela minha testa, abri um dos olhos e pude ver uma espécie de pó laranja voando pelos ventos se dissipando rapidamente, virei meus olhares para a direita e pude ver dois garotos, um deles possuía um arco e me lembrava um jogador de Basquete por ser tão alto o outro era baixo entretanto sombrio, tinha olhos negros cansados como se o mundo lhe cansasse. O alto se aproximou e disse:
- Hey garoto, você está bem? – Fiz que sim com a cabeça, e então e ele continuou – Sei que está confuso e com medo agora, mas devemos ir, eu lhe explicarei tudo – Sua voz parecia ser confiável, pois liberava sentimentos felizes dela quase como se fosse magica. Então eu segui, caminhando rumo ao meu Destino.

Kevin Edgar Shade

Mensagens : 3
Pontos : 5
Data de inscrição : 30/07/2013

Ficha do personagem
HP:
110/110  (110/110)
MP:
110/110  (110/110)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum