Spirits? You're kidding, right? ─ Missão para Annye Stark

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Spirits? You're kidding, right? ─ Missão para Annye Stark

Mensagem  Melinoe em Qua Dez 11, 2013 6:57 pm

A cidade estava deserta. Nenhum som proveniente de vida era ouvido por ali. O vai e vem do vento nas construções e esquiços de uma longínqua vida do lugar causariam terror a alguém menos bravo - ou suicida - que um semideus no auge de sua insanidade. O rapaz havia acho que estaria mais próximo as divindades naquela ilha e para lá fora. Mal sabia ele que o máximo que encontraria ali seria a morte de uma forma fria e cruel. O farfalhar da neve aos pés dele tornava tudo mais difícil de ser suportado por ele, um semideus solar. Suas únicas armas? Uma adaga de bronze. Incapaz de derrotar o mal que, naquela ilha, a deusa de duas cores encerrara, não havia nada que ele pudesse fazer.

Seu coração batia forte e vários pares de olhos invisíveis os fitavam. Vozes segredavam para ele ir embora, outras riam e falavam que não havia salvação para semideuses intrometidos como aquele. Era nas vozes que ele prestava atenção quando ocorreu, de forma muito rápida. Algo negro cruzou o caminho dele e uma lamina o partiu no meio, pertencente a um rapaz alto com madeixas escuras. Possivelmente alguém a mando dos cruéis deuses, por profanar aquele lugar tão descaradamente. Seja como for, não importava agora que o rapaz fora cortado ao meio, com sangue manchando a neve imaculada. Fora o seu fim.


xxx


Do outro lado do mundo, Annye ainda estava encabulada com o sonho que os deuses haviam lhe enviado. O que eles queriam com aquilo? Que tipo de aviso ou sinal era aquele? Bem, seja o que for, eles queriam alguma coisa da garota e, por isto, haviam lhe enviado aquele sonho esquisito assim tão de repente. E, por algum motivo, aquilo aparentava ser obra de alguma divindade trevosa e daquelas nem um pouco amigáveis, que só aparece quando quer algo e depois te deixa como se você jamais houvesse existido para eles.

Havia acabado de sair do refeitório quando alguém pigarreou atrás dela, fazendo-a se virar para olhar. Uma garota loira e com os olhos profundamente cinzentos, com cerca de um metro e sessenta e cinco, pele suavemente bronzeada, porém ainda sim parecia que ela estava se recuperando de alguma doença e, por isso, estava pálida. Sob os olhos penetrantes, haviam olheiras e ela trajava um manto negro, dos Ceifadores de Thanatos.

Hm, você deve ser Annye. Chamo-me Maya. Olha, vim aqui só dar um aviso: o Senhor D. lhe quer ver na Casa Grande, algo a respeito de uma missão para alguma divindade Submundana. Por via das duvidas, lhe trouxe isto... Pode ajudar.

A semideusa entregou a ela um par de hidden blades e se afastou, fazendo a capa bailar ao redor dela conforme se movia de forma veloz - não tanto quanto um filho de Hermes, porém sua velocidade era algo um tanto quanto incomum mesmo para semideuses. Aquele encontro fora algo rápido, simples, indolor. Tipico de Ceifadores: chegar sem serem notados e irem embora sem aviso. A Paladina demorou a ir para Casa Grande, mas ao chegar foi direto ao escritório da divindade. Lá, havia uma mulher de cabelos ruivos e olhos verdes, trajando um vestido negro até a altura dos joelhos e sem mangas. Tinha a pele muito pálida, como um fantasma. Porém, era bonita ao seu modo. Deu um sorriso ao ver a garota. Ao lado dela, havia um homem de pele quase igualmente pálida, vestido com roupas de séculos passados na Inglaterra, incluindo uma cartola e uma bengala, porém apresentava a mesma idade aparente da ruiva.

É um prazer vê-la, filha da guerra. Sou Melinoe, divindade dos fantasmas, e este é Thanatos, que gentilmente concordou em me acompanhar. Creio que tenha recebido um sonho esta madrugada, algo sobre uma ilha. Então não preciso explicar o que houve. Gostaria que fosse lá e cuidasse de alguns problemas do lugar. Será bem recompensada por isto. Hm, esta arma foi coisa de Maya, imagino.

Falou em um tom suavemente interessado, indicando a arma. Por fim, deu de ombros e explicou pacientemente que alguns de seus seguidores estavam lhe causando problemas e que não poderia enviar James e Azriel para resolver, mesmo que quisesse. Por fim, desejou boa sorte a semideusa e foi-se, junto com a divindade. O Senhor D. olhou a garota por um tempo, esperando alguma coisa. Os deuses do submundo apenas haviam explicado o que era para ser feito, mas não como faria ou fornecido os meios para isto.


Regras:
- Não me de motivos para mata-la, porque eu amo matar.
- Leia com cuidado e faça ações com planejamento.
- A missão pode ser concluída, pense nisto.
- Itens e poderes em spoiler.
- Prazo: 5 dias para postar, caso precise de mais me envie uma MP.

A arma:
• Ghost Spike [Hidden Blades de ferro estígio, de extrema leveza e ótima precisão. É ideal para assassinos, porém raramente é vista com alguém. Tal como a maior parte das coisas provenientes do Submundo, tem alguma maldição-benção em si. Pode atingir seres espectrais e da a capacidade de ver espíritos a quem usa, porém estes podem acabar atormentando o semideus devido a isto. Obedece apenas ao usuário e pode se transformar em um par de braceletes simples, de prata. Voltam sempre ao dono, caso se percam.]



Deusa dos Fantasmas
avatar
Melinoe
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 37
Pontos : 41
Data de inscrição : 20/06/2012

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum