Ficha de Reclamação

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ficha de Reclamação

Mensagem  Nathan White Sibley em Ter Maio 27, 2014 4:36 am

Ficha de reclamação de
Nathan White Sibley
NomeNathan White Sibley
Idade17 anos
ProgenitorHécate e Samuel White Sibley
MotivoAcho a magia, feitiçaria ou bruxaria, independentemente do nome, algo incrível e sempre chamativo. Todos imaginam como funcionam as forças do oculto e o atribuem sempre ao mal, porém, a magia é algo sem cor, sem forma, é uma energia, uma força que emana da deusa Hécate, a deusa do submundo e da lua negra. Incrível é a capacidade de tal deusa ser temida, com suas faces que mostram o passado, presente e futuro e suas cobras no pescoço, saindo e julgando todos por seus erros e condenando-os à morte e ao sofrimento eterno.
Progenitor mortalO pai do garoto sempre fora alguém um tanto distante, sempre ocupado com o trabalho e deixando o garoto sozinho com sua madrasta, de quem ele não gostava. Seu pai, apesar da aparência fria, era carinhoso com pouquíssimos gestos, como uma cutucada na bochecha todos os dias ou um carinho rápido como chamar o filho de "anão". Quando o mesmo se fora aos 15 anos da vida de Nathan, o mesmo entrara em depressão, isolando-se do mundo inteiro e vivendo num mundo do qual não queria mais sair. Ama demais seu pai e tinham uma relação ativo-passiva.
Defeitos e qualidadesSe por um lado ele é calmo, por outro é estressado. O belo jovem de lábios delicados em determinados momentos mantém a calma mesmo com uma lança apontada em sua garganta(até mesmo um filho de Ares) e em outros momentos consegue ser incrivelmente persuasivo e sensual, desde o movimento de seus quadris até o movimento de seus lábios bem desenhados, conseguindo seduzir até mesmo por acidente. Justo, o bruxo consegue diversificar entre o monótono e o agitado, o ruim e o bom, o nefasto e o celestial, como se sua alma fosse um pêndulo apontado para o lado certo quase sempre. Possui uma alma gentil, mas as circunstâncias da vida transformaram-no numa pessoa obscura e de intenções duvidosas.
Sabe ser teimoso e irritante, e quando se estressa com facilidade(basta acusá-lo ou humilhá-lo com palavras que é o suficiente) e o mesmo é capaz de fazer torturas pior que Jogos Mortais. É vingativo, sabe fazer uma boa vingança e é por vezes melancólico demais, sombrio e usa sua beleza como um rito de tristeza para a natureza, sempre dramatizando tudo e levando as coisas a sério demais, e apesar da frieza, apaixona-se com facilidade.

Cidade natal e atualNasceu em: Salém, Massachusetts, Nova Inglaterra, EUA.
Mora atualmente em: Acampamento Meio-Sangue, Long Island, EUA.
Não possui parentes que gostem do mesmo ou que lhe desperte interesse, portanto mora no acampamento definitivamente.

Habilidade✓ Lábia: Você é astuto, sua voz é harmoniosa e suave, você sabe usar dos artifícios certos para conquistar a simpatia de alguém, iludir com mentiras bem contadas e angariar favores.
HistóriaNascido num dia chuvoso na data de 13 de maio de 1997, na cidade de Salém, Massachusetts. Os gritos da pequenina criança não foram ouvidos em lugar algum na terra, não haviam enfermeiras ou parteiras desesperadas, ou um pai na maternidade, do lado de fora, com as mãos na cabeça e cobrindo os lábios morrendo de medo temendo pelas frágeis vidas de mãe e bebê. Não, havia apenas gritos de Hécate, a dar a luz, o parto fora fácil, um pouco dolorido, mas para uma deusa o que isso era, não é mesmo?
O mesmo fora entregue ao pai com um bilhete de desculpas. O homem loiro de olhos azuis aceitou a criança e amava-a mais que tudo, apesar de uma pequena parte de seu coração ter morrido com a despedida feita numa carta daquela que era para ser sua eterna amante. Criado com a madrasta que o seu pai arranjou quando o garotinho tinha apenas 3 anos, ele sofreu maus bocados com a mesma, tendo de se virar sozinho e saber que nem sempre poderia contar o pai que de nada desconfiara, afinal na frente dele ela era uma santa completa.
Na escola o mesmo era bem pequeno e frágil, magricela e tímido demais, o que o fazia sofrer bastante nas mãos dos "fortões". Tudo isso ia acumulando-se numa força avassaladora e incessante, assim como uma tocha flamejante, com um fogo negro pronto para consumir as almas de quem um dia lhe machucara. E assim foi crescendo o belo filho de Hécate cada vez mais sombrio e vingativo.
Aos poucos, Nathan foi crescendo, ficando cada dia mais belo, com um corpo definido, com belos lábios sedutores e olhos penetrantes, poderia ser comparado facilmente a um filho de Afrodite, e não seria exagero. Conquistava aos poucos belas garotas, todas elas garotas daqueles fortões do passado, como vingança pelo o que sofrera. Segredos deles pararam na internet, um "acidentalmente" quebrou o braço caindo da escada, e por aí vai.
As brigas com sua madrasta tornavam-se acaloradas, com direitos a ataques e surtos onde o garoto destruía tudo o que via pela frente sem definir nada em sua mente perversa e obscura. Internado em diversas clínicas, o jovem passou dos seus 10 aos 15 anos preso em uma clínica, estudando com professores particulares - muito corajosos, por sinal - que ensinavam-no como conseguir aprender tudo mesmo sem estar em uma escola normal. E ele, inteligente absorvia tudo com rapidez.
Aos poucos, o tempo passava, até que o mesmo fora libertado de sua prisão e foi para casa, onde a surpresa sem sombra de dúvidas fora inevitável; seu pai havia morrido no dia em que ele saíra de sua clínica. Sua madrasta? Uma bandida procurada em diversos lugares do mundo, e sempre escapava, e nunca pôde matar ele antes por Nathan sempre estar por perto atrapalhando seus planos.
Com culpa, ódio e tristeza, o mesmo isolou-se, tendo de voltar a clínica. Depois de anos, o mesmo passou a ficar verdadeiramente louco, e conseguiu fugir aos 16 anos dali, indo para casa, comemorar seu aniversário de 17 anos em casa, sozinho, com medo dos trovões e dos relâmpagos lá fora. Então, dormindo enrolado em um lençol no escritório de seu pai, o mesmo acordou-se no meio da noite vendo uma bela mulher, que ao acordar esqueceu de seu rosto, e a mesma escreveu no sonho no chão, com os dedos, e ficou uma gravura dourada com um endereço.
Ao acordar, a mesma coisa; ao seu lado um rabisco no chão com o endereço de Long Island, e então, Nathan partiu, querendo vingança até que no meio do acampamento Hécate o abençoou, fazendo-o encontrar-se com sua madrasta, que estava ainda no país pois as contas do homem estavam congeladas. Com mais um surto, ele a atacou, matando-a fazendo ela engolir um ferro quente que estava numa churrasqueira, e então foi para o Acampamento como se nada tivesse ocorrido.
avatar
Nathan White Sibley
Filhos de Hécate
Filhos de Hécate

Mensagens : 3
Pontos : 5
Data de inscrição : 23/04/2014
Idade : 20
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha do personagem
HP:
100/100  (100/100)
MP:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum