Hunter Mission - Aragom C. McLaster

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Hunter Mission - Aragom C. McLaster

Mensagem  Hipnos em Seg Jun 30, 2014 1:34 pm


"Uivo das Trevas"

Em meio a sonhos e pesadelos, Aragom, com sua recente transformação num ceifador de Thanatos, revirava de insônia em sua cama. Em sua mente, imagens de lobos ferozes uivantes nas trevas da floresta, assim como um luar intenso de sangue. O garoto acordou de seu "sono" e ouviu um latido uivante de dor ecoando pelo acampamento. Seu corpo tremeu e arrepiou-se de baixo a cima. Ele sentiu um frio na barriga e levantou-se. Aragom achava que era coisa de sua cabeça, mas novamente algo ouviu com tons de terror, e isso fez o garoto de Ares levantar-se de sua cama e olhar para fora da janela. Seus olhos se arregalaram quando ele viu um homem alto e branco com aparência de Alien o encarando ao longe...  

ACONTECIMENTOS DURANTE A MISSÃO:
★ descreva o sonho/pesadelo
★ se perder nas trevas da floresta
★ Seguir o rastro de tinta negra ou piche
★ Combater um Phooka ( http://gods-and-demigods.forumeiros.com/t312-bestiario )
★ Achar um lobo preso na tinta do morpho
★ Salvar o lobo
★ Combater uma segunda vez o Phooka

Ps.: Um phooka só morre quando ele está em sua forma original (um homem careca, albino, sujo de tinta, bem magro como se estivesse sempre com fome e olhos dourados )

REGRAS:
★ Os fatos acima podem ser realizados em qualquer ordem
★ Não perca tempo com o prólogo, mas o restante da missão deve ser detalhada
★ Deixe claro ao final do texto o quanto perdeu de HP/MP
★ Deixe claro ao final do texto do que se trata seu Pet, assim como seu nome
★ No mínimo 30 Linhas
★ Qualquer dúvida, mande-me uma MP


★ Call me Hypnos, the Sleeper and Dreams's Keeper ★
Sleep is always a dream, don't you think?

credits @
avatar
Hipnos
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 858
Pontos : 1103
Data de inscrição : 23/01/2012
Localização : Rio Lethe

Ficha do personagem
HP:
999999/999999  (999999/999999)
MP:
999999/999999  (999999/999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://lrfl.deviantart.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hunter Mission - Aragom C. McLaster

Mensagem  Aragom C. Mclaster em Qui Jul 17, 2014 6:04 pm


☠ Uivo das Trevas ☠


Meu passos estavam abafados pelo tapete de folhas que cobria o chão e olhos fixos em uma só direção. Eu seguia um ganido de dor que vinha de algum ponto no interior da floresta. A escuridão estava total, mas eu ainda sim enxergava o caminho que estava percorrendo.  Lá no alto do céu noturno, uma lua de sangue brilhava majestosamente enquanto o manto de Nyx se estendia. . Uma moita se agitou na minha frente, um par de olhos dourados se abri e me encarou, um enorme uivo ecoa por todos os lados ao mesmo tempo que a criatura saltava para cima de mim e eu acordei suado em minha cama.  
Quando abri os olhos eu já me sentei na cama com a respiração acelerada. O sonho tinha sido tão real que eu ainda podia ouvir o uivo do lobo, mas... Ele não estava em meu sonho. O uivo vinha de algum lugar lá fora. Levantei-me e corri até a janela, quando cheguei nela deu um pulo para trás quando vi uma criatura me olhando lá da floresta. Ao longe eu pude ver uma criatura alta e de pele branca me olhando entre as arvores, ele estava realmente olhando diretamente para o meu chalé. Virei o rosto para ver se tinha mais alguém acordado, mas todos ainda dormiam, voltei a olhar para a janela, mas a criatura se virou e entrou na floresta. Chacoalhei a cabeça um pouco para ter certeza que estava acordado, e sim, estava acordado. Me virei e fui até a minha cama, recolhi algumas coisas que me podiam se úteis e estavam embaixo da cama. Troquei-me rápido vestindo uma camisa cinza com um casaco preto e sai do chalé.

Pode me chamar de louco por ter saído a noite indo atrás de uma criatura desconhecida de rondava uma floresta escura, mas olhando pelo meu ponto de vista não era exatamente tão estranho oque eu tinha feito, afinal, quando se é um ariano que enxergar perfeitamente no escuro você não costuma sentir medo de sair a noite.
Quando sai do chalé eu me encontrei na completa escuridão, mas apesar disso eu via o caminho perfeitamente. A caminhada do chalé até a floresta não era realmente longa, mas eu a vazia de uma maneira mais cuidadosa o que a deixava mais lenta. Quando finalmente cheguei ao local onde tinha visto a criatura eu me abaixei e toquei o solo, senti uma espécie de gosma preta que depois descobri que era tinta. Levantei-me e olhei para os lados, eu só sabia de uma criatura que espalhava tinta escura por onde passava. Uma de minhas mãos estava segundo o cabo da espada na bainha presa no cinto enquanto meus olhos esquadrilhavam o terreno a minha volta. Comecei a seguir um rastro de tinta que ia se aprofundando na floresta, enquanto andava observei que algumas arvores também tinham marcas de tinta, depois de um tempo andando eu ouço mais uma vez aquele ganido lupino de dor vindo de algum ponto a minha frente. Fique em duvida se acelerava ou não, decidi andar mais um pouco seguindo os rastros de tinta até que me deparo com uma coisa realmente estranha. No chão, próximo a uma moita, estava uma grande quantidade de uma substancia escura, como se alguém tivesse jogado litros de tinta ali. Quando me aproximei a moita na minha frente se mexeu, dois olhos dourados brilharam de dentro dela e antes que eu tivesse tempo de reagir um enorme vulto escuro saltou na minha direção e eu só senti o lado esquerdo do meu rosto sendo rasgado. Cai no chão de costas e levei a mão até o rosto, pelo tato eu senti três cortes naquele lado e quando olhei para a minha mão ela estava manchada de sangue.  Levantei-me tentando achar quem ou o que tinha me atacado, e localizo aquele felino me rodeando como se estivesse se preparando para um novo golpe.
- Uma pante... Phooka. - A principio eu tinha achado que aquilo era mesmo uma pantera negra, mas depois reparei que tinha tinta pingando dela e seus olhos era dourados.
Saquei a minha espada e o efeito foi imediato. Assim como a maior parte dos monstros, eles odeiam o bronze sagrado e a visão da espada fez com que ele parece por uns instantes, instantes suficientes para me dar a chance de atacar. Avancei contra a criatura, meus olhos ardiam de fúria por ter um lado do rosto fatiado por garras, desferi um golpe na horizontal que o errou por pouco. A pantera-Phooka soltou para o lado e em seguida para cima de mim. Esqueci da espada e deu um soco nele, um soco em que meu punho brilhou avermelhado.  O soco focalizado atingiu a parte de baixo da mandíbula da Pantera-Phooka em um golpe em gancho. A criatura voou longe com a força do golpe e colidiu com uma arvore, caiu logo em seguida ficando em pé, mas parecia atordoada co ma força do golpe. Aproveitando-me da oportunidade eu avanço para cima dela pronto para fatiá-la com a minha espada, mas eu tive que interromper o golpe de espanto. A pantera rugiu e se transformou em um urso de pelo negro e manchado de tinta, a transformação foi estranha, era como se ela tivesse derretido em tinta e o urso se formado com ela. O meu momento de descuido foi tempo suficiente para o urso-Phooka me atacar com uma patada que teria arrancado a minha cabeça se eu não tivesse dado um golpe com a espada por puro reflexo. A lamina atravessou a pata que tinha em minha direção e a decepou. A criatura urrou de dor e eu aproveitei para dar um golpe que finalizaria a luta, dei uma estocada pretendo transpassar a criatura com a espada, mas ela tipo se jogou para o lado com uma agilidade que eu não espera encontrar em um urso daquele tamanho. A espada perfurou a arvore que ele tinha colidido antes e ficou presa ali sem eu conseguir arrancá-la de inicio. A criatura mesmo com uma pata decepada ainda estava pronta para arrancar minha pele, talvez até um pouco mais agora. Quando ele avançou eu ainda não tinha conseguido arrancar a espada, mas, graças aos deuses, eu tinha lembrado de trazer mais de uma arma. Quando ele veio eu puxei de dentro do meu casaco uma foice pequena feita de prata, prata não seria tão efetiva em uma monstro mais eu não pretendia de fato golpear ele com ela... Não diretamente pelo menos. Ele estava quase encima de mim quando eu dei um golpe no ar com a foice na horizontal, um projétil luminoso foi lançado contra o urso-phooka que acertou ele na altura do peito. Um corte se formol onde ele foi atingido, mas pareceu que só o atrasou e irritou ainda mais. Só que eu tinha conseguido arrancar a espada no momento em que ele foi atingido e arremessei a foice contra ele só pra distraí-lo mesmo, logo em seguida eu golpeei ele na vertical ao mesmo tempo em que a foice se fincava no ombro do urso que estava sempre em pé. A lâmina da minha espada cortou de raspão a outra pata da criatura. Outro uivo de dor e o urso se desfaz em tinta preta dando lugar a uma cobra que sai se rastejando rapidamente, eu tentei acertá-la co ma espada mas ela já tinha sumido entre o tapete de folhas que cobria o chão.  Caminhei até onde minha foice tinha ficado caída, estava toda suja de tinta pegajosa. Quando a limpei com algumas folhas e guardei ela, eu coloco a mão no meu rosto me lembrando que ele ainda sangrava, mas não, era o sangue que já tinha escorrido, quando passei os dedos pelos cortes senti que eles tinham se fechado, mas como? É claro!... Ou melhor, escuro! Eu posso me curar nas sombras, tinha estado tão ocupado tentando não ser destroçado que me esqueci desse detalhe. Mas eu ainda sentia a cicatriz no meu rosto, três cortes que cobriam o lado esquerdo do meu rosto. Volto a olhar para a trilha de tinta que a cobra-phooka tinha deixado, ela estava ferida e se eu conseguisse alcançá-la talvez ainda conseguisse destruí-la.

Eu estava andando pela floresta já fazia bastante tempo, ok eu estava perdido.  Mais um uivo seguido de um gemido de dor ecoa pela floresta enquanto eu caminhava. Os rastros de tinta estavam me levando cada vez mais perto da origem do barulho, até que  eu finalmente enxergo quem os estava produzindo. Tinha um lobo preso em uma enorme quantidade de tinta pegajosa, e não estava falando de um lobo comum, aquela coisa tinha quase o meu tamanho e era tão escura que eu poderia ter trombado com ele se ele não estivesse se mexendo tentando se soltar. Fiquei um instante parado  tentando me decidir se me aproximava ou não, era provável que ele me devorasse se eu o soltasse, mas por outro lado, eu não podia deixar ele preso ali.
- Ok, grandão, eu te solto se prometer não me lanchar.
Exatamente como eu ia soltar ele eu não tinha certeza, mas tinha um plano. Usei a Espada de Guerra para cortar uma espécie de cipó que tinha ali em uma arvore e o usei para prender o lobo pela cintura e puxá-lo para fora. Não foi exatamente uma tarefa fácil, não que eu tinha dificuldade para puxá-lo, mas porque eu não queria que ele se irritasse por estar sendo puxado pela cintura. Depois de alguns puxões o lobo se soltou da tinha ao mesmo tempo em que o cipó arrebentava.  Eu respirava meio ofegante pelo cansaço, o lobo me encarava de frente e eu já não tinha mais tanta certeza que tinha sido uma boa idéia libertá-lo. Ele se aproximou ainda me encarando, mas não demonstrava agressividade, na verdade parecia estar querendo agradecer.  Quando eu fui me mexer uma arvore se agita atrás de mim e o lobo salta, mas não para me atacar, ele saltou por cima de mim e colidiu com outra coisa que queria me atacar. Me virei a tempo de ver dois lobos se atracando, um grande e feroz, e o outros do tamanho de um lobo normal mais manchado de tinta e com olhos dourados. Lobo e lobo-phooka estavam se rodeando rosnando um para o outro enquanto eu assistia do meu canto esquecido. Os dois lobos saltaram um contra o outro ao mesmo tempo, garras e presas se agitaram enquanto eles eram mordidos e aranhados. Não tinha certeza se o lobo conseguiria derrotar um phooka, então resolvi me intrometer na luta lupina. Saquei mais uma vez a minha foice e golpeei o chão com ela. instantes depois um projétil luminoso brota do solo bem embaixo do lobo-phooka o atingindo e jogando o mesmo para cima. Nesse momento o lobo aproveita para saltar encima do outro que ainda estava no ar e o golpear com as garras super-afiadas. Quando o lobo-phooka cai ele se desfaz em tinta e assume sua forma verdadeira, no meio de um monte de tinta estava uma criatura alta, branca, magra, olhos dourados e coberto de tinta. Sem perde tempo eu avanço na direção dela com a minha espada já em mãos. Quando eu fui dar o golpe ele tentou reagir, mas por azar dele foi bem à hora em que o lobo deu uma rosnada e ele se atrasou por um segundo, segundo que o teria salvado, mas não foi o caso. A Espada de Guerra o atravessou, imediatamente seu corpo começou a se desfazer em uma espécie de pó dourado, mas antes que ele sumisse eu o prendi dentro do Jarro das Almas.

- Já pode ir, grandão. - Falei para o lobo que insistia em me seguir enquanto eu caminhava tentando achar a saída do floresta. Mas ele continuava me segundo até que depois de um tempo eu avistei fracos feixes de luz vindo da frente, escutei o som das ondas e soube onde eu tinha vindo parar. Na praia.
- Ok, grandão - Me virei para o lobo - Se quer mesmo vir comigo acho que você precisa de um nome. Que tal Herebro? - Não entendi se ele tinha gostado, ou se sequer tinha me entendido.
  Olhei para o céu. Ao leste, o anil do crepúsculo havia assumido tons carmesins, num incrível espetáculo de nuvens alaranjadas. O sol havia nascido.
 Era o inicio de um novo dia.
                 
Perda de HP e MP:
HP: 20 (me regenerei parcialmente)
MP: 45

Pet :
Herebro [Lobo negro que odeia monstros e é capaz de farejá-los]



Aragom Corleone Mclaster
Valar morghulis
thanks to Larissa
avatar
Aragom C. Mclaster
Filhos de Ares
Filhos de Ares

Mensagens : 56
Pontos : 60
Data de inscrição : 04/06/2014
Idade : 19
Localização : Ceifando por aí

Ficha do personagem
HP:
190/220  (190/220)
MP:
102/220  (102/220)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hunter Mission - Aragom C. McLaster

Mensagem  Hipnos em Sex Jul 18, 2014 2:52 am

----------------------------------ATUALIZADO----------------------------------
Ótima Missão Hunter, Parabéns! Adicionei 70 XP na sua ficha também (10XP para cada item desenvolvido em sua missão) ^^


★ Call me Hypnos, the Sleeper and Dreams's Keeper ★
Sleep is always a dream, don't you think?

credits @
avatar
Hipnos
Deuses Menores
Deuses Menores

Mensagens : 858
Pontos : 1103
Data de inscrição : 23/01/2012
Localização : Rio Lethe

Ficha do personagem
HP:
999999/999999  (999999/999999)
MP:
999999/999999  (999999/999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://lrfl.deviantart.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hunter Mission - Aragom C. McLaster

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum